9.6.08

Toma Lá, Dá Cá

Depois de perder a oportunidade de encaminhar um candidato próprio à sucessão do falsário que comanda a prefeitura da capital paroara, e de um longo processo de indefinição entre o apoio ao nacional ou à candidata do DEM, os tucanos anunciam logo mais, às 19:00 h, na sede do partido, o arquiteto Paulo Chaves como vice na chapa de Valéria Pires Franco.
Os tucanos resolveram conferir produtividade na escolha, avaliando, corretamente, que as chances eleitorais de Valéria são maiores que a do prefeito falsário.
O apoio tucano aos democratas da capital vai marolar na sucessão santarena.
É que o ex prefeito Lira Maia (DEM) hesita em conceder a vaga de vice aos tucanos em sua chapa, preferindo aumentar a coligação com a entrada do médico Nélio Aguiar ( PMN) no lugar. O apoio dos tucanos aos democratas na capital tem que ser recompensado em Santarém, vão dizer os tucanos à Lira Maia. Até porque os tucanos santarenos - que nunca estiveram tão bem posicionados em pesquisas de opinião - já tem uma alternativa, um plano B, digamos.
Ou seria melhor dizer um Plano V?
Torça, prefeita Maria do Carmo (PT). O Plano V pode virar de ponta cabeça a sucessão santarena, abrindo-lhe uma janela.
Aí a eleição na Pérola será como o Diabo gosta.
E o eleitor também!

14 comentários:

Lafayette disse...

Como diria ou dirá, o Luluquevênovela:

Vem aí, A FAVORITA.

;)

Juvencio de Arruda disse...

Oi, Lafayette. O Lulu deve estar assanhadíssimo...eheh
Abs

Anônimo disse...

CADEIRA VAZIA (Lupicio Rodrigues)

Entra, meu amor, fica à vontade
E diz com sinceridade o que desejas de mim
Entra, podes entrar, a casa é tua

Já que cansaste de viver na rua
E os teus sonhos chegaram ao fim
Eu sofri demais quando partiste
Passei tantas horas triste
Que nem quero lembrar esse dia
Mas de uma coisa podes ter certeza
O teu lugar aqui na minha mesa
Tua cadeira ainda está vazia
Tu és a filha pródiga que volta
Procurando em minha porta
O que o mundo não te deu
E faz de conta que sou teu paizinho
Que tanto tempo aqui ficou sozinho
A esperar por um carinho teu
Voltaste, estás bem, estou contente
Mas me encontraste muito diferente
Vou te falar de todo coração
Eu não te darei carinho nem afeto
Mas pra te abrigar podes ocupar meu teto
Pra te alimentar, podes comer meu pão.

Wanterlor

Anônimo disse...

Luluquefala:
Alegria de Lulu dura pouco...

Juvencio de Arruda disse...

Lulu, what's happened?

Anônimo disse...

Egua que tá todo mundo feliz.
Dura pouco, porque o Ed vem aí.

Anônimo disse...

Eu sabia...

Anônimo disse...

Deve ser bombástico o tal plano V aventado pelo poster após recente visita à pérola;notícias do mundo de lá dão conta que o plano, de início, apresenta-se inviável por um pequeno detalhe: a falta de votos dos tucanos santarenos; a dependência, por gravidade, dos tucanos aos pefelistas, estes sim, capazes de suportar na oposição os assédios das três esferas de governo e, com inegável maestria, crescer junto ao eleitorado; e por último a incipiente estrutura partidária dos tucanos, cujos principais parlamentares da legenda foram eleitos com a ajuda do ex-prefeito e a ele devem fidelidade, ao contrário do que acontece em Belém, onde os tucanos, donos da chave do cofre nos últimos 12 anos, foram quem davam as cartas nas eleições...
Belém é Belém, Santarém é Santarém. Para tirar as dúvidas basta acessar o site do TRE e conferir o resultado das últimas eleições...

Juvencio de Arruda disse...

rs...
Vc tem razão em vários pontos de seu comentário. Mas o Plano V é bombástico sim. Veja:

. as pesquisas que vc tem (e eu também ) mostram que Von é o segundo na espontânea,e num dos cenários estimulados vence Maria do Carmo por uma boa diferença, inclusive, o que atesta seu potencial pessoal, independente de Lira Maia.

. vc sabe também que,independente de obter ou não registro da candidatura, Maia vai enfrentar
( mais uma vez )o problema da reputação problemática que desfruta na cidade.
Vc lembra, no meio da campanha de 2000, que Maia caiu de 50 para 30 pontos nas pesquisas de opinião, mediante a sensacional coça que lhe apliquei no comando do maketing de Bené Bicudo.
Maia só não levou o farelo naquele pleito pois a campanha de Bicudo não teve gá$, era um candidato muito rejeitado, e a "inteligência rara" da coordenção da campanha de Maria não teve coragem de se unir à de Bené numa estratégia para ir em cima de Maia, como fez com Antonio Rocha em 2004 e foi bem sucedida em cima de Alexandre.


