2.5.08

Vale: Pauta de Campanha

"A Vale quer passar a impressão que sou um prefeito aloprado, mas penso muito antes de tomar qualquer decisão e as ocupações em abril todos já previam, não tem nada a ver comigo".

"Sempre convivi bem com a Vale, não podemos esquecer que ela é parte de Parauapebas e se eleita vou defender, como sempre fiz, os interesses de Parauapebas, assim como os executivos da Vale defendem seus interesses, mas farei isso sem inflamar ninguém, na paz, dentro da lei."

As declarações - a primeira do prefeito petista Darci Lermen, e a segunda da deputada federal e candidata peemedebista Bel Mesquita - antecipam tons e temas da campanha de outubro em Parauapebas. Tem muito mais aqui, no ping pong entre as duas lideranças políticas da capital brasileira do minério.

8 comentários:

Alan Lemos disse...

Pelo que parece, um deles seria menos "dor-de-cabeça" para a mega-multinacional. Não?

Juvencio de Arruda disse...

É, Alan, parece.
Talvez só isso...eheh.
Que tal raciocinar ao contrário: a empresa enquanto "dor de cabeça" para qualquer um dos candidatos?

Anônimo disse...

A deputada BEL-PMDB é a legítima representante da VALE e dos fazendeiros. Ela tem que assumir isso e parar de embromar.

Anônimo disse...

Que ficar do lado da Vale irá perder! Apenas isso que aviso, pois ao contrário do que a GLOBO noticiou, a percepção do povo de Prauapebas é que a VALE é completamente ausente do município.

Não tem nenhuma ação social efetiva, além obvimante, daquelas que estão diretamente relacionada à exploração mineral, como os empregos gerados para a operacionalização da "nossa mina de ferro Carajás".

Se me entendem, isso é muito, mas paradoxalmente, também é pouco.

Anônimo disse...

Tá decidido, Bel Mesquita para presidente da Vale!

Anônimo disse...

Impressiona a desarrumação que é a assessoria jurídica de DARCI LERMEN-PT. Primeiro anunciou que a prefeitura tinha ganho ações judiciais contra a VALE. Tudo já transitado e julgado. Para o prefeito ela, a assessoria, definiu até uma data para o recebimento da grana. Agora, o próprio procurador, diante das negativas da VALE, veio a público dizer que não existe demanda judicial entre a Prefeitura e a VALE.

É muito estranho ou muita incompetência.

Assim não ganha, assim não dá!

Anônimo disse...

Realmente a Bel é mais palatável e cordata. É tudo que a Vale quer, um gestor que aceite o que ela quer impor.

William Bayerl disse...

Quem não tem capacidade de negociar parte para a baderna. Quem não tem coragem de se mostrar, escreve sob a capa covarde do anonimato.

Quem, por algum motivo confunde sensatez e capacidade de negociação com subserviência, não sabe que a grana que o Darci esperava para gastar no 'ano' de eleição é fruto de uma ação impetrada pela própria Bel quando era prefeita.

Pobres desinformados, baderneiros e caluniadores.