20.5.09

A Gang Precisa Ser Contida

No blog do Colunão, de São Luis, uma reflexão que cai como uma luva na marginalidade que comanda o movimento grevista dos motoristas de ônibus de Nova Déli.

Li em http://jeisaelmarx.blogspot.comum bom artigo contra a greve de ônibus que mais uma vez aporrinha e humilha os pobres de São Luís. (Hoje de manhã, por exemplo, o terminal da integração da Cohab converteu-se num inferno para quem não tinha como chegar ao emprego, nem como voltar para a casa às vezes tão longe).
Diz o artigo, em resumo, que greve de verdade tenta pressionar o patrão, mas não é isso que os motoristas de ônibus fazem. Se quisessem ir à luta mesmo, simplesmente liberariam a catraca, causando aos patrões uma prejuizo real.
“Ah, mas aí seriam demitidos”. Todos? Impossível. E quem tem medo de demissão não faz greve.
A verdade é que essas greves de ônibus não raro são combinadas entre patrões e sindicato com o objetivo de forçar o prefeito a reduzir um imposto aqui, dar um aumento de passagem acolá, de modo a que todo mundo financie o reajuste aumento pretendido pelos motoristas. Por isso é que o povo, furioso e desconfiado, de vez em quando apedreja ou bota fogo num ônibus desses.
Como já está acontecendo.

-----

É absolutamente caótico o setor de transporte coletivo na capital, como quase tudo nela.
Há exceções, é claro, notadamente nas linhas menores e centrais, mas o setor está coalhado de marginais que agridem, ofendem e derrubam passageiros, não importando a idade e o sexo. Nem pessoas com necessidades especiais são poupadas pela gang.
A cangalha sobre quatro rodas agora corta trajetos quando encontra engarrafamentos pelo caminho. O nível de exasperação dos usuários está muito próximo da violência.
Não demora muito e vamos ver neguinho levando peia da turba no meio da rua. Pode ser que assim aprendam.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sem falar das barbeiragens que os motoristas fazem jogando o ônibus em cima de pedestres, ciclistas e carros; furando sinais entre outras "manobras".

O que agrava é a conivência de guardas da CTBEL.

J. BEÁ

Anônimo disse...

O blogueiro se esquece que greve é um direito constitucional de toda e qualquer categoria de trabalhadores. A greve sempre causa transtornos à ordem social, o que não a invalida, já que é justamente assim que o movimento espera chamar a atenção da opinião pública para o problema enfrentado. No caso dos rodoviários não é diferente. Não entro no mérito se há ou não arranjo com os empresários, esse não é o x da questão. A sua argumentação não difere das abordagens da imprensa sempre que tem greve em qualquer setor. Enfocam o aborrecimento dos usuários daquele serviço. E as causas que levaram a essa situação, por que ninguém investiga?

Anônimo disse...

De fato, é de se perguntar o que um motorista ou cobrador de ônibus ganha desrespeitando idosos, malatratando o usuário? E o mais incrível ainda é não submetê-los a cursos como relações humanas no trabalho, capacitação para atendimento, ou como combater o stress, porque sabemos todos, não é fácil dirigir neste trânsito cada vez mais caótico, acredito que essas medidas pelo menos demonstrariam interesse em melhorar algma coisa,por enquanto é no mínimo vergonhosa a situação de desamparo da população, à mercê destes (sic!) "profissionais".

Juvencio de Arruda disse...

Das 10:32, o blog não desconsidera o direito de greve, senão apresenta um artigo de outro blog que realmente testa a capacidade dos motoristas e cobradores em colocar em evid~wencia uma alternativa muito mais imprtante e de alta reverberação social do queesas greves imundas decididas na calada da noite.
Só um quadrúpede não perceberia que agindo assim chamam atenção negativamente sobre a categoria.
A opinião públics está contra a maneira de protestar de v. excias.
Só quadrúpedes decidem eleições com a PATAM na porta do sindicato. Só quadrúpedes agem como age a maioria esmagadora dos motoristas de ônibus desta cidade, como em nhnuma outra capital brasileira.
Se a pegada do blog lhe parