1.7.08

INCRA x Vale

No Portal Amazonia/Globo

A Companhia Vale do Rio Doce, segunda maior mineradora do mundo, está sendo acusada de ter invadido uma área de assentamentos da reforma agrária no sudeste do Pará, pagando indenizações para que os camponeses saiam da região.Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, a presidência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) acusa a Vale, em seu relatório, por indenizar diretamente 53 assentados para desenvolver um projeto bilionário de produção de níquel.

Mais aqui.

------

Atualizada às 14:50.

As informações da nota do Portal Amazonia/Globo foram antecipadas pelo furo do repórter Carlos Mendes, postada aqui no dia 16 de abril, depois que o Estadão e O IVCezal se recusaram a publicá-la.

Um comentário:

Quaradouro disse...

Professor:
Essa matéria da Vale desapropriando e desalojando camponeses no entorno do Onça Puma foi destaque (furo) no Quaradouro em 23 de abril recente.