14.11.08

Pistoleiros Matam em Redenção

Na noite de 12.11.08, cerca de 8 pistoleiros atacaram com muitos tiros, mais uma vez, o Acampamento Sardinha onde se encontravam 30 famílias e mataram o trabalhador rural José Ribamar Rodrigues dos Santos, na presença de sua esposa e de seus 03 filhos: uma menina de 03 anos e dois meninos 7 e 5 anos de idade.

Assim começa mais uma crônica da morte anunciada, uma gravíssima denúncia assinada pela CPT e Fetagri.
Veja detalhes deste bárbaro assassinato aqui, no blog do Alencar.

4 comentários:

Anônimo disse...

Só em Belém do Pará a classe média se curva diante de coisas como essa: aniversário de jornal.
Já pensou se resolvem comemorar aniversário de rádio e televisão? E todo mundo cai com seus milhares de cruzeiros na conta dessas empresas de mídia. Não que deva ser contra venderem espaços publicitários a rodo. É um negócio, comércio como outro qualquer. Mas a contrapartida que entregam ao leitor e aos anunciantes não vale o preço de tabela e essa coisa que enloquece as agências de propaganda.
Geral e historicamente, o conteúdo daquela massaroca é ruim.
O conteúdo é puro auto-elogio, auto-endeusamento. Nada de utilidade para a sociedade. Sinceramente, é um caça níquel danado, na base da valentona.

Anônimo disse...

Exatamente por conta desse tipo de comportamento da polícia com a pistolagem que o Pará se torna a terra dos sem direitos.
Por ser um crime praticado pelas elites agrárias, retógradas e bandidas, a complacencia da polícia continua ser impressionante.
Até hoje no Pará não há dentro da DECA ou da Delegacia de crime organizado nada que combata o crime da pistolagem.
Denuncias são feitas e nada é levado a sério. Conideremos que o que se estabelece no campo neste Estado é a verdadeira luta de classes.

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Obrigado, Juvêncio, pelo link.
E pela contribuição para a defesa dos direitos humanos.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado a vc, caríssimo Alencar. Sigo os bons exemplos nas boas causas.
Boa semana.