26.3.09

Dom Amando, 30 Anos Depois

A notícia já corre em outros blogs, notadamente os santarenos, de lá ou espalhados calha afora, mundo afora. Santareno é gente que anda.
Um deles, Samuel Lima, Doutor em Teoria do Conhecimento, compositor e ex militante do movimento sindical paroara, atualmente em Santa Catarina, teve a gentileza de mandar a notícia também para o Quinta Emenda, o blog de um elemento que tem mais da metade do coração mergulhado no Tapajós.
Samuca é um dos organizadores da confraternização da turma que completou o (atual) ensino médio faz 30 anos num colégio muito especial, o Dom Amando, majestosa e proficiente escola comandada pelos Irmãos da Santa Cruz, ordem muito ligada aos franciscanos em Nova Déli.
O colégio fica num outeiro quase na frente do rio Tapajos,uma área enorme, corredores largos e bem encerados, construção antiga, com uma história de grandes mestres, e alunos também. Sim, quase todas as mais belas jovens do oeste mostraram sua beleza por lá.
O Dom Amando desfruta de uma tradição de tolerância e qualidade, que se expressam em toda a sua plenitude nas festas anuais da escola, em setembro, com a apresentação da Vaca Bolandeira.
Escrita, dirigida e protagonizada pelos alunos, a vaca é um boizinho que satiriza nomes e situações do cotidiano e da história santarena. Só quem viu sabe o quanto é divertida.
Assisti a festa em 2004, no auge da campanha que opôs Maria do Carmo e Alexandre Von, os dois presentes. Comeram, sorridentes e relaxados, o pão que o Diabo amassou. Sem maiores consequências para os alunos, é claro, na tradição libertária que fez história na educação de várias gerações de santarenos, e filhos de todas as cidades do este do Pará.
Conheci alguns padres que, na capital, moravam ao lado do prédio que residi por 20 anos, na praça Batista Campos. Do zelador da casa, ao lado da capela de Santo Antonio de Lisbôa, comprei minhas primeiras carteiras de cigarros americanos: Phllip Morris, Benson, Chesterfield, Viceroy e Marlboro.
Mais tarde recorri à um dos freis pra consertar minha estação de rádio amador, o frei Nestor, craque em eletrônica. Bem antes de tudo isso, a mulher de um tio deu aulas de Português na escola, professora Teresa Miléo Câmara, maravilhosa criatura.
Mas já fui longe demais nessa tentativa de ter sido aluno do Dom Amando. Papo é o seguinte: a turma de 1979 quer reunir todos os cem alunos daquele ano, e do anterior que saíram para vestibulares em outras cidades, num grande encontro no final de dezembro. Tres dias pra comemorar 30 anos de histórias e saudades.
Pra isso criaram um blog, este aqui, que vai ser a ante-sala do encontro de dezembro.
Se duvidar, eu apareço na Pérola.
Pra conhecer pessoalmente o Samuca, e mergulhar meu coração inteiro na cidade.

20 comentários:

Jubal disse...

Mestre, só um conserto nesta sua apaixonante saudade do Dom Amando no que você escreve aqui:
"Sim, quase todas as mais belas jovens do oeste mostraram sua beleza por lá."
Estas belas jovens só passaram a frequentar os corredores do Dom Amando a partir de 1965 (será que a memória já me trai?). E eu estava lá pra ver na época as Veras de saia caqui e blusa branca e verde. Sou um pré-cambriano desta turma de 1979..rs.
Antes elas desfilavam no Santa Clara e a gente "babava" em frente as mangueiras que o interventor Elmano Melo mandou derrubar.
Mas, a iniciativa sempre foi o ponto alto deste pessoal lá do Dom Amando... E esta é porreta!

Juvencio de Arruda disse...

rrs...Mestre Jubalino, no pre-cambriano ou não, o que não falta, desde a fundação, são mulheres bonitas nesta linda terra...com todo o respeito, é claro.
Espero vc na final do Cariocão.
De preferência aqui em Nova Déli, na mesma mesa.
Abs

Anônimo disse...

Mestre Juvêncio,

Gratíssimo pela divulgação do nosso encontro, mano velho! Você está convidado, claro. Mandei para o 5ª as informações na esperança de atingir o seu vasto público. No mais, fica o compromisso de partilhar de umas boas cervejas, bolinho de piracuí e tudo de bom que a Pérola oferece.

Beijos no teu coração,

Samuca

Juvencio de Arruda disse...

