17.6.08

Fora da Disputa

No dia seguinte à divulgação das pesquisas de intenção de voto do Vox/Diário do Pará, o líder Edmilson Rodrigues joga a toalha. Amanhã, pela tarde, junto com as demais postagens, vamos analisar o gesto e suas repercussões.

25 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Quem quiser se adiantar, fique à vontade.

Anônimo disse...

É professor a eleição vai perder a graça sem o Edmilson.

Anônimo disse...

Essa eleição já estava 75% garantida pro Edmilson...

Ele não sair candidato é entregar essa eleição de bandeja pra direita...

E agora, nós, "politicamente órfãos", o que faremos?!?

=(

Anônimo disse...

qual foi a fonte? confiável? ainda não acredito tanto...

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...leia as razões do próprio, em entrevista na edição eletronica do Diário, disponível até amanhã por volta das 9:00.

Anônimo disse...

sei lá meu...
espero que não.

Raphael Teixeira disse...

Égua Juca, é aquela velha máxima pessimista: Não há nada tão ruim que não possa piorar.

Se o nível dos candidatos já tava ruim com ele, pior sem ele!

Sei lá! Vai ser dificil! Vou passar o dia no aguardo das análises do Quinta!

Anônimo disse...

Á mediocridade vai campear solta.
Dudu com a cara mais cínica, vem dizer que ama Belpem.
Valéria com aquele nenhem nenhem insuportável.
Mário atropelando o portugues e sem empolgação.
Zeca Pirão distribuindo aterro a vontade.
Jordy fazendo o papel de bom moçoilo.
Assim não dá! Meus sais!

Bia disse...

Bom dia, Juca querido:

fui à fonte, como você recomendou. Li a entrevista. Alguns trechos, duas vezes.

Os argumentos são justos. Não acredito na obrigação de fazer política através de cargos.

Faltou um pouco de realidade à "grandeza" do Edmilson.

Faltou reconhecer que não enfrenta uma disputa com um partido ainda frágil. A vaidade é sempre o melhor pecado. De certa forma diz isto quando destaca sempre o "PT e eu" nas antigas vitórias.

Faltou nele a sempre ausente humildade.

Na entrevista fica impresso o ansiado futuro que ele pretende: daqui pra 2010 o PSOL estará mais fortinho.

O personalismo não é só dele: os "órfãos" são do Edmilson e não do PSOL. Afinal, Marinor está aí.

Beijão.

Bia disse...

Ao anônimo das 12:41

Arnaldo Jordy não é um personagem para fazer "papel de bom moçoilo".

É um homem de caráter, um parlamentar sério e competente - ser honesto não é virtude, é obrigação que muitos não cumprem.

Seus mandatos de vereador e de deputado estadual atestam seu compromisso com as causas coletivas e com a defesa da cidadania.

Não tem experiência administrativa? É melhor não considerar este quesito. Para o bem e para o mal, sua trajetória diz mais e melhor do que a experiência de muitos e a inexperiência de alguns.

Não recomendo sais. São coisa de moçoila do século retrasado. Uma boa dose de generosidade política pode ser útil.

Pela arrogância, arrisco que você é eleitor(a) do Edmilson. Confirma-se o ditado: quem sai aos seus, não degenera.

Abraços.

Beijão, Juca.

Anônimo disse...

O Edmilson cresceu politicamente.Muito interessante perceber isso.Em outros tempos,iria se deixar levar por atitudes panfletárias mas pouco pragmáticas.Ele chega a conclusão óbvia de que não adianta ser o Schumacher e pilotar um fusca 66...e olha que não é fácil,mesmo com um fusca, deixar de lado a adrenalina da disputa.Com certeza não dev ter sido uma decisão fácil pra ele.Mas fez o certo.Não chegaria a lugar nenhum com o Psol desse jeito.Em 2010 virá mais forte,apesar de não ter o meu voto

Anônimo disse...

Ainda assim: estamos eleitoralmente órfãos. Antes mesmo de Duciomar assumir, já esperávamos Edmilson: esperamos por nada menos que 4 anos pra ele derrotar Duciomar no longínquo 2008 - que agora não é mais longínquo, já é metade passado e metade incógnita.

Anônimo disse...

Edmilson?! Já vai tarde... adora fazer jogo de cena.
Edmilson teve a oportunidade por oito anos para dizer a que veio, e não fez patavina de nada. A não ser brincar de cidade luz com o dito próprio prefeito-criança.

Anônimo disse...

É... Foi o prefeito criança!! Hoje queremos um prefeito adulto!
Vom Pato

Anônimo disse...

Das 12.44h, precisas compra uns óculos novos, mas não com o "aufitaumo" que "trabalha" no Palácio Antônio Lemos S/N.

Anônimo disse...

Meu caro Juca :
Edmilson Rodrigues foi o melhor prefeito que esta cidade teve nos últimos 25 anos...
Saudações do Mediador de Emoção ! torcendo para que ele,apesar da entrevista que o mesmo concedeu a um jornal local, confirme sua candidatura...

Anônimo disse...

O Jordy engana alguns, mas não a mim. Conseguiu plantar uma imagem de competência que não condiz com a realidade.
Fazer discurso e usar palavras bonitas é uma coisa, administrar é outra.
Na campanha passada fez o joguete dos tucanos. Chegou a proibir a Milene Lauande de ir para a televisão no 2 º turno recomendar o voto no PT.
Tanto fez que ela e outros militantes saíram do PPS.
O Jatene usou a candidatura dele para bater na Ana e pegar leve com o Dudu em troca do apoio ao Denimar em São Félix do Xingu, para finalmente chegar a ALEPA.
Foi indiretamente responsável pelo caos que está aí.
Não me impressiona esta sua seriedade.
Não vejo absolutamente nada de mais tomar sais. Não vinculo isto a imagem preconceituosas da mulher.
E mais voto na Milene Lauande.

