2.5.08

Infiel na Mira

O deputado tucano, e membro do G, César Colares, de olho comprido numa vaga dos tribunais de contas - já foi informado que não terá os votos de sua bancada - está perto de enfrentar problemas no partido, que o considera muito alinhado com o governo Ana Julia-Jader Barbalho. Daí que o PSDB estuda a possibilidade de exigir de Colares uma coisa chamada fidelidade. Ou então, peia.
Perigas o G chegar mais magrinho na reunião de quinta, 8, com o chefe da Casa Civil, Claudio Puty, anunciada pelo Seventy na edição de ontem da folha mais nariguda do norte e nordeste.

7 comentários:

papai disse...

Oi, Juca,
Desculpe usar esse meio para me comunicar com vc, mas nao tenho seu email
Gostaria de chamar sua atenção para a petição anti racismo, se vc concordar, assine e divulgue.
Eu concordo, mas nao sou intelectual nem formador de opiniao como vc, por isso peço sua atençao para esse assunto.
Como a imensa maioria dos brasileiros tenho gens de indios, negros e brancos, o que nos faz todos iguais e me leva a apoiar os signatarios
abs
Anotnio Venturieri
www,PetitionOnline.com/antiraca/

Anônimo disse...

O Putty que se cuide com esses tucanos espertinhos, principalmente a Ana Cunha. Não duvido nadica de nada, se o Colares, além de levar a vaga do tribunal, copitar mais tucanos para a "base" do governo. "Pela primeira vez na história desse país, uma governadora PERDE duas vagas para os tribunais". Nunquinha os tucanos permitiram oposição nesses tribunais.

Jeso Carneiro disse...

Por ocasião do evento que reuniu o tucanato paroara em Santarém, mês passado, conversei demoradamente com um exemplar de alta plumagem da espécie e, num dado momento, perguntei-lhe: "A bancada do PSDB está coesa em torno da proposta de fazer realmente oposição ao governo Ana Júlia, sem perigo de deserções?" Meu interlocutor nem pestanejou: "Não". Pulei na sua jugular, para que me revelasse os, dugamos, inconfiáveis. Disse num piscar de olhos: "Cesar Colares e Ana Cunha". Mas ponderou: "Se vc. disser que fui eu que te falei, nego. E renego". Daí, portanto, não poder citar-lhe o nome. Essa história, Juva, ratifica o seu post em gênero, número e grau. Bem como a informação de um dos seus bem informados leitores. Colares e Cunha, pois, são vistos no ninho tucano como "aves" potencialmente inconfiáveis.

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia,Chefia. Vou abrir uma garrafa de Moet Chandom para comemorar sua visita...rs.
Na hora em que abri seu comentário conversava ao telefone com uma fonte tucana que riu ao lê-lo, e disse algo do tipo "não confirmo nem desminto". Colares, lembra a fonte, já presidiu o PSDB, desfrutou de boa sombra e água fresca nos anos tucanos, e não quer viver na seca da oposição.
Sinal que sua fonte está correta.
Ana Cunha, para a platéia,quer negociar uma Escola Técnica de Produção em Barcarena.
Longe da platéia quer negociar uma frente ampla contra o sombrio deputado Wladimir Costa. E águas mansas para a sua companhia de navegação, que detém algumas das principais concessões do transporte hidroviário.
Pois é isso, Carneiro.
Abraços.

Bia disse...

Que baladeira acertará essa ave em permanente vôo rasante, querido?

Quanto ao G-10 chegar no dia 8 mais magrinho, só verificando o peso da bancada. Na balança da farmácia. Pode ser que algum esteja fazendo dieta alimentar..he.he..he..

O caminho que essa turma tomou já começa render bons - para eles - frutos. Até elogio "ideológico" de aparentes adversários eles já receberam.


Beijão.

Juvencio de Arruda disse...

A baladeira atende pelo nome de bancada estadual do partido, inquieta, segundo expressão da fonte, com o bailado do deputado...eheh
Bjão.

Anônimo disse...

Cezar para o TCM,

Nunquinha,maninho.