31.7.08

O Lobo Mau e Seus Chapeuzinhos

Quem se lembra das letras sórdidas publicadas na campanha de 1986, no engatinhante mas já ordinário Diário do Pará, algumas em versos de uma canalhice monumental atribuídos à um assumido pafúncio da política paroara, que espere o que vem por aí em blogs anônimos nesta campanha de 2008.
O Quinta Emenda não publica, não linka e nem aceita comentários que levem à essas webpocilgas.

4 comentários:

Anônimo disse...

Corrija a nota: você se refere as ofensas de baixo calão que o pafúncio dirigia ao seu ex-empregador nas eleições de 82, após ser demitido da coluna principal da folha nariguda. Naquela eleição o pafúncio se elegeu senador, e na de 86, ele se elegeu governador, e já havia até se reconciliado com o "capo" do jornal.

Anônimo disse...

O chefe de reportagem do Diário vai escrever um comentário ofendidíssimo porque o blog só critica o jornal onde ele trabalha e não dá o mesmo tratamento ao concorrente, não é, Dedé?

Anônimo disse...

Vc deveria tb, ter se ofendido com o jornaleco que tratou a candidata Ana Júlia em 2006, com o maior desrespeito às mulheres e mães.

Bia disse...

Bom dia, de novo, Juca querido:

o último comentário lembrou-me da permanente vontade de encontrar um advogado que aceite defender-me da inclusão.

Explico: a governadora, desde a campanha, diz falar pelas mulheres e representá-las.

Pelas divergências políticas - deixemos o ideológico de fora, eis que eu pelos meus motivos e ela pelos dela nem em juízo podemos fazer prova - éticas e metodológicas, como mulher e mãe, não quero ser incluída no "todos e todas".

Tem procedência minha queixa.

Beijão.

PS: ainda que pareça irônico meu comentário, é um êrro avaliá-lo assim.