1.3.09

Agaciel Esconde Mansão

Na Folha de SP online.

O servidor responsável pelo Orçamento de R$ 2,7 bilhões do Senado --maior do que o da cidade de Porto Alegre (RS)-- previsto para este ano esconde uma casa de R$ 5 milhões num dos pontos mais nobres de Brasília (DF), informa reportagem de Leonardo Souza e Adriano Ceolin, publicada neste domingo na Folha (a íntegra está disponível apenas para assinantes do jornal e do UOL).
Há 14 anos como o "homem do cofre" do Senado, Agaciel Maia usou o irmão e deputado João Maia (PR-RN) para esconder da Justiça a propriedade de uma casa que tem 960 metros quadrados de área construída, com três andares, cinco suítes e salão de jogos.
"Eu comprei [o imóvel], mas não podia pôr no meu nome porque eu estava com os bens indisponíveis. Então, na época, em vez de comprar no meu nome, eu comprei no nome do João", disse Agaciel à Folha.
Ele é o ordenador de despesas do Senado. As contas da Casa precisam de sua assinatura para serem pagas, embora os gastos acima de R$ 80 mil necessitem do aval da Mesa Diretora, composta por sete senadores.


---

A busca no Google pelo nacional acima é pródiga em resultados. Mas não são bons resultados.

5 comentários:

luluquefala disse...

Ou passaram mel nesse Agaciel, ou então... deixa pra lá.
Muda presidente e ele não sai do lugar.
Eu hein !

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, entra gestão, sai gestão, oposição e situação se alternam, e Agaciel está lá, impávido e colosso. Imutável feito a rota do Sol. Sempre alvo de denúncias variadas. E ninguém explica porque...

Bom, não esperemos explicações justo agora, com Mr. Sarney à frente da pocilga senatória...

Juvencio de Arruda disse...

Certo, Parente.
São 14 anos de sem vergonhice explícita, na casa da sem vergonhice mais explícita ainda.

Anônimo disse...

Este é um sem vergonha explícito. E os implícitos eihn? Implícitos tão por aí serelepes que nem cachorrinho de madame.

Anônimo disse...

Esse senado, afinal, serve pra quê mesmo?
Além de ser financiador de feudos, serve pra mais o quê?
Se acabar essa porcaria, alguém vai sentir falta (além dos mamadores, claro)?