27.3.09

As Provas do Caos

O Ministério Público Federal vai encaminhar à Câmara Municipal de Belém na tarde desta sexta-feira, 27 de março, um relatório sobre todas as investigações, ações judiciais e recomendações que promoveu com o objetivo de melhorar a saúde pública na capital paraense. O documento também será entregue em mãos ao prefeito Duciomar Costa, em reunião marcada para as 15 horas na prefeitura entre Costa e a Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Ana Karízia Teixeira.

Fonte: Assessoria de Comunicação do MPF no Pará.

A íntegra do relatório está aqui.
Mais tarde comentamos a peça.

----

O blogueiro e jornalista Paulo Bemerguy pergunta: o que falta para enfiar Duciomar Gomes da Costa atrás das grades?

12 comentários:

Francisco Rocha Junior disse...

Juca, não enfiemos Duciomar dos Santos Costa atrás das grades, senão o prefeito não vai. Quem tem que ser preso é Duciomar Gomes da Costa - o sobrenome daquela marca de sardinhas enlatadas.
Abração.

Cabelo Seco disse...

Juvêncio, leia no blog do Juca Kfouri o post do dia 26/03/2009 com o título "parece mentira".

Anônimo disse...

O que falta?

Vergonha na face.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado , nobre. Com a correção fica sem problemas o mandado de prisão...rs
Abs

Anônimo disse...

Falta ser veiculada ainda mais na mídia nacional, mais do que já foi.
Será que vai ter que morrer mais gente ainda!!!
Temos que dar um jeito de mostrar para o Brasil que o responsável por todo esse caos é o Prefeito falsário, Duciomar Costa.

Anônimo disse...

O Pessoal do sobracelhudo está torcendo para o mesmo não perder a posição de primeiro lugar em barbalhidades para o neófito Dulciomar.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, este relatório do MPF é um primor, aponta com precisão o aporte de verbas federais na Prefeitura de Nova Déli, para cumprimento de metas ignoradas solenemente pelo Falsário.

Está no ponto, saído do forno, para aportar na mesa do ministro-chefe da CGU...

Juvencio de Arruda disse...

Muito bem, prof.!
Agora é cercar o criminoso.
E botá-lo atrás das grades o mais rápido possível
Mande notícias.

Anônimo disse...

Na minha opinião, esse mal caráter já deveria ter sido encarcerado há muito. Forças ocultas o protegem também há anos. Devemos desvendar esse mistério.

Anônimo disse...

Agora posso postar como um legítimo Anônimo!

Anônimo disse...

Prezado Juvêncio nota 10 pela publicação do Relatório do MPF sobre o caos da SAÚDE NO ESTADO DO PARÁ. Essa peça deverá formalizar a denúncia, que entidades da sociedade civil estão encaminhando à Organização do Estados Americanos (OEA) sobre o genocídio que vem sendo praticado pelos gestores da saúde no Pará, especialmente, no município de Belém.Pinçamos alguns trechos desse Relatório que deverão embasar essa denúncia, além de outros dados estatísticos do DATA-SUS, entre outros documentos: 1)A área da saúde pública, inequivocamente, é o ponto nevrálgico da PRDC no
Pará. Atualmente, só no município de Belém, por exemplo, praticamente todos os estabelecimentos de saúde, sejam hospitais, unidades de saúde, casas do PSF,dentre outros, são alvo de investigação em procedimentos administrativos. 2)Diante da gravidade da situação, a PRDC estabeleceu como prioridade número um a atuação nos feitos relacionados a essa área. Tem-se promovido a realização de inúmeras reuniões com as Secretarias de Saúde, administradores de estabelecimentos de saúde, sindicato de profissionais de saúde, dentre outros, de modo a alcançar a maior resolutividade dos problemas.Importa esclarecer, ademais, que o MPF busca utilizar-se de todos os meios xtrajudiciais de atuação, de modo a solucionar as irregularidades investigadas. 3)No caso de Belém, a despeito do empenho desta instituição, nem as
medidas extrajudiciais nem as medidas judiciais tem se mostrado aptas a resolver a crise pela qual tem passado o SUS e a minorar o sofrimento da população belemense que tanto carece do serviço úblico de saúde.
Come se verifica, nem a SESPA e nem o Ministério da Saúde estão tendo moral e nem competência para aplicar os instrumentos administrativos e legais existentes e disponíveis para coibir tamanho desrespeito aos cidadãos. As causas desse caos todo mundo está careca de saber: o uso da influência politiqueira que assola epidemicamente este país, com danos a saúde pública, a educação etc. A sigla PAC (País Afogado no Caos da saúde, da violência, da desordem, do desemprego, da falta de saneamento etc)) sintetiza a tragédia da sociedade brasileira. Vamos ver até onde vai o fôlego da Dra. Ana Karina na busco de mudanças nessa situação, uma vez que há notícias de que o Ministério Público Estadual está manietado por orientações palacianas. O mesmo pode ocorrer no nível federal, porque não? Vamos aguardar até quanto esse caos continua,enquanto isso, muitos morrem e adoecem nesse caos, porque não há mal que dure para sempre, diz a sabedoria popular.

Anônimo disse...

Falta abrir as grades