2.6.08

É Improbidade Que Não Acaba Mais

O Ministério Público Federal entrou com ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Belém, Duciomar Gomes Costa, a ex-secretária de saúde Cleide Mara Ferreira da Fonseca e os médicos Orlando Salomão Zoghbi e Maria José Bastos Zoghbi, sócios da clínica Zoghbi. Eles são acusados de lesar os cofres públicos em R$ 1,6 milhõesde reais após a tentativa, frustrada por ordem judicial, de comprar o Hospital Sírio-Libanês por R$ 9 milhões, em 2005. Além da lesão ao erário, eles são acusados de dispensar indevidamente a licitação exigida pelo Conselho Municipal da Saúde para a compra do prédio e tentar burlar restrições legais que impedem o poder público de fazer contratos com entidades privadas que tenham dívidas com o Estado.

Leia mais aqui.

Fonte: Assessoria de Comunicação do MPF no Pará.

17 comentários:

Anônimo disse...

Esse é o Duciomar !
Um meliante da cabeça aos pés.

Anônimo disse...

como fazer licitação pra compra especifica de um predio que tem um unico dono. esse mpf me faz cada uma

Anônimo disse...

e quem disse que o unico hospital que podia ser comprado era justamente o triplamente enrolado sírio-libanês?

Anônimo disse...

Rssss...
Excelente sua resposta, anônimo das 6:33.
Defender o indefensável achando que fazemos parte da suposta platéia desatenta do Dudú, é querer subestimar nossa inteligência.
E a do MPF também.

Anônimo disse...

Esse dudu anônimo das 6:03 me escreve cada uma!!!!

Anônimo disse...

É por isso que eu vou votar na Valéria e no Paulo Chaves.
Quero mudança nisso tudo que está aí.
Quero que o Duciomar responda na justiça pelos seus crimes, mas não mais como prefeito, para não nos matar de vergonha.

Anônimo disse...

Esse dudu não toma jeito, ou é idiota, ou pensa que somos!
Havia Varios Hospitais que poderiam ser comprados, senão vejamos: INCOR (Falido), SOCOR (Falido), NOVO HOSPITAL ORDEM TERCEIRA (Recem comprado pela Unimed), MARADEI (Chegou a ser discutida informalmente a venda), entre outros!
Dizer que não precisava de processo licitatório é admitir o interesse na compra, pois na epoca iria ser pago 9 milhões, e hoje ve-se que vale 4 milhões!
Pra quem seria a pequena diferença de 5 milhões? Um doce pra quem acertar!

Anônimo disse...

Se o Edmilson sair como candidato,eu voto nele e acho que todo mundo deveria fazer o mesmo,uma vez que seria a forma de darmos ao ED a possibilidade de fazer o que o DUDU acabou do governo dele.Esta é chance!!!

Anônimo disse...

Só espero que se faça valer a constituição, e que o TRE so aprove registro de candidaturas de politicos probos!
Quanto ao voto do anonimo das 8:14, não sei se é pra rir ou pra chorar!! o fruto so vai mudar de mãos! ou alguém tem esperança que a reedição da [União "para enganar" o Pará] vai mudar alguma coisa!

Anônimo disse...

Quero gente nova na politica:

Dudu foi só decepção,
Valeria já ta aí a um tempão,
Edmilson, só fez enganação!
Precisamos de um candidato do Povão!

Vamos aguardar as convenções e ver o que vem propondo a verdadeira mudança! E não apenas a mudança de nomes!

Juvencio de Arruda disse...

Estribilho do jingle do Zeca Pirão?...rs

Anônimo disse...

Valéria está aí um tempão ?
Ei Pirão, mira pra lá !

Anônimo disse...

Ou do mário "inércia" que não fez nada pela educação?
a) Alcyr Lima

Anônimo disse...

Meu voto é da Valéria !
Chega de gente feia .

Anônimo disse...

Parabéns ao Ministério Público Federal. Até onde sei o Prefeito de Belém já tem uma "folha corrida" bem considerável, indo de improbidade até crimes contra a Administração Pública. Isso só prova que grande parte da população de Belém vota muito mal.
Os agentes públicos paraenses precisam entender (por mais difícil que seja) que são VASSALOS da lei. Trata-se de uma regra fundamental em uma DEMOCRACIA, mas parece que em Belém, como diz o jornalista Lúcio Flávio Pinto, a lei é potoca!

Anônimo disse...

Luluquefala:
Se a gente emendar todas as fichas corridas do Duciomar, vai de Belém a Tracuateua.
De onde ele nunca deveria ter saído.

Anônimo disse...

Lendo jornais e blogs fiquei impressionado com a pouca repercussão em Belém da notícia de que Duciomar Gomes da Costa está sendo novamente processado por improbidade.
Sinal dos tempos! Seria uma banalização do mal como diria Hannah Arendt?