30.3.09

Zé do Barulho

O poluidor sonoro conhecido por Bento Maravilha, que todos os domingos inferniza moradores e visitantes da Praça da República, bateu todos os recordes ontem valendo-se da necessidade de apoiar essa juventude, não mais que trinta gatos pingados que dançavam um afro-reagge e ainda esnobando as críticas que receberia dos jornais no dia seguinte.
Não creio que o tenham feito - ainda não li as pocilgas no momento em que posto esta nota - ocupados que estão em seus objetivos, diários como sua circulação: manter os cofrinhos em harmonia com seus desejos. A crítica há muito foi substituída pelo desespero negocial das folhas paroaras.
Tem mais, e pior: Bento faz escola. Seguem-lhe, e permanecem durante todo o domingo e nas noites e madrugadas dos finais de semana, carrões com até quinze caixas de som nas caçambas abertas. Tremem os vidros, não se escuta o telefone, enfurecem-se os moradores acordados durante a madrugada.
Neste final de semana, a Operação Zumbido autuava em Bragança, nordeste do Pará. Bem pertinho daqui, na praça da República mesmo e em outros logradouros próximos, o secretário de Meio Ambiente, Zé Carlos Lima (PV), passeava de bicicleta.
Quatro domingos atrás o verde prometia nas caixinhas do blog que iria tomar providências. Mas seu comentário estava no gerúndio: "estarei programando fiscalizações para atuar os infratores".
O blog estará programando a compra de um galão de óleo de peroba.

17 comentários:

Anônimo disse...

Juca,parece que voce não estava em belém semana pasada.Uma mega operação envolveu,dema,sema,vigilancia sanitária,guarda municipal,secom etc.
Duas
caixas de som foram apreendidas,23 faixas com propaganda,um animal silvestre também.
As ações por duas semanas tiveram como foco principal o controle e adequação sonora,a preservação da grama,e a ordenação daqueles que sairam do restaurante da Assis de Vasconcelos, e resolveram vender comida e bebidas espanhlando suas mesas por toda a praça.
Eu ví ninguem me contou.
As ações e reuniões neste sentido continuam,é só esperar.
Coqueiro

Juvencio de Arruda disse...

Parabéns pela operação, Coqueiro.
Mas o post não faz referências a faixas, venda de comidas ou animais silvestres.
O post trata de poluição sonora e devo lhe dizer que as duas caixas apreendidas não fizeram diferença. Eu moro na área da praça, estava aqui na semana passada, e ninguém me contou da barulhira infernal que nos atormenta todos os domingos.
Um dos proprietários de barracas da praça, estaciona seu Ford Ecosport preto antes das 7:40 da manhã e larga-lhe a porrada no som com a tampa traseira aberta bem na frente do ed. Seleto. Este espetpáculo de sem vergonhice acontece durante meia hora, depois pára, e retorna por volta das 4 da tarde, quando ele recolhe os bregueços e vai embora.
Vou esperar o atendimento das demandas dos moradores e visitantes da praça, que continua indecente. O lugar mais procurado pela população nos finais de semana não pode continuar com a poluição sonora do jeito que está.

Yúdice Andrade disse...

Ao ler a última frase, levei um susto: achei que falarias em "galão de óleo fervente". Até imaginei a cena.
Quão perto de tua janela estão os poluidores?
Este final de semana, com bebê doente em casa, tive que enfrentar uma festança bem belenense dessas. Uma lástima.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, só me tira uma dúvida: a Praça tem uma associação de amigos, não é? Já registraram ocorrência na delegacia de crimes ambientais? Já representaram por escrito à quase inútil secretaria do meio ambiente? Já acionaram o MP diante da inércia das autoridades (in)competentes?

Tenho até medo de fazer essas perguntas. A probabilidade de você responder "sim" a todas é de 99,9%, e aí vai ficar bem patente que Nova Déli já ultrapassou a barreira do abandono há alguns anos, e está prestes a reinstituir o cangaço.

Daqui a mais um tiquinho, e o prefeito que vier depois do Falsário terá não que ajeitar, e sim refundar a cidade...

Juvencio de Arruda disse...

Yudice, passam a 20 metros delas.

Parente, 100% de acerto...rs

José Carlos Lima disse...

Fizemos sim operação aos domingos na Praça da República, inclusive acompanhado da DEMA, SECON e Guarda Muncipal. Predemos sons e até animais silvestres. Neste domingo, até o momento em que estive na Praça, nem Bento e nem um outro som estiveram lá para atormentar os moradores.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado por sua atenção ao blog e seus leitores, Zé.
O "horário do Bento" é entre meio dia e uma hora. O do Ford Ecosport já foi indicado, bem como o dos carrões sonoros.
Esta é a luta que vc tão bem conhece e nela sabe transitar.
E vamos continuar torcendo e reclamando.