. Maria vai encarar problemas de outra ordem, o da ausência de autoridade - subtraída pelo irmão Everaldico e identiicada claramente nas pesquisas - das poucas realizações de seu governo, do não cumprimento das promessas de campanha.

. Vc sabe também que uma terceira via seria muito bem recebida na Pérola. Prova-o o razoável cacife leitoral de Nelio Aguiar. Maia estabeleceu o contraponto, até agora, pela ausência de uma terceira candidatura com chances eleitorais concretas. Von as tem, e sabe disso. O eleitor ainda não percebe muito claramente, mas pode ser sensibilizado nessa direção.
O desejo,latente, existe. Isso é o mais importante, e quem trabalha o mkt político sabe disso.

. Alexandre Von tem muito mais densidade para ocupar este espaço do que Nélio, além do que, sobre Alexandre não pesa a reputação, nem a incompetência. A ausência de autoridade - aqui entendida como uma certa dependência de Lira Maia - pode ser fácilmente diluída com sua candidatura, que teria um efito bombástico já no lançamento, rompendo esse cordão umbilical que, com efeito,o relaciona à Lira Maia.
Não vejo, nem a médio prazo, outra oportunidade melhor para Alexandre Von realizar a "cirurgia".
Vamos ver se ele perderá esta chance rara de se colocar entre a reputação e a incompetência, e viabilizar-se como alternativa entre essas duas problemáticas realidades que assolam Maia e Maria.

. Não estou afirmando que o Plano V decretaria a vitória de Alexandre Von. Mas ele tem chances sim. O suficiente para fazer uma bela campanha, cortar o cordão, e pavimentar uma trajetória para 2010e 2012.

. Com todo o respeito, recomendo calma aos democratas santarenos. Nada de querer abarcar o mundo com as pernas.
E, principalmente, tratar um pouco melhor os aliados.
O processo eleitoral mal começou.

( Oh,Deus, é duro trabalhar de graça...rsrs.
Pelo menos dou trabalho, remunerado, aos colegas do mkt político...eheh)

Anônimo disse...

egua, juvencio essa tua analise e pura viagem, a despeito do Von, poder estar bem posicionado nas pesquisas, o eleitorado santareno, sabe que perde muito mais, elegendo um oposionista ao governo federal e estadual, querendo ou não o volume de investimentos dessas duas esferas creceram significativamente, alem dos movimentos q a governadora vem fazendo em descentralizar a sua administraçao. Penso, que a Maria fez muito por Santarem, afinal ela herdou uma administraçao arrasada e totalmente dilapidada, por Maias e Vons da vida. Sejamos passionais, pero no mucho !!!!

Juvencio de Arruda disse...

Preste atenção: se há uma coisa que berra em Santarém é a ausência da federação. Vou traduzir pra vc: não se vê o Lula na cidade, além dos programas sociais, é claro.
Sabe qual é consequência disso? Lula está bem, e Maria não.
Nas pesquisas que tenho visto ele sobre e ela desce. Traduzo de novo: ele vai ter muita dificuldade pra colar na figura dele. Outro problema,hein?
Ana Julia em Santarém?
Só se for internada no HR.
Vc não tem idéia do tamanho dessa bronca, mas vai ter quando a mídia começar.
As pesquisas não são passionais, amigo. As interpretações é que podem ser. E aí vc tem o mesmo direito do que eu de julgar a sua, sim, passional.

Anônimo disse...

Nas pesquisas formais e informais em nenhum cenário Von venceria Maria do Carmo. Em apernas um dos cenários, sem o Lira Maia candidato, ele apresenta-se bem, mas quando os dados são cruzados, o eleitor não acredita que ele venceria o pleito, não por falta de qualidades que ele tem de sobra. Nas espontâneas Maria está a frente de Alexandre.
Se ele fosse candidato, mas o mesmo diz que não será, o que poderia acontecer era a candidatura de Von dividir o eleitorado e favorecer Maria, mas o tucano está suficientemente maduro para não fazer a mesma coisa de Antônio Rocha fez nas eleições passadas.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado por sua contribuição. Temos pesquisas diferentes, e isso é normal.
Neste final de semana algumas pedras se moveram. Quanto ao amadurecimento de Von, sua decisão sinalizará em que nível está seu amadurecimento.
Quanto à divisao do eleitorado supostamente favorecer Maria, só a eleição confirmaria a tese, nítidamente de interesse democrata, o que não deixa de, por isso, ser legítima.

RoMe GoStOzÃo disse...

ai alguem pode me falar o endereço onde se apresenta o elenco do toma la da ca??????