19.6.08

Falta Tudo. Principalmente Coragem

Do jovem leitor e comentarista do blog, Raphael Teixeira, sobre o post O Fracasso Continua, o segundo abaixo.

É a questão da competência, da qualidade, que não é propriedade deste ou daquele partido, mas das pessoas!
O presidente metalúrgico prova que não é preciso ser doutor pra dar conta do recado, o presidente doutor provou que não sabe como melhorar a vida dos "metalúrgicos".
Ana Júlia esbarra no quesito competência, qualidade, um desastre, uma tristeza.
Mas olhemos os candidatos da prefeitura de Belém, pensemos no nosso votinho: quem dos concorrentes o merece? Quem? Quem de fato conhece os problemas da cidade, tem propostas viáveis e eficazes para Belém?
Eu não consigo identificar essa pessoa entre os prováveis concorrentes.
Chega a ser dramático o processo de tomada de decisão por baixo!
Falta preparo, falta cérebro, competência, capacidade... o caminho é, e para o bem de todos continuará sendo pela política, mas que temos um quadro fraco de nomes sem atributos no primeiro, segundo e terceiro escalão das esferas de do governo disso não temos dúvida.

22 comentários:

Anônimo disse...

Fico a pensar no caos que se transformou a cidade.
O trânsito infernal sem nenhuma fiscalização, a não ser as araras nos semáforos que nada mais são do que um assalto ao bolso do contribuinte.
Uma cidade que o passageiro de transporte coletivo não tem direitos de pagar o seu ônibus com dignidade.
Tem que disputar com churrasquinhos, carros, ciclistas e vendedores de toda ordem. Um inferno.
As calçadas entualhadas de camelôs sem ter como ordená-los a não ser debaixo de vara.
Cidade suja que já amanhece como se tivesse passado um vendaval de sujeira.
Crianças no semáforo sem que haja preocupação alguma para atraí-las para um futuro promissor, tornou-se uma cena comum na moldura da cidade.
O desemprego que faz com que alguns perambulem pelas ruas com rostos de desesperanças e outros engrossem as estatísticas da violência urbana, que sem sombra de dúvida é a doença mais crônicas que precisa urgente de cura.
Realmente não conseguimos identificar ninguem num horizonte mais próximo para de verdade amar Belém.

Anônimo disse...

Raphael, qual é a solução, na sua opinião ?
E quem é que tem cérebro para esse desafio de governar a nossa cidade?

Anônimo disse...

Raphael diz que não é preciso ser doutor para dar conta do recado, como se o "presidente metalúrgico" (que, já há muito não exercia a profissão, sendo bancado confortavelmente pelo PT, e nem por isso foi procurar estudar um pouco que fosse) estivesse dando conta. Ora, como ignorar que o cenário de frágil calmaria econômca se deve a manutenção de uma política preguiçosa, de arrocho fiscal e reiterados contigenciamentos orçamentários, agravados e comemorados pelo Governo Lula? Como criticar a governadora do Estado (aponte um Estado da Federação que esteja pujante, não atacado pela violência, pelo sub-emprego, pelo mar de pedintes, pelo emprego informal) e esquecer que a população carcerária nacional cresce a proporção nunca vistas, que os índices de violência crescem em Estados até então sem grandes preocupações com esse quesito (tais como Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul). Será que tais sintomas são apenas frutos de desacertos locais? Quantos foram os escândalos políticos protagonizados nos últimos anos? Que "conta do recado" é essa? Quanto é o custo da "propaganda do nada", da inauguração de projetos? Aponte uma Universidade construída (lembra da Unb?), um Hospital Federal construído (lembra dos vampiros?), uma Rodovia Federal bem feita (especialmente no norte-nordeste), uma hidroelétrica concluída, mesmo uma penitenciária finalizada... Nada, né?
Ora, tá faltando verdade, e liberdade também! Mas propaganda, não falta não!

Fernando Bernardo de Souza neto

Anônimo disse...

o meu sonho de voto desistiu de disputar...

Anônimo disse...

Acho que em uma cidade como Belém e no nosso Estado nao faltam pessoas capazes, bem intencionadas, honestas e com propostas. O problema parece ser outro: como trazer estas pessoas pra dentro da política? Por terem estas qualidades estas pessoas nao vao se meter nesta baixaria que se transformou a disputa eleitoral e a arte de governar com um parlamento de mediocres e pulhas (para dizer o mínimo destes safados).
Portanto, a questao é como trazer a "gente de bem" pra política?

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

esta caixinha de comentários no Quinta indica que o blog deveria ser "amplficado", com caixas sonoras, nas praças e nas ruas, oferecendo o bom debate.