Doutor Samuca, com notícias, artigos no Jeso ou beijos, vc sempre acerta no meu coração.
Vou me esforçar para responder ao convite, e celebrar o encontro com este cardápio.
Bjs no seu também.

Pinky disse...

"Pra conhecer pessoalmente o Samuca, e mergulhar meu coração inteiro na cidade." hum hum... esse parágrafo final aí não caiu muito bem, não.

Juvencio de Arruda disse...

Sacana, hein Pinky?...eheh
Bjs

Alessandra disse...

Eu não conheço ninguém da turma, exceto o Samuel. Mas se estivesse na terra(provavelmente não estarei), seria muito bom pode compartilhar de um peixe assado + cerveja com o Juca e com o Samuca (uma piracaia tá na programação?).
Ah, Jubal e Juca, pelo Álvaro Adolfo passou a outra parte de mulheres bonitas da cidade! hahaha.

Juvencio de Arruda disse...

Por isso eu disse "quase todas".
Conheço pelo menos uma mulher bonita do Álvaro Adolfo...eheh
Tem ( muitas) outras qualidades também.

Jubal disse...

Desculpe, garota, pela falha.
Eu mesmo, naquela época namorei uma linda garota (não sei como ela me aceitou, mas o coração feminino é sempre paciente e bondoso..rs) que estudava no São Raimundo...
Por lá também desfilavam belas mulheres... E, já consertando o erro, também em vários outras escolas da Pérola...rsrs..
O "velho" Olega também pode opinar sobre isso..rs

Juca, já tá alardeando a final do cariocão? Então tá!
Os "urubus" pensam que vão estar lá...só pensam, né?

Magnata disse...

Nossa, foi bom ler esse texto Juca, cheguei a estudar no CDA tbm, quase que a calça caqui com blusa branca e verde não me couberam... hehehe e realmente, haviam belas garotas no Dom Amando, estudei apenar um ano por lá, em 1998... Saudades...

Ale Carvalho disse...

Jubal, é possível que o "velho" tenha feito a chamada em todas as escolas santarenas... Fama não falta. haha. Francamente...

Juvencio de Arruda disse...

Magnata (que há anos mora em Barcarena), prepare-se para a sua festa de 30 anos de DA.
Abs

Anônimo disse...

Juva,

todo mundo quer ver o Samuca de perto.
Até eu sou capaz de ir à Pérola. Quem sabe lá não se toma aquela loura prometida.
abraço,
Fonte de Responsa

Juvencio de Arruda disse...

Bora comigo, Fonte.
Mas tomemos a loura antes.
Abs

Anônimo disse...

Mestres Juca, Jubal e Ale:

Se vocês toparem o convite, fica prometida uma peixada na casa da dona Cheirosa, mãe, que por acaso fica na esquina da Barão de Santarém com Mal. Rondon, na ilharga do Álvaro Adolfo. A idéia do encontro é de 18 a 21/12/2009.

Ale, nosso mestre Manuel Dutra e eu já dividimos uma boa peixada em janeiro deste ano... No mais, a gente mobiliza os violeiros do "Canto de Várzea" para fazer uma cantoria bacana. Bora?

Beijos pra vocês,

Samuca

P.S.: As "louras geladas", a escolher, segundo o gosto de cada um...

P.S.2: A Ale é uma prova que além de belas, as meninas do Álvaro Adolfo também são inteligentes e altamente sedutoras rsss

Juvencio de Arruda disse...

É mais do que mereço. Tá topado.
Assino embaixo das "meninas do Álvaro". Não tenho tres amigas tão queridas quanto a doutora.
Abs, mestre Samuca.

Jubal disse...

Caro doutor,

Louras e peixada?
Pode me "inscrever" nessa...
Só uma pergunta: o "francês" e o resto da família estarão lá também?
Abs...

Anônimo disse...

Mestre Jubal,

O "franco-mocorongo-lusitano" estará por lá em agosto, quando tem férias da Nova de Lisboa. Mas, certamente os demais da família estarão lá para recebê-lo com toda fidalguia.

Abração, cabôco!

Samuca

Franssinete Florenzano disse...

Eu já falei pro Samuel que esta eu não perco. Vai ser uma farra total lembrar daqueles bons tempos, que deixaram tanta saudade.

Magnata disse...

Juca, eu tenho que me preparar é pra minha festa de 30 anos, daqui 4 anos ainda... hehehe vim de santarém no ano de 2000, terra muito boa... onde ainda tenho muitos amigos...