5.3.09

Exame Ilegal

Rá!
Até que enfim vejo uma decisão que bate com a minha opinião!

11 comentários:

Anônimo disse...

Juca querido são duas coisas que não acabam: exame da ordem para advogados e exame de profisciencia para contadores é um absurdo!!

Yúdice Andrade disse...

Caro Juvêncio, dada a importância e a repercussão do julgado, penso ser necessário que nos expliques porque o teu pensamento é contrário ao exame de Ordem. Eu, pelo menos, tenho grande interesse em saber.
Sim, eu sou a favor. Já era enquanto acadêmico, antes mesmo de o exame ser criado. Formei-me e tive que me submeter ao exame, no qual fui aprovado. Não me considero vítima de nenhuma violência.
Podemos conversar a respeito?

Juvencio de Arruda disse...

Claro que sim, professor e amigo.
Terei muito prazer em decompor este post e ouvir suas críticas, e de outros comentaristas.
Deverei fazê-lo no sábado , pois amanhã é um dia "picado" no admiistrativo da família, e vc sabe como andam o trânsito e as filas desta cidade.
Abs e obrigado.

Anônimo disse...

Juvencio,
concordo com o Yúdice. O exame é necessário. Um crivo. Milhares de "advogados" são despejados por ano nesse Brasil afora, sem condições minimas para advogar. Um péssimo profissional pode arruinar a vida de uma pessoa.

Anônimo disse...

Juca!
Superficialmente comentando, eu sou parcialmente favorável ao exame da ordem, considerando essa proliferação de pseudo-faculdades de direito, que, com certeza não é culpa do verdadeiro estudante de direito e sim do MEC e dos outros órgãos responsáveis pela autorização do funcionamento.
A nossa OAB, que está caindo pelas tabelas, acaba fazendo um papel de afunilar os "bacharéis mais preparados". Peca, e muito, quando coloca pessoas despreparadas para elaborar as provas e fazer a correção.
Tais fatos (e mais alguns) inclinam-me a apoiar, com uma certa ressalva, o combalido exame de ordem.
Papo para o ranulfo!
Abs.,
O Vigiador.

Anônimo disse...

Quer dizer que agora, finalmente, o Durududu poderá ser "dotô adevogado".

Anônimo disse...

Po, Juvencio, é brincadeira, né??

90% dos universitários só sabe que existe um único curso em toda a face deste planeta: DIREITO.

Direito é um curso extremamente massificado. Tao massificado que quando o aluno chega ao convenio sem saber o que fazer.. simplesmente faz direito. Isso quando náo nasce em uma família antiquada (4 a cada 5 em Belém) que obriga o jovem a cursar... advinhe o que? DIREITO!

O que náo falta por aí é faculdade de fundo de quintal dando aula de.. direito!

Juvëncio, concordando com este artigo até parece que tu náo sabes QUAAAANTOOS "pangarés" se foram em direito ao ano.

Imagine se fosse possível que esse povo apenas pegasse o diploma e já pudesse trabalhar... po..

Ha, e outra: poucos exercem a profissáo.

(desculpa pelos erros de acento)

. disse...

Anônimo das 10:32, "90% dos universitários só sabe que existe um único curso em toda a face deste planeta": MARKETING.

rsrsrsrsrs...

Anônimo disse...

Anônimo das 10:32, "90% dos universitários só sabe que existe um único curso em toda a face deste planeta": COMUNICAÇÃO SOCIAL.

rsrsrsrsrs...

Yúdice Andrade disse...

Que me conste, o Dudurudu se submeteu ao exame de Ordem duas vezes e levou pau em ambas.
Talvez por raiva ele se vingue em toda a cidade, agora.

Anônimo disse...

Sempre fui contra. Os outros podem exercer sem isso. Veja o caso o gabaito do pss3/ufpa que tem uma questão de matemática anulada. Leia a questão e veja que é uma continha que todo feirante sabe fazer. O Daves pagar R$ 5.000,00 para esse e só contrata quem os maiores diploma para isso, pós-doutor. Portanto, se quem é formado em matemática pode fazer essas e outras ¨mercadorias¨, não fica justo impedindo milahres de advogados e exercerem suas profissões e o mercado é quem vai dizer quem é bom ou não. Assim, do mesmo jeito que tem gente ensinando no Estado logo que ingressou no curso, também deveria ser permito para todos. Como ainda, o Estado também contrada para ministrar aula quem nem estuda a matéria, portanto,....