20.5.09

Balcão em Crise

No dizer de uma confiável e inteligente fonte vermelha de bolinhas pretas, o PMDB entregou hoje o que tem e o que nunca teve em matéria de cargos no governo.
O que era um cabo de aço, segundo definição desta fonte, hoje é um fiapo , nas palavras do Espaço Aberto.
Interessado no impacto da política sobre a mídia, o blog especula que uma das folhas vai receber bem menos, e a outra, sem alternativa, vai valer bem menos.
Vai ter uma rearrumação nas verbas do setor.

----

Saio para comemorar a boa nova com um velho comunista contador de histórias. E depois estico para a pré inauguração de um novo restô na Doca. O dono está particularmente satisfeito. Ele também ganhou uma concorrência hoje.

10 comentários:

Bia disse...

Boa noite, Juca querido:

abrace o dono do restaurante por mim.

Beijão

Juvencio de Arruda disse...

Com prazer, queridona.
Diga-me depois quando vc volta.
Bjs saudosos.

Anônimo disse...

blog da franssinete: Em Óbidos, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente está emitindo licenças para posto de gasolina, extração de jazidas minerais e operação de porto sem EIA/Rima - Estudos e Relatórios prévios de impacto ambiental - e sem autorização do DNPM - Departamento Nacional de Produção Mineral. Há um termo de cooperação técnica com o Estado, mas o documento não especifica as competências do município para licenciar as atividades.
Segundo denúncias, o posto Marreira, cujo dono ajudou a campanha de reeleição do prefeito, obteve três licenças. Outro patrocinador da reeleição foi autorizado a desmatar 60 hectares, em um terreno de 120 ha., ao arrepio do Código Florestal, além do que a área não tem cadastro ambiental rural junto ao Estado, nem georreferenciamento.
A Sema também está multando sem que lei disponha sobre taxa ambiental municipal, sem que exista conta do Fundo Municipal de Meio Ambiente e o Conselho Municipal só existe no papel. Pior é que nem Promotor de Justiça há na Comarca, para encaminhar as denúncias.

Anônimo disse...

O Orly está todo prosa. Eu vi. E anotei.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, depois passe as impressões sobre o restô. Semana que vem estaremos pousando em Nova Déli, queremos conhecer a nova casa. Qual o estilo da culinária?

Anônimo disse...

Eu vi o discurso do Dep Parsifal e ele se referiu só a saude e que aquilo não era rompimento mas que o PMDB pensava em romper

Hilder Branco disse...

Volto a repetir, o rompimento do PT/PMDB só será oficial no dia em que o dep. Parsifal Pontes perder o seu mandato pro Chicão, perder o Hospital Regionl de Tucuruí, perder o Hospital Regional de Cametá, perder a Diretoria da Cosanpa em Tucuruí, perder a Diretoria da Cosanpa em Cametá, perder a diretoria da Cosanpa em Novo Repartimento, e a sua esposa Ann Pontes perder a presidencia da Paratur.
Enquanto isso não acontecer, o rompimento será apenas "OFICIOSO", jamais OFICIAL.
Até por que esse discurso (encenação) do lider do partido já virou até motivo de chacota, por muitos na ALEPA.

Anônimo disse...

O Hilder (será que é?) diz o óbvio e repetiu o que o Dep Parsifal disse que não era ainda um rompimento. O negócio é que quando o Parsifal sobe na tribuna todo mundo presta atenção porque sabe que ele fala pelo Barbalho e pelo PMDB e o Barbalho resolveu esticar a corda até arrebentar e arrebenta só quando o Chicão voltar. Na hora que o Chicão voltar já é assinando a CPI do Hangar. E o Parsifal vai ser o presidente do PMDB do Pará. anotem.

Anônimo disse...

Tá se valorizando muito o PMDB, eles não têm todas essas opções para 2010. Vivem de cargos, se retirá-los, ficam pendurados em cabelo de careca, no chão. Vão carniça! Larguem. Façam campanha pro PSDB. Aqui vc são reis e nós, petistas, os bobos; lá os bobos serão vocês (rs)! Lembra Jáder, como eles te enxotaram do Senado! Lula segurou Renan, vá pro senado sem o PT pra ver se tu ficas por lá, vai!

Anônimo disse...

Façam um comparação na quantidade de espaços que PMDB ocupou nos governos do PSDB e comparem com o espaços ocupados no atual governo estadual. Ainda tem gente que acredita que vao romper com quem tem o comando da máquina.