19.3.09

Kits Escolares: Inquéritos Abertos

O MPE abriu dois inquéritos para apurar o imbroglio dos kits escolares do governo Ana Julia. Parece claro que a ausência de licitação é a parte mais incômoda, por assim dizer, do episódio.
Quem viu a agenda e conhece o mercado gráfico do estado garante que ela não poderia ter sido produzida aqui.
Quem está acostumado a vender para o Estado diz que o anunciado preço do kit - R$ 27,00 a unidade - não indica superfaturamento, como abriu em manchete o Diário do Pará de domingo retrasado.
Fonte do governo ouvida pelo blog afirma que há exigências legais do MEC para que materiais desta natureza obedeçam especificações técnicas que não seriam atendidas no parque gráfico local. Garante ainda que não há recursos federais envolvidos na compra dos kits, o que não justifica a indelicadeza do governo em se recusar a responder às indagações do MPF e da CGU. Ou seria mais do que isso?
O blog não entendeu a reação da Gráfica Delta, que não imprimiu nada, e aparece na contenda. Muito menos por que o proprietário da empresa ameaçou o repórter Luiz Flavio, do Diário do Pará. Edson, o dono da Delta, deveria se mancar. Já tem experiência e idade suficientes para dispensar - a imprensa e seus clientes - de presepadas desta natureza.
O promotor Firmino Matos, que abriu os inquéritos, vai ter muito trabalho pela frente.

15 comentários:

Anônimo disse...

Juvêncio, Edson Montenegro vem a ser irmão de Beto Montenegro,este,sócio do empresário Chico Ferreira(assassino do irmãos Novelinos)em uma gráfica lá pelas bandas da rua Mauriti c/ 1° de dezembro de nome PROMEV,que protagonizou um dos maiores escândalos no governo Almir Gabriel,matéria jornalística de Ana Célia.Lembra?

Cláudio Moraes disse...

hummmmmmm.........fico muito feliz em saber que esse caso não vai cair no esquecimento - assim espera o povo do Pará. Mas que isso tá cheirando mal, isso tá. Incrível também é que esse "Kit-Me Salva", ou melhor, Kit-Escolar, que não possui caderno e caneta, mas belas mensagens pessoais da Governadora, apareceu como num passe de mágica no mesmo período das Eleições em Santarém - NÃO PODEMOS ESQUECER QUE FOI SEM LICITAÇÃO - Santarém que é um município considerado estratégio para qualquer governo que disputará uma reeleição. Então, vamos imaginar algumas fórmulas matemáticas que podem estar sendo usadas por este Governo que ainda não mostrou pra que veio: (KIT-ESCOLAR + AUSÊNCIA DE LICITAÇÃO = INVESTIMENTO EM CAMPANHA ??????? ; KIT ESCOLAR + AUSÊNCIA DE LICITAÇÃO = MASSIFICAÇÃO RIDÍCULA DA IMAGEM DA GOVERNADORA ??????????????????). Incrível também é a cafa de pau de um Governo como esse de ocupar todas as rádios, em cadeia, para divulgação de uma porcaria de Kit-escolar. Mas também, o que esperar de um Governo que se propõe mover toda uma estrutura para inaugurar um ponto de Taxi no interior????????

Anônimo disse...

A relação de Ana Júlia com Edson Montenegro(GRÁFICA DELTA),vem de muito tempo.Quando Ana Júlia disputou o senado quase todo o seu material gráfico foi confeccionado na Delta,e o engraçado que o material dos tucanos(incluindo do então candidato Simão Jatene)também fora confeccionado ao mesmo tempo.Havia até um comentário que o material de Ana Júlia era pago pelos tucanos(o que eu não duvido),uma vez que,Ana Júlia teria feito uma negociação de bastidores com o então governador Almir Gabriel, para "deixar" Jatene se eleger em troca do material gráfico e outras coisitas mais,daí,a participação pífia da candidata Ana Júlia na eleição da Maria.

Anônimo disse...

Coincidência ou não, uma Gráfica Delta é o mais novo anunciante do Bola na Torre, da RBA.
Seria um , digamos, "termo de aju$tamento de conduta"?..rsrs

Anônimo disse...

No blog do Bogéa de ontem há um post, reproduzido hoje pelo Público, que dá uma pista sobre a impressão digital de quem - e por quê? - plantou o escândalo, anabolizado por esse excesso de inapetência do governo com relação a dar satisfações à sociedade sobre um tema tão importante...O post de Bogéa tem o título "Zé arrepiando"...Vão lá: é no www.hiroshibogea.blogspot.com

Luiz Flávio disse...

Ei Juva, lembra ao anônimo das 3:24 que todas as matérias do Caso Promev, lá pelos idos de 2001, foram todas feitas por mim e não pela Ana Célia. Para quem não se lembra, também fui ameaçado naquela época, em pleno Líder Castanheira, pelos cupinchas de Chico Ferrreira, Luís Araújo e Cia. As matérias tb tiveram repercussão nacional. Quanto à ameaça do Montenegro, da Delta, foi fogo de palha. Ele teve lá na RBA na última sexta-feira dizendo "que não era bem assim" e tal. Foi quase colocado para fora de lá. Tem muito o que explicar...

Abçs
Luiz Flávio (Luizão)

Anônimo disse...

Com estes amigos que a ANAKITS arranjou acho que foi pouco o que aconteceu. É o PT rapidamente aprendendo e ensinando como fazer maracutaia.

Anônimo disse...

Juvêncio,
Quiça o MP tivesse a mesma celeridade nas mortes de pacientes não atendidos em Belém no governo do oculista DUDUzinho Beira-Mar...

Anônimo disse...

Se tem recomendação do Mec, deve ter verba federal. Eu disse deve.
Se poderia ser feita aqui ou não, uma pergunta: pra quê mesmo serve essa agenda para estudantes da rede pública?
Se é para ajudar os alunos, então um caderno me parece mais lógico. E mais útil, é claro. E mais barato, também.

Anônimo disse...

Pergunte a sua fonte o seguinte: porque o MEC faria alguma exigencia quanto às especificaçoes de uma agenda escolar que foi paga com recursos do Estado, segundo afirmação do próprio governo?

Anônimo disse...

Juvencio, sera se esse inquérito civil chega mesmo ao fim? ou será motivo de negociação com a Ana Julia, pelo re-re-re-reeleito?

Anônimo disse...

Juvencio, existe uma outra questão.Todo material impresso criado pelas oito agências de propaganda licitadas pelo governo, devem ser obrigatoriamente encaminhados para a Delta. Só nesses dois anos o Edson já adquiriu R$ 4 milhões em maquinário.

Juvencio de Arruda disse...

E não comprou a máquina que poderia fazer aqui o que a Santa Marta fez na Paraíba?
Mas se o que vc diz é verdade por que o presidente da Fiepa, o Conrado, que é gráfico, não toca o trombone?

Anônimo disse...

Acho que o Edson raciocinou que era melhor terceirizar a produção e pegar uma gorda comissão sem fazer nada. Ou pressentiu que era uma roubada.
Sobre o Conrado Calado é uma boa pergunta. Parece que o "calaboca" é poderoso.
Quanto ao fato de ser mentira ou verdade, a fonte é de dentro.

Anônimo disse...

Que saudade da FIEPA de antigamente, seus dirigentes não eram santos mas peitavam de vez em quanto o Governo. A de agora é uma FIEPA somente de empresarios falidos. Quem tem grana e está bem não sabe nem o quer dizer FIEPA.