5.5.09

Quem Deve, Teme.

O financiamento ilegal da campanha começou a bater no lombo de um prefeito de uma grande cidade do sul do Pará.
Um dos financiadores, de outra grande cidade vizinha, tem vestígios de pólvora nas digitais.
Tres dias depois de um mal sucedido encontro pra acertar as contas - falam em R$ 4 mi - o motorista do prefeito devedor, na verdade um pistoleiro, levou um balaço. Era um aviso.

13 comentários:

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Meu caro Juvêncio.

A cada dia encontramos um meio de escavar mais alguns metros no fundo do poço político em que nos encontramos.
A primeira pessoa do plural é porque estamos sendo tragados por esse fosso e, penso, terminamos contribuindo para a escavação por não fazermos tudo o que é possível fazer para conter os escavadores.
Por mais que nos esforcemos, cada um de nós no seu canto, eu fico sempre com a sensação de que poderíamos ter feito mais e não fizemos.

Juvencio de Arruda disse...

De acordo, caríssimo Alencar, e acoloho a primeira pasoa do plural pra mim também.
Preocupa-me, entretanto, o final da escalada - cada vez mais próximo, que tb conhecemos de olhar para a História.

Anônimo disse...

Mestre dos blogs, quem deve teme e treme...he he he he ....1 abraço do Mediador de Emoção,

Anônimo disse...

Juvencio, poe ai o video do Serra no youtube em que ele fala da gripe suina. É inacreditável!!!!

Anônimo disse...

Em outubro passado o povo de Belém amarelou e votou no prefeito oftalmo-impostor e sua trupe, mesmo nao tendo a dimensao do risco que corriam. Agora, com uma sucessão de escandalos e colapso administrativo na prefeitura, estão amarelos de vergonha e arrependidos.

Anônimo disse...

Égua! Como uma visagem de beira de estrada, aspirante de prefeito de Belém apareceu, agorinha, em entrevista relâmpago ao jornal da Record. Em poucas e engasgadas palavras, admitiu que é incompetente e que a saúde do município faliu. A cara brilhava, mas não tremia. Cruz credo, ave Maria!

Anônimo disse...

E mais um casarão desabou no centro de Cidade, na Aristides Lobo. E a história de Belém da Belle Époque se esvai em entulhos.

Anônimo disse...

Nas últimas eleições, o eleitorado da capital acabou vivendo uma sinuca de bico. Votar no Dudu acabou no que está aí. Agora, voces ja pararam prá imaginar o que seria de nossa cidade, caso o eleito fôsse o Priante? heim? Se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come!! pobre Belém do Grão Pará.

www.ribamarribeirojunior.blogspot.com disse...

Por enquanto o chumbo ta vindo de Parauapebas, posteriormente será de Palmas.

Se já não bastasse as tentativas equivocadas pra beneficiar seus finaciadores.

Carlos Barretto disse...

O vídeo do Serra e os "porquinhos", já está publicado lá no Flanar.
Rsssss

Anônimo disse...

Com Licença Sr. Juvêncio,

Onde foram se esconder os Sindicatos dos Servidores do Estado?
Estamos sendo massacrados por este governo bandido e ninguém fala nada!

Anônimo disse...

Em Marabá a podridão exala e não é só e nem principalmente nas ruas. Agora, sabe-se que o prefeito Maurino Magalhães está tendo uma importante assessoria para tocar seus dois mais "audaciosos" projetos, a terceirização do lixo e da merenda escolar. Ele mesmo: Luiz Remôra Fernando, que está dando as cartas na administração contábil e financeira da prefeitura de Marabá.

Anônimo disse...

Se o Luiz Fernando estivesse assessorando o Maurino, ele não estaria fazendo tanta merda, os assessores do Maurino não são do Pará, são do Tocantins, da Paraíba, dos confins do Judas, menos daqui.