10.7.08

Não

Uma percuciente análise das condições de elegibilidade da prefeita santarena Maria do Carmo, do PT, pode ser lida aqui, no ensaio do procurador aposentado do MPE e advogado Luís Ismaelino Valente, articulista do Espaço Aberto.

5 comentários:

Anônimo disse...

Juca,

Este post diz respeito ao tema "Santa Casa".

A secretaria de saúde do estado deu uma entrevista para o jornal Diário do Pará no último domingo.

Acho importante fazer duas considerações sobre a entrevista para provocar um possível diálogo sobre o assunto com os demais internautas que visitam seu blog, entre os quais deputados, jornalistas e membros do MP e do governo estadual.

Primeiro

Afirmou que foram constituidos dois grupos de trabalho. Um deles tem por objetivo indicar as prováveis causas dos óbitos dos bêbes. O outro deve apresentar uma avaliação do processo de gestão da referida instituição hospitalar.

A secretaria não disse o prazo para o término dos trabalhos. É preciso ficar de olho vivo para saber o que estes grupos iraão dizer em seus relatórios.

Segundo

A secretaria fez uma série de comentários que, no agregado, representam linhas gerais de um dianóstico preocupanete. Vamos aos comentários:
a) "(...) precisamos de mais equipamentos (...)";
b)"(...) suerlotação existe (...)";
c) os bêbes "(...) chagam aqui em um estado muito grave(...)";
d) explicou que parte dos médicos aprovados no último concurso não permaneceram quando viram "(...)as questões árduas do trabalho, aliado aos baixos salários.";
e) sobre a precariedade do pré-natal afirmou que "(...) essa situação poderia ser evitada na medida em que fossem feitas ações educativas (...)";
f) "(...) a direção [da santa Casa] não encaminhva as decisões (...)".

Isso me parece um diágnóstico, e dos mais preocupantes.

Surpreende que a entrevsita não tenha tido uma repercussão compatível com sua importância.

Juvencio de Arruda disse...

Vc tem razão.Acontece que foram tantas e tão contraditórias as falas, da secretária Laura principalmente, que fica difícil vc escolher em qual delas acreditar. Agora, nem declarações ela dá mais. Na posse do novo presidente da Santa Casa saiu de fininho, evitando a imprensa Pessoalmente, aguardarei as investigações do MP, para cotejar as verdades e mentiras que foram veiculadas.

Helenilson Pontes disse...

Caro Juvêncio,

impossível deixar de cumprimentar o Dr. Luís Ismaelino Valente pelo brilhantismo do seu estudo jurídico. Raríssimo e realmente imperdível. Põe luzes sobre um tema que é cercado de casuísmo pela Jurisprudência pátria. Deveria ser leitura obrigatória pelo menos para os membros do TSE e do CNMP.

abraço,

Helenilson Pontes

Juvencio de Arruda disse...

Helenílson, longe da possibilidade de entender os meandros da Lei, mas já iniciado nas suas funções e representações dentro do Estado, mormente o liberal, também achei a peça da melhor qualidade.
Vou enviá-la aos dois lugares por vc sugeridos.
Abs

Anônimo disse...

E eu também, inclusive pela parte que nos cabe.

Walmir Brelaz