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Meu caro Juvêncio.

Uma vez fui também vítima desse crime, durante a quadra junina.

O Delegado Geral era João Moraes.

Avisado do crime, mandou prender em flagrante o criminoso, membro de uma família de policiais que, por isso mesmo, gozavam dos favores que o coleguismo permite.

Como era tarde da noite de um final de semana, o habeas corpus demorou a sair.

Foi um santo remédio: aquela foi a última infração do terreiro junino e da família, que foi a mim em romaria reclamar do chefe de família preso e do prejuízo que tomara. Disse-lhes sem rodeios que esse era assunto para ser tratado com a polícia e com a justiça.

A verdade é que os direitos humanos mais fundamentais e comezinhos são desrespeitados e a polícia - civil e militar - se enche de dedos para fazer os flagrantes necessários, como esses.

E não dá para aceitar esse papo de que crime é cultura. A cultura - e até a sub-cultura - prescinde do crime para existir. E mesmo uma cultura transgressional tem que ser posta nos devidos limites.

Anônimo disse...

Ola Juvencio
Nao é so ai que tem poluicao sonora nao, em todo lugar desse estado tem! Nao é so carro, quando é nos postes da CELPA os altos falantes azucrinando todos.
Poluicao sonora é contravencao!

Anônimo disse...

Som de carro de filho-de-uma-égua embaixo da minha janela, aloprando de madrugada - até uma porra de carro-som da Jovem Pan, certa vez, domingo às 06:30 da matina?!

Quando morava em prédio tinha meu estoque de ovo-cru-injetado-com-eter-e-enterrado-na-terra-por-uma-semana preparado!

Era pá-merda! Não jogava o terceiro, as vezes nem o segundo!

Ali na República, prezado blogueiro, deves preparar logo uma gemada e taca-lhes goela abaixo, ou melhor, muleira abaixo.

Se não der resultado, pelo menos farás exercício e é divertido, garanto! rsrsrs

do Lumpremproletariado

Anônimo disse...

Ps.: Seu Zé, da próxima vez vai disfarçado!

do Lumpemproletariado

Anônimo disse...

Zé Carlos; libera o teu pessoal para assinar a CPI da saude! Mostra que tu es verde e correto.

Anônimo disse...

o Zé é mesmo um fanfarrão! Deveria ter deixado uma equipe o dia inteiro na praça, porque ir lá, passar 15 minutinhos, e ir embora, só serve de "H".
Quanto ao Bento, isso já ocorre a anos! Todos sabem onde mora o barulhento, portanto é só notificar da proibição, e em caso se repita, mandar deter os carros!
Simples assim Zé, mas duvido que isso ocorra, Bento Empresta os carros para o falsário com regularidade, sendo seu "parceiro" costumaz.

Francisco Rocha Junior disse...

Estarei duvidando que a SEMA vai estar fazendo alguma coisa, neste ou em qualquer outro final de semana. O titular da secretaria já esteve dizendo, por aqui e em seu blog, que nunca estaria servindo ao falsário, e hoje, efetivamente, está fazendo parte da equipe da pior administração de Belém.
Mas ainda acredito na rendição da humanidade. Se acabar com o barulho que inferniza os finais de semana dos cidadãos desta cidade, já estará de bom tamanho.
Ah, e se puder, também, secretário, esteja punindo a Liquigás, que nos atormenta não só no final de semana, mas todos os dias.

Anônimo disse...

Ei Juva, coloca açúcar no tanque do caminhão. É um santo remédio, vai congelar as entranhas do motor que só outro.

Anonymo

Anônimo disse...

Houve uma blitz na minha rua, a Bernal do Couto entre Doca e Wandenkolk, na sexta-feira passada, dia 27.03.2009, feita pela CTBEL, ao que parece em conjunto com a SEICOM. Só que, no dia seguinte, os bárbaros estavam de volta, e havia de tudo: fila tripla, buzinaço, "garçonete" servindo cachorro-quente no meio da rua (sim, no meio da rua!!), etc. Ou seja, um cenário infernal. Ò, horror!!! Até quando!? Até quando!?

Anônimo disse...

sorte de voces que o bento e os carros com aparelhagens em sua maioria só saem fim de semana mas aqui no centro comercial é todo dia e o dia todo,som alto (todo ambulante vendedor de cd e dvd pirata tem um)filmes pornos escancarados pra quem quizer ver se a cidade por onde voces andam esta desse jeito imagine aqui que só anda o povão e eu.zé faz um blitz aqui que tu vai ver.