14.5.09

Celpa Também Pisca na Receita

O Espaço Aberto informa que a Celpa não recolheu ao fisco estadual o ICMS devido do mês anterior, algo em torno de R$ 20 mi.
Talvez o valor e o atraso sejam maiores.
Três meses e R$ 70 mi.
Bemerguy, editor do Espaço Aberto, sugere que o governo cobre da Celpa da mesma maneira que ela cobra do cliente.
Não vai demorar muito pra que a Eletronorte sente praça na gestão da empresa.

13 comentários:

Anônimo disse...

A dívida supera tranquilamente os 60 milhões e não é de hoje que a Rede Celpa deixa de repassar ao fisco estadual os valores referentes ao ICMS.

Desde a privatização ocorrida a toque de caixa no governo Demo/Tucano de Almir Gabriel (PSDB) e que até hoje não se sabe onde foram parar os 400 milhões de reais da venda da estatal que o que não faltam são reclamações dos consumidores.

De lá para cá os serviços de fornecimento de energia pioraram, enquanto que as tarifas foram reajustadas em aproximadamente 600%.

O Estado, via eletronorte, ainda detém parcela significativa de ações, embora não o suficiente para o controle acionário.

Seria algo interessante de se pensar e discutir com a sociedade se a volta do controle da Rede Celpa ao setor público não seria a possibilidade real de melhorar o serviço e ainda, garantir tarifas acessíveis a grande maioria dos paraenses?.

Bom, o debate está aberto e acrescento ainda, que o setor de energia em qualquer parte do Brasil só piorou com a privatização e isso é de fácil constatação, basta ver as milhares reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.

Satchel Paige

Anônimo disse...

Meu Nobre, porquê não cobram, está parece os(as)lojistas dos shopings, local onde ninguém paga imposto,e, vai ficando por isso, ninguém faz nada, o governo mediocre diz que a arrecadação caiu, sim, mas, porquê não cobram seus devedores, tais como: Celpa, cerpa, lojistas dos shopings, etc.. E, por incrível que pareça,pasmem, 99% dos consumidores dos shopings, simplesmente não exigem nota fiscal, quando exigem, as vendedoras, com evasivas, diz que não têm.

João Bernardo

Anônimo disse...

Mestre, concordo com vc a respeito da Eletronorte. Eu jah li em algum cantinho na net, que a saude financeira da Redecelpa jah foi bem melhor...1 abraço do Mediador de Emoção,

Francisco Rocha Junior disse...

João Bernardo, desculpe-me: o que você diz a respeito das lojas do shopping deixa de beirar. Na verdade, mergulha na irresponsabilidade.

De 70% a 80% das compras feitas nos shoppings da cidade, segundo levantamento feito pelo IDELOS - Instituto Brasileiro de Defesa dos Lojistas de Shopping, são feitas em cartão de débito ou de crédito. Além disso, grande parte (senão a maioria) das lojas já funcionam com TEF, que impede a sonegação que você aponta.

Agora, se você tem estes dados e deles tem certeza, faça uma denúncia formal ao MPE e à SEFA. Acho que os próprios lojistas terão imenso prazer em esclarecer estes aspectos.

Juca, um abração pra você.

Juvencio de Arruda disse...

Abração,Nobre!

Anônimo disse...

Juvêncio e aos interessados na questão: A Rede Celpa já manifestou oficialmente ao governo o reconhecimento da dívida, porém a empresa tem alegado o impacto negativo da atual crise econômica e seus reflexos na situação financeira das empresa. O governo estadual está procurando, via sua procuradoria, encontrar soluções para a cobrança legal devida, porém, o maior obstáculo tem sido um mecanismo legal criado durante o processo de privatização patrocinado pelo Governo Almir Gabriel que outorga à empresa concessionária a carência de até três (03) meses de atraso para iniciar a negociação da dívida reconhecida. Nesse ínterim, o governo está procurando também todas as negociações possíveis para o pagamento dos débitos, antes de poder recorrer à cobrança judicial no prazo legal, e em última instância a possível quebra da concessão.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado pela informação aos blog e seus leitores.Decerto haverá uma solução negociada, que evite o ajuizamento de qualquer ação.

Cássio disse...

Juvêncio, em tempo, apertei a tecla errada. Não sou anônimo. Fui eu quem postou o comentário das 4:13.

Juvencio de Arruda disse...

Valeu, Cássio.

Anônimo disse...

Cadê os quatrocentos milhoes da venda da CELPA?Hein, Sr. Almir?

Anônimo disse...

Basta olharmos para cima na direção dos postes, para constatar que os cabos de transmissão de energia estão velhos, colocando em risco a vida das pessoas, além dos picos/queda de energia.
Já os famigerados olhoes não aliviam pra ninguém e a carga tributária, digo ICMS, são pesadíssimas nas pontuais faturas. E ai daquele que atrasar mais de 15 dias da data do vencimento: é corte na certa. É por isso que não se acaba com os gatos, leopardos, leões...

Anônimo disse...

Pior, essa grana está fazendo falta pra Donana pagar o funcionalismo. Dizem que vai atrasar.

Anônimo disse...

Sugiro que os consumidores não paguem suas contas à rede celpa, depositando os valores em juízo. Já que a rede celpa é fiel depositária do ICMS.