13.11.08

Debates, Censura e Provas

Duro e correto, as usually, Barata condena a decisão da Comissão Eleitoral da UFPA ao restringir os debates nas eleições da universidade a apenas um evento, embora a candidata Regina Feio tenha protocolado solicitação, à dita Comissão, na segunda, 10, para a realização de mais quatro debates. A Comissão ainda não se pronunciou. Se tiver simancol, atenderá.
O mesmo vale em relação a decisão de remover os links dos blogs que acompanham o processo eleitoral. Não há razão em excluir ninguém das manifestações sobre a sucessão. Cada um que se mostre como quer, e como é.
De resto, continuam as acusações de uso da máquina e tentativas de cassação da cidadania política do reitor. Só acusações. Provas que é bom, xongas.
Mas o pranto também é livre - ainda bem! - tanto quanto a decisão do voto.

11 comentários:

Anônimo disse...

Sou eleitora, gostaria de ver mais que um debate! Por que so um? a A comissão eleitoral errou, na minha humilde opnião! o bom saber quais as propostasdos candidatos a reitor, e o comfronto de ideias e comum e salutar na academia. Não quero saber se A ou B condena! Quanto mais informação melhor, mais esclarecido o eleitor melhor para a Universidade!

Juvencio de Arruda disse...

Na minha humilde opinião vc tem razão. Toda.

Anônimo disse...

A indagação surge automática, muito embora já desconfiemos da resposta: qual o verdadeiro motivo dessas decisões da comissão eleitoral ?

Juvencio de Arruda disse...

Também gostaria de saber 1)por que a indagação é "automática", 2)de que resposta vcs desconfiam, 3)quais seriam os "verdadeiros motivos", e 4)quem são "nos".

Anônimo disse...

1) Em qualquer oportunidade em que uma comissão eleitoral inibe o debate entre os concorrentes surge-me a pergunta automática: porque? se uma eleição, que resulta de um processo democrático, inibe-se a própria discussão democrática;
2) A desconfiança é de que a intenção é tornar menos democrática para favorecer A ou B;
3) Pela razoabilidade o favorecimento seria da candidatura da situação
4)O nós é apenas um vício de expressão, mas pode representar as pessoas que concordem que o processo deva ser o mais democrático possível.

ET: não sou da UFPA, não conheço pessoalmente os concorrentes, aliás, não sou nem área de educação, mas apenas um também humilde leitor de seu blog. abs

Juvencio de Arruda disse...

A composição da Comissão não credencia hipoteses de favorecimento d A ou B, muito menos da candidata da situação.
mas é comreeensível, no contexto de
"não sou da UFPA, não conheço pessoalmente os concorrentes"
rsrs...obrigado.
Abs

Juvencio de Arruda disse...

Das 5:56, ficamos assim: vc é um covarde, e só nesta condição sobrevive. Tenho pena de vc.
É horrível não poder assinar embaixo do que escreve, mesmo que vc não ache.

Paulo Oliveira disse...

Caro Juvêncio,

Para nós que apoiamos a Regina Feio e o Professor Licurgo, quanto mais debates melhor. Todos os candidatos são professores com experiência em nossa instituição. Por isso, estamos desejosos para a que possamos fazer o maior número de debates possíveis. Pois nossa candidata sempre pautou sua vida na transparência pública e no compromisso com a educação pública e com a UFPA.
Ontem, lançamos os pró-reitores, prefeitura e fadesp. Parte expressiva da nossa equipe, para julgamento de tod@s.

Ah! no jantar, quase 700 pessoas. E, não eram virtuais não. Todos lá, professores, alunos, técnicos-administrativos eapoiadores de outras instituições. Agora é acelerar a campanha e avança na UFPA.

Paulo de Tarso Ribeiro de Oliveira

Juvencio de Arruda disse...

Ok, Paulo de Tarso. Todos devem se dirgir à Comissão Eleitoral que não pode subtrair a comunidade os necessários debates. O Consun, que examinou e aprovou as regras que norteiam os trabalhos da Comissão, não definiu de maneira acertada este tema. Mas a Comissão pode fazê-lo.

Anônimo disse...

Simples assim, se todos querem debate, porque as chapas não acordam com a Comissão ELEITORAL locais, dias e metodologia dos debates?

Anônimo disse...

Oi Juvêncio, gostaria de externa minha vontade de ver um debate entre os candidatos tanto a reitor quanto a vice, pois tenho certeza que isso ajudaria a deslanchar ainda mais a candidatura Regina e Licurgo.
Essa semana o Campus de Santarém esteve muito movimentado com a passagem das 4 candidaturas, porém, foi uma pena que ao invés de vermos a chapa Maneschi apresentar e discutir suas propostas serviu apenas para atacar a reitoria como se o candidato não fizesse parte dela, ainda mais, constatou-se que ele não possui proposta concreta para os Campi do interior, o resultado de sua passagem no Campus refletiu na falta de profesores para reunir com o candidato, tanto que foi suspensa essa reunião e no show com o cantor Regional Nato Aguiar, o qual foi um fiasco, não pelo cantor, que por sinal é um dos melhores de nossa região, mas pelo resultado de sua campanha, tanto que a noite depois desse show que foi as cinco da tarde não tiveram mais gás para passarem nas salas de aula da noite, como fizeram no horário matutino e vespertino.