1.3.09

Festa Tem

O MPE começou a distribuir convites par a re-re-re posse do procurador geral de Justiça, Geraldo Rocha, no dia 26, no Hangar.
Não deveria gastar um tostão de mel coado de recursos públicos o MPE em festas desta natureza, num momento como esse.

6 comentários:

Anônimo disse...

quantas posses mesmo, quatro? re-re-re-reposse? Este então tá mais empoçado que muitos...
rs rs rs rs rs rs e no Hangar, hein? Quanto custará?
E o Lúcio Flávio cobrando o MP?
Aqui ninguém diz nada quando pego em falta, o silêncio é olimpico. Nem TJE, nem MPE, nem ANA JÚLIA, nem a Prefeitura Municipal, e nem o Castelo Branco. A tática é fazer aquela conhecida cara de paisagem, que não foi comigo e que venham os canapés, para não dizer os brioches...

Anônimo disse...

O homem bateu o recorde, deve ir pro Guiness ou ser imortalizado em vida, se já não está!

Juvencio de Arruda disse...

Das 1:22, o negócio por aqui é empurrar para o brioco dos outros. Ninguém quer decidir porcaria alguma.
Quanto custará a re re re posse?
Vamos aguardar que a transparência do MP divulgue o valor do festim.

Yúdice Andrade disse...

No Judiciário, o presidente do tribunal não pode ser reeleito. Já passou da hora do MP seguir o exemplo, não? Ou será que a lógica é a do time que está ganhando e por isso nele não se mexe?

Juvencio de Arruda disse...

Concordo com vc. Deveria ser proibido. Mas não é por isso que não se mexe neste time, até porque não está ganhando coisa alguma além da repúdio crescente da sociedade.
Uma pena.

Anônimo disse...

É incrível o caso dessa reeleição, já é a quarta vez que ele comanda o MPE. E pelo visto tem folêgo(?) para mais quatro, afinal o poder é sedutor... Na verdade, Juvêncio, o MP internamente costurou um grande acordão que impede qualquer novidade na frente de batalha; quem era oposição se bandeou prá situação, e a situação resolveu acolher os opositores como a mãe acolhe seus filhos, tudo é resolvido mediande "consenso" e com algumas benessezinhas... O mesmo tem acontecido na esfera associativa, veja-se a Ampep. O que era ruim ficou peor, sem contar que o que a oposição queria era apenas um lugarzinho ao sol, uma boquinha somente. Isso impede o surgimento de qualquer nova liderança no MPE paroara, o que significa que ele vai ficar na mesma, onde sempre esteve, do lado de qualquer governo. Administrar o MPE significa ter boas relações com o governo do Estado, e arquivar o que tem que ser arquivado. Nada de relações republicanas. A Ana Júlia começou com um discurzinho diferente, mas quando apareceu a crise das prisões paraenses, resolveu acomodar. E, pensando bem, não é tão ruim assim, afinal já se garantiu a "diferen$$a" de 2005, chamamento de quase novos 80 promotores e... Viva o Chavez! Então, para quê reclamar, se antes mesmo da eleição a Ana Júlia já anunciava aos quatro ventos que seu escolhido era o Geraldo? Aliás, tem alguém que se habilita? Santino? Ubiragilda? Barbosa? Barleta?Marco Antônio? Esther?
Quero ver se passa na nova lei do mp estadual em andamento, a permissão - como em outros estados - de qualquer promotor, com 10 anos de casa e mais de 35 anos de idade, concorrer ao cargo de Procurador Geral, aí sim, seria o fim dessa ilharga...
Um dos Vigiadores