18.7.08

MPF Quer Apuração Geral na Saúde

A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão decidiu nesta quinta-feira, 17 de julho, solicitar ao Ministério Público do Estado e às Procuradorias da República no interior do Pará que abram investigação para apurar as condições de prestação dos serviços de saúde, na atenção básica, de todos os municípios paraenses.
Em ofício, a Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Ana KaríziaTeixeira, sugere a promotores e procuradores que verifiquem a existência e a regularidade dos Conselhos Municipais de Saúde. Também foram encaminhados questionamentos às Secretarias Municipais de Saúde e ao Ministério da Saúde sobre as condições do atendimento no interior doEstado.
A proposta surgiu após a análise de relatório elaborado pelo Departamento Nacional de Auditoria do SUS (Denasus). O relatório foifruto de vistorias realizadas na Santa Casa de Misericórdia no final dejunho e início de julho. A íntegra do documento está em http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Documentos-Caso-Santa-Casa.pdf ,onde também podem ser encontrados levantamentos estatísticos apresentados esta semana pela direção da Santa Casa ao MinistérioPúblico Federal.

Fonta: Assessoria de Comunicação do MPF no Pará.

4 comentários:

Anônimo disse...

É isso ai MPF, é assim que se faz para cobrar as responsabilidades dos gestores públicos, criando uma Procuradoria Regional dos Dieitos do Cidadão. hã?! essa procuradoria já existia? desculpe, não entendi...
Mas de qualquer forma é muito bom o MPF ter nomeado uma Procuradora para essa atuar nessa procuradoria regional. Hã?! essa procuradora já estava a muito tempo nomeada? desculpe, não entendi...
Mas se essa procuradoria regional dos direitos do cidadão do MPF, sempre existiu e tinha até procuradora nomeada, e porque não agia? continuo não entendendo...
Essa falta de agir não significa responsabilidade por omissão? ou sou eu muito exigente com os fiscais da lei?

Anônimo disse...

Por que no Governo do PSDB o MPF foi totalmente omisso e no governo do PT é tão atuante? Será que tem alguma coisa a ver o fato do genitor de um Procurador do alto escalão ter sido um dos Assessores especiais próximo aos governadores?
Deve ser só coincidência.

Juvencio de Arruda disse...

Vc se equivoca quando diz que o MPF foi totalmente omisso nos governos tucanos, se até o governador Jatene foi denunciado pelo MPF no escândalo CERPASA, o que mostra que o suposto assessor pai do "procurador de alto escalão"
não impediu que o MPF trabalhasse.
Mas que bom que vc reconhece a atuação do MPF no governo PT-PMDB.

Juvencio de Arruda disse...

Das 12:45 desculpe, não entendi.