25.5.09

Discórdia

Matéria do Diário do Pará na página A-5 da edição de hoje fica nas louvaminhas ao novo presidente da associação dos municípios da ilha do Marajó - o prefeito de Portel, cidade central da pedofilia no Pará - e em seus desejos de "virar o jogo" na região.
Nada comentou sobre o pega que rolou entre o prefeito Sobrancelhudinho, de Ananindeua, e o secretário de Integração Regional, André Farias.

5 comentários:

Anônimo disse...

A foto do "sobrancelhudinho", no jornal da família, vestido de Raj, na festa do aniversário dele, é no mínimo, falta de leitura empresarial. O personagem Raj, é da rede globo. Será que as lamparinas do juizo de quem "inventou" essa festa, estavam apagadas?

Anônimo disse...

È me pareçe que o Aandré Farias andar comprando briga com os Barbalhos com o aval da Governadora com certeza.
Bruno de Ananideua

Anônimo disse...

Eu estava na posse do novo presidente da Amam e não vi nenhuma discussão entre o secretário André Farias e o prefeito de Ananindeua. O que eu vi foi o prefeito criticar a demora na inauguração do hospital regional de Breves. "Está demorando três anos", disse ele, equivocando-se com o tempo. O hospital precisava de esgotamento sanitário, o que está sendo concluído e deverá ser inaugurado até o final do ano, segundo explicou Farias.
Mas o Helder jogou para a platéia, formada por seus correligionários, criticando o governo.
Um petista alfinetou: "Helder já está no segundo mandato e não construiu uma sala que seja, em um posto de saúde qualquer, mas se acha o dono da verdade e critica o governo".
Bem cara de pau, no estilo do pai, o quase septuagenário sobrancelhudo.

Juvencio de Arruda disse...

Vc não viu porque foi na sala ao lado. Por um erro do cerimonial, o representante da governadora falou antes do anfitrião, e só respondeu às críticas por ele feitas ao final do evento.

Anônimo disse...

Então, tá bão.