Bia disse...

Prezada Anônima das 11:56

recomendar-lhe generosidade política ao invés de sais não embute preconceito algum contra as mulheres. Significa apenas minha opinião sobre o dito cujo: "sais" são antigos demais e pouco eficazes para as picuinhas contemporâneas. Mas, generosidade política não se vende mesmo em farmácia.

Sua referência à Milene sugere de onde vem seu ranço contra Arnaldo Jordy.

Quanto à Milene, gosto muito dela, assim como do Flávio. Tenho certeza que, se eleita, será uma excelente vereadora. Não são meus inimigos políticos. Sequer os considero adversários,´porque compreendo processos e acredito na reversão deles,quando as pessoas neles envolvidas - caso da Milene e do Flávio - são decentes.

Não detratar pessoas porque conjunturalmente estão em margens opostas a minha. Não esquecer que elas têm passado honrado e que no presente, ainda que cosidere suas opções equivocadas, merecem respeito, mesmo na divergência. Isso é generosidade política.

Pra você, recomendo mesmo o Lexotan.

Quanto ao meu voto, é do Waldir Cardoso.


Abraços.

Beijão, Juca.

Anônimo disse...

Não entendi porque a Bia se limitou a comentar a posição política da Milene e do Flávio.Por que não respondeu sobre os equívocos políticos do Jordy, especialmente na eleição de 2004, relatadas no comentário das 11:56.
Aproveite também Bia, para informar onde esteve seu candidato Wladir Cardoso nos últimos 3 anos, período em que os hospitais da 14 e Guamá foram sucateados e muitas unidades de saúde abandonadas ou desativas.

Anônimo disse...

"Chegou a proibir a Milene Lauande de ir para a televisão no 2 º turno recomendar o voto no PT" - dessa eu não sabia!

"O Jatene usou a candidatura dele para bater na Ana e pegar leve com o Dudu em troca do apoio ao Denimar em São Félix do Xingu, para finalmente chegar a ALEPA" - eu achava que tinha alguma jogada com a suplência dele e tinha certeza comprovada da relação dele com os tucanos, mas não tinha feito relação de uma com a outra!

Então Jordy bateu na Ana em Belém em troca do apoio de Jatene a Denimar em S. Félix? hmn...

Anônimo disse...

Resumindo: para quem observa a atuação do Jordy, ele é apenas um surfista - vai sempre acompanhando a onda. Nada de reais convicções políticas.

Bia disse...

Boa tarde, Juca querido;

Caramba! Acho que perdi meu comentário na rede.
Vou recompo-lo, para os anônimos das 11:40, 12;50 e 2:20:

1 – “ Não entendi porque a Bia se limitou a comentar a posição política da Milene e do Flávio. Por que não respondeu sobre os equívocos políticos do Jordy, especialmente na eleição de 2004, relatadas no comentário das 11:56.”

Meu comentário se ateve a Milene e Flávio porque você citou a Milene. Inclui o Flávio porque gosto dele também.
Alguns comentários não caberiam, porque nada tenho a ver com a luta interna do PPS, ao qual sequer sou filiada. Quanto ao que você chama de equívocos, também são problemas do Partido. Ou soluções. São questões que desconheço.

Sobre a proibição da fala da Milene, se ocorreu, e se houve uma decisão do PPS de não apoiar Ana Júlia em 2006, estava correta. Assim são as agremiações políticas, religiosas, esportivas. Deliberações, orientações e decisões coletivas são coletivas, gostemos ou não individualmente. As saídas sempre legais, institucionais, existem. Voluntarista ou coisa semelhante, não são compatíveis com isto.

2 – Waldyr Cardoso está no Sindicato dos Médicos do Pará.

Dali, com seus companheiros de diretoria, conduz adequadamente o papel do Sindicato na defesa das condições de trabalho dos profissionais e dos reflexos disto na saúde da população.

Quero presumir que você seja apenas mal informado (a) e não uma pessoa de má-fé. Por isso recomendo-lhe que vá ao site do Sindicato e consulte os relatórios enviados desde 2005 à Prefeitura sobre as péssimas condições das unidades da 14 de março, do Guamá e das unidades nos bairros. Aproveite e veja também as denúncias do Sindicato sobre as condições deficientes e precárias do Ophir Loyola e da Santa Casa. Esta última, reerguida e premiada na gestão do Dr. Hélio Franco, está abandonada. Não cumpre mais seu vigoroso papel de proteção e assistência à maternidade e à infância.

3 – Arnaldo Jordy é um parlamentar com os pés no chão. Seus compromissos com a ética, com a defesa dos direitos individuais e coletivos são públicos. Fazer onda é que é coisa de surfista.

Beijão, Juca.

Anônimo disse...

Bia, vc esquece quando fala "que fazer onda é coisa de surfista" Fazer onda também é coisa do Wlad. Brincaderinha...Fui!

Anônimo disse...

Há dizem por ai que o Wlad negociou sua candidatura em Barcarena com o dono da construtora Villaça, por alguns milhões de motivos não divulgaveis...

Anônimo disse...

Tome voce seu lexotan.
Não preciso! Voto em pessoas decentes e honradas, que não jogam para a platéia e nem constroem imagens falsas
Estou super bem, apesar da mediocridade das elições de Belém.