4.3.09

Wanzeller Arrola Mas Se Enrola

O ex diretor do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, legista Miguel Wanzeller, abriu a bocarra ontem, na sessão da Comissão de Segurança da AL, presidida pelo deputado Cássio Andrade (PSB).
Levando uma enorme papelada debaixo do sovaco e acompanhado de um advogado patrocinado pelo PCdoB - detalhe que Wanzeller fez questão de registrar - reafirmou a existência de corrupção no órgão desde os governos tucanos, e admitiu que alguns esquemas foram mantidos em sua gestão. Disse que desmontou alguns desses esquemas, mas sofreu pressões para que outros fossem mantidos.
Reafirmou que ocorrem execuções sumárias, como no caso do Curuçambá e do rapaz Rafael, encontrado semi carbonizado na Alça Viária. Disse que é prática na puliça estadual a eliminação de bandidos antes que cheguem aos pronto socorros da rede pública e fez acusações duríssimas ao secretário de Segurança, delegado federal Geraldo Araújo.
Embora sem poder provar - disse que seria a palavra de um contra a de outro mas sustentaria a acusação numa acareação - Wanzeller afirmou que Geraldo dizia "olha, tá morrendo mais do lado de cá do que do lado de lá, bora inverter esse negócio".
Wanzeller tentou desmentir o que havia dito aos jornais sobre falsificação nos laudos cadavéricos do IPC. Confrontado com a edição das folhas do dia 13 de fevereiro, o cametaense se enrolou.
O PCdoB que prepare os alforjes: vai gastar uma grana na defesa do nacional.

4 comentários:

Yúdice Andrade disse...

"existência de corrupção no órgão desde os governos tucanos" (destaquei)
Impossível. Os tucanos não governavam o Estado na época em que o DETRAN foi criado. Que tal falarmos em corrupção desde que Noé pôs os pés em terra firme?

Anônimo disse...

Cade o Secretário de Justiça e direitos humanos interino há mais de ano? Não é do PCdoB? Ô que ele tem a dizer? Se fosse a Socorro Gomes ...

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, o delegado Geraldo Araújo ainda vai tomar uma peia da própria língua.

Ontem, em pleno Jornal Nacional, para a Nação inteira ouvir, ele disse que os mandados judiciais de reintegração de posse serão cumpridos segundo a "conveniência e oportunidade" do Estado.

Vai ganhar o troféu Benassuly de Melhor Fala da área policial...

Juvencio de Arruda disse...

Parente, é assim.
Daí as críticas do "outro lado".
Mas no caso Wanzeller ele vai botar a língua do acusador para fora.