11.7.08

Mendes: Afronta Descarada às Instituições

Desde ontem o blog recebe e.mails de suas fontes no Poder Judiciário, dando conta da revolta instalada pelas atitudes do ministro que preside o STF.
Sabe que são intensas as articulações, entre juízes e procuradores, contra as decisões de Gilmar Mendes, soltando reiteradamente o marginal que sabe tudo sobre os patronos da indicação deste senhor ao STF, além de outras figuras recentes e não menos danosas à cena política nacional.
Sabe que é intenso o movimento para que se manifestem as associações de magistrados, em todos os níveis, contra o espetáculo de bonomia chancelado por este solitário STF, onde nenhum dos outros dez ministros foi capaz, até agora, de voltar pra casa e dizer: Ei! Mas o que que é isso?
O blog do Noblat acaba de publicar a primeira dessas manifestações, naturalmente originada no MPF. Nada menos do que 120 juízes federais e 45 procuradores da República, de vários estados do Brasil - aonde estão os outros? - abrem a maior crise da história do STF, cujo comando está entregue aos mais obscuros intereses, resumidos na pessoa do marginal Daniel Dantas.
Veja aqui o que dizem os procuradores da República.

4 comentários:

JUNIOR disse...

Juca e o povo honesto deste querido Brasil que ainda acredita na justiça como é que fica?

Márcio disse...

Não fica!

Anônimo disse...

Como fica a semideusalidade dos juízes. O Estado Democrático de Direito é pra todos, só que algun$ tem acesso a profissionais do direito e outros não.
Penso que o sr. professor está indo no vai da valsa de falar mal de todos pra ganhar notoriedade.
Pense e conheça melhor o caso (tem questões tecnicas que levaram o Presidene do STF se pronuciar. E acredito que foi justo tecnicamente)

Dos formadores de opinião, no mínimo, precisamos de equilibrio, conteúdo informativo com correção. Ou não foi assim que me destes aula????

Um ex-alino!!!!!

Juvencio de Arruda disse...

Vc deve ter faltado a aula que dei sobre a necessidade de assinar embaixo do que se escreve.
Mas ainda assim respondo: que história é essa de falar mal de todos?
Isto é típico de quem se sente identificado com algum desses "todos". Diga-nos com qual deses "todos" que eu "falei mal" vc se identifica?
Em segundo, para que precisaria de "notoriedade"?
Em terceiro, sua opinião, de jornalista certamente, pois nunca dei aula para estudantes de Direito, precisa reconhecer a força da assinatura de todas as associações de magistrados, procuradores e delegados federais do país. Isto não conta?
Não conta o julgamento da ministra Ellen Grace, no mes passado, de um caso semelhante ao do marginal Daniel Dantas, que ela recusou a conceder o habeas corpus?
Pense e conheça melhor, não o caso em si, mas suas intenções ao postar neste blog.
Nota zero pra vc, falso aluno.