23.7.08

Juízos de Valor

Em nota ao blog, que voce pode ler na caixinha de comentários do post abaixo, a candidata do PSOL à prefeitura de Nova Déli, Marinor Brito, reclama que a divulgação da lista suja pela AMB não separa o joio do trigo. Diz a nota que não podemos igualar os candidatos que são acusados de corrupção, de improbidade administrativa, de enriquecimento ilícito (como o atual prefeito Duciomar Costa) com dirigentes sindicais processados por assumirem a luta por causas coletivas e justas.
Marinor tem meia razão. Do ponto de vista do erário, não há comparação entre aliviar os cofres públicos e invadir e ocupar prédios públicos. Na perspectiva da ordem pública, ou do direito de ir e vir, não há comparação entre uma invasão de prédios públicos e uma metida de manzorra na cumbuca dos recursos públicos.
A AMB foi rápida na resposta à esse tipo de questionamento, nas palavras de seu presidente: não fazemos juízos de valor, disse o juiz Mozart Valadares.
Tem razão por inteiro o magistrado. É a sociedade quem o fará, nas eleições de outubro. Mas, para isso, precisa ter acesso à lista, com a devida tipificação do delito. Aí escolherão os eleitores, se concordam com quem rouba os cofres públicos ou quem invade e ocupa prédios públicos.
O poster, por notório, repudia as duas ações.
O PSOL pode alegar que procede de maneira diferente do nacional Duciomar Costa, e com razão, mas não pode se achar acima da lei, ou julgar que sua notória preferência pelas invasões de próprios públicos não enfrentaria, um dia, a exposição pública do devido enquadramento legal.
Marinor não está na lista suja só por assumir causas coletivas e justas, como afirma a nota, mas também por fazê-lo em desacordo com a lei e contra as mais singelas normas de sociabilidade e civilidade.
Se roubar é péssimo, querer se afirmar na marra também é.

------

Boa sorte à Marinor Brito no procedimento cirúrgico ao qual se submete, neste exato momento, num hospital da cidade, e que em breve ela possa retornar às lides de sua campanha.

14 comentários:

Anônimo disse...

Corretíssima e super equilibrada a apreciação do post.
Não se pode tolerar nem os afanos dos cofres públicos, tampouco as invasões absurdas e abusivas.
Valeu!

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado.

Francisco Rocha Junior disse...

Juca, você está coberto de razão. Apoio integralmente seu posicionamento.
Aproveito para também desejar boa sorte na cirurgia à queridíssima Marinor.

Juvencio de Arruda disse...

Blz, nobre, obrigado.
E a Marinor é muito querida sim.
Abs


( é verdade que vc é o Rei do Atalaia?...rs)

Francisco Rocha Junior disse...

Só se for Rei Momo, amigo... quem foi o fofoqueiro? Hehehehe...
Abs.

Flanar disse...

Ops! No quesito "Rei Momo" quem concorre sou eu.
Rsss...
Abs aos dois.

Anônimo disse...

São comparações ridiculas!!!

Ocupar sim!!!

Continuaremos ocupando!!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Perfeitamente.
E continuarão frequentando, merecidamente, a lista suja, pela ridícula escolha.

Anônimo disse...

Uma mensagem para Marinor: Companheira, desejo que tudo tenha corrido bem em sua cirurgia e que vc volte mais aguerrida do que sempre foi. Parabéns por sua coragem e determinação. Aguardamos sua volta mais forte ainda pois é uma das poucas alternativas sérias para Belém.
Maria Aparecida

Anônimo disse...

Querido Juca,
na época da ditudura os militantes de esquerda também eram taxados como foras-da-lei. Hoje não estamos em ditadura, mas aquele caso foi um episódio onde houve um pequeno surto de autoritarismo. E a reação dos militantes de esquerda foi parecida como as da "noite de 21 anos".

Bia disse...

Boa noite, Juca querido.

Só agora vi que você só volta ao ar na sexta!
Guardo a minha saudade.
Mas recomendo a leitura para todos.

beijos.

http://amdiniz.blogspot.com/2008/07/ficha-suja.html

Anônimo disse...

Parabens pelo querer se afirmar na marra.
É isto que Marinor tem feito o tempo todo.
E talvez esteja conseguindo, pois todos a acham combativa, aguerrida.
Eu a acho raivosa, intolerante, arrogante e dona da verdade.
Lamento dizer mais está muito distante do Senador Nery e do professor Antonio Carlos que sabem dialogar e respeitam as opiniões divergentes.

Coletividade à deriva! disse...

Este post abriu uma discussão excelente sobre a velha discussão entre entre meios e fins.
Boa questão a candidata do Psol leva ao enfermo:"- Os fins justificam os meios?, ou os meios justificam os fins?"
Nota 10 ao blog Quinta Emenda! Esta é, de fato, uma questão muito oportuna!

Anônimo disse...

Antes de tudo um pronto restabelecimento para Marinor, e prosseguindo, acho que não é fácil diferenciar roubos diretos e roubos indiretos, em ambos é privar a sociedade de sues direitos, logo não há distinção e nem perdão. Já acho que quando a justiça permite que um sujo sem condenação concorra nas eleições já contribui para a roubalheira nacional. Para não ir muito longe, e ter com alguma clareza essa esperteza, basta fechar os olhos e visualizar, toda vez que um ignorante político elege um sujo desses, mais impostos teremos que pagar para sustentar essa sujeira, que o diga: pelos sobre os olhos em pés, oculistas míupes, nariz de arabe, anzol no olho e love nas alturas.