5.3.09

Ora a Justiça, Ora a Polícia

Repercutiu até na PF de Brasília a soltura do traficante Jocicley Braga de Moura ,o "Doti", pela juíza da 16ª Vara Penal, Maria Edwiges de Miranda Lobato. O alvará foi expedido dois dias depois que outro juiz, Eric Aguiar Peixoto, da 1ª Vara Penal, negou tal benefício chamando atenção para a alta periculosidade do marginal.
Não é crível, absoluta e definitivamente, que algo errado não tenha acontecido nesta operação.
Com esta convicção, a Associação dos Delegados de Polícia e o Sindicato da categoria, estão pensando em representar contra a juíza Edwiges. No CNJ, diretamente, é claro.
Devem fazê-lo, sem mais delongas. Já!

----

É de chorar a imagem do rapaz portador da síndrome de Down espancado brutalmente pela Guarda Muncipal na madrugada de ontem em plena Praça da República, quando dormia numa barraca ao lado de seus pais. Os marginais da Guarda Municipal, perfeitos exemplares da monstruosidade que assola a cidade, seriam chamados as falas ainda hoje, de acordo com o Diário do Pará.
O MPE - promotor Waldir Macieira - e o vereador Amaury Costa (PT) prometem não deixar barato.

11 comentários:

Anônimo disse...

Com relação a soltura de Dote, só algumas pessoas ficam espantadas, todo mundo já esperava, aguardem, logo logo o marginal Paulo Castelo Branco irá sair sorrindo de todos. No caso dote, é a certeza da IMPUNIDADE, se tivéssemos a certeza da punição, com certeza esses traficantes pensariam cem vezes antes de delinquir, mas, com a certeza da impunidade, logo.....

Juvencio de Arruda disse...

Caraca, Lumpemproletariado ( que de novo comentou logado!) eu só lembrei de vc!!!

Anônimo disse...

réréré

Ah, o Waldir Macieira é muito procedimento-administricalista... vamos ver no que vai dar!

do Lumpemproletariado

Anônimo disse...

Vigilante diz: pobre justiça, libera um traficante poderoso de grana e esquece o seu José que roubou uma lata de leite para sua família. É por isso que a justiça das ruas avança. Uma coisa é certa: Pablo Escobar foi morto lá longe, e um traficante deste naipe, deve encontrar alguma bala pelo caminho. É a justiça das ruas exercendo quando a de gabinete não vivencia a dura realidade das cidades. Pobre juíza, que não deve arredar os pés do salão e de seu gabinete. Vida longa para vc meritíssima, para que assista as agruras da vida.

Anônimo disse...

Tem Lauro na parada! Grana preta

Anônimo disse...

"Não é crível, absoluta e definitivamente, que algo errado não tenha acontecido nesta operação"

Juvêncio, dez pra você.Clarissimo que "algo" de errado aconteceu.

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado,mas mereço menos.
Esqueci de colocar aspas na palavra operação.

Anônimo disse...

Esse Dote não é o mesmo que encomendou a morte do delegado Éder Mauro?

Anônimo disse...

Não entendi, o que as duas entidades sindicais, tem a ver com o caso do tal Traficante, se as mesmas foram instituidas para fazer a defesa dos seus associados, que são os Delegados. a não ser que algum Delegado, esteja metido com esse Criminoso. É muito estranho, seria melhor, checar junto aos Presidentes dessas entidades.

Anônimo disse...

Eta justiça brasileira, aí tem. Muita grana na parada.

Anônimo disse...

QUE NOJO!!!!!