2.6.08

Pocilgas Flutuantes

No Seventy, edição de hoje da folha nariguda.

A Capitania dos Portos interceptou o barco J. Cunha, que levava passageiros para Camará, no Marajó. Cerca de 70% dos coletes salva-vidas não prestavam.

Fala aí, Alyrio Sabbá, porta voz da esculhambação e da ilegalidade dos concessionários das travessias para o Camará. O J. Cunha é da Arapariu e trata-se do mehor navio da empresa.Por aí voce tira o resto, ardorosamente defendido pelo irresponsável colunista.

Um comentário:

Adauto Ribeiro disse...

Perai Juca!
O J. Cunha não é aquele barco de propriedade da Familia Cunha,leia-se Ana Cunha e familia?
Quando será que vão fazer uma "faxina" na direção da ARCON que fecha os olhos para tal situação?
Enquanto isso...o Wlad deita e rola na cidade dos Cunha, rumo as eleições de Outubro.Parece que a convenção do PMDB local está marcado para o dia 20 de junho.Com a presença do Sobrancelhudo.rs rs rs