Beijão

Anônimo disse...

Quer dizer então que quando o sujeito está fora da política, ele é "gente de bem". Depois que entra, não presta.
Em 2002, Valéria Pires Franco estava fora da política. Era jornalista. Foi eleita vice governadora, e fez um grande trabalho. O maior exemplo é que hoje está muito bem colocada em todas as pesquisas.

Juvencio de Arruda disse...

Bom dia, queridona.
Esta e a do post O Fracasso Continua, que nos oferecem ótimos comentários.

Bjão.

Anônimo disse...

Anônimo das 7:43.
Que gracinha! Então tá!

Cris Moreno disse...

Bom dia, Juca.

O Pará está carente, em tudo. Veja a que ponto chegamos. Infelizmente política é para quem tem dinheiro. Conhecimento? Competência? Boa vontade? Qualidade? Projetos? Ah, estão todos guardados na gaveta. De um velho armário e não de um banco. O que será que está havendo conosco? Estamos jogando a toalha? Abandonando a luta? Lamentável.

Beijos.

Raphael Teixeira disse...

Juca e Bia, o Quinta merece mesmo um megafone, mas vamos aos nossos comentários:

-Primeiro, sobre as pessoas capacitadas e a política fico com o anônimo das 6:55 AM. É na verdade o nosso maior desafio: Como trazer a turma competente pro centro do ringue? Nossa cidade, estado, país, esta cheio de gente capaz sim, e não questionei isso, mas o fato de que no centro do poder há uma carência de qualidade.

-Fernando, é fato que as desgraças não são apenas nossas, mas isso não me consola, não me faz pensar que como nos outros estados a coisa ta feia devemos nos conformar que por aqui deve ser assim também. Quanto a história do metalúrgico que virou presidente ela ainda está por ser contada, o que já se sabe é que estará ao lado dos grandes (Getúlio & JK). Estou com vc nas reservas quanto a política econômica que so consegue ver juros como solução de problemas, mas o fato é que é a mesma política econômica que, quando combinada com outras variáveis, efetivamente tirou o país da "frágil calmaria" que vivemos por duas décadas.

-Quanto a pessoa ideal pra nossa cidade? Bem, ela tem que dar conta de soluções dos problemas do colega anônimo das 10:07 PM, já seria um enorme começo!

São minhas modestas opiniões!

Anônimo disse...

o anonimo das 7:43 nao sabe ler ou tem dificuldade em exercitar os neuronios de ceu cerebro. O que o anonimo das 6:55 disse é que temos uma "selecao adversa" na política. Shiiii, acho que fiz as coisas mais complicadas pro anonimo das 7:43. Será que alguém pode me ajudar ?

Anônimo disse...

Com a desistência de EDMILSON o quadro ficou preocupante!

Pobre Belém!

Anônimo disse...

Ô Rui Barbosa das onze e dezoito, passa outra hora, tá ?

Anônimo disse...

É rara a capital com bons candidatos neste pleito de 2008. Mas Belém caprichou na mediocridade, no caradurismo, no continuismo sem-vergonha. Tira o Dudú, mas coloca o Priante ou a valéria. Égua da escolha! A única vantagem é que nenhum destes candidatos "de oposição" vai poder fazer demagogia com a situação da Saúde, todos se enlamearam neste quesito.

Anônimo disse...

E viva os anônimooooooossss!

Cris Moreno disse...

Vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

Anônimo disse...

Raphael,

nem vou entrar no mérito da sua análise anterior acerca do meu comentário, principalmente após a comparação entre Lula, Getúlio e JK... mas acho que os dois últimos não obtiveram a honra de possuir, aos seus serviços, 40 quadrilheiros, de acordo com o STF e a PGR. Qualquer esforço naquele sentido após a sua comparação será absolutamente inútil.



Ok, então.

Abraços.

Fernando Bernardo de Souza Neto

Anônimo disse...

Porra Juvêncio, o que tu tens contra o Lili Cartucheira?

Juvencio de Arruda disse...

Nada. Aliás o Imbiriba é meu amigo desde 1972.
Só tenho tudo contra comentários imbecis na gravidade da situação que nos encontramos, seu porra!

Raphael Teixeira disse...

Hahaha, da-lhe juvêncio! Blogueiro sofre, mas quando pode também da suas chineladas nos anônimos!

Tem anônimo pra todas as horas minutos e segundos!

Fernando, torço tanto quanto voce para que os 40 "quadrilheiros" tenham o que é merecido! Mas já se diz por ai que FHC será o Dutra do Lula.

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...bom dia, Rafhael.
Mas a relação com os anônimos é assim mesmo, vamos levando e todos sofremos...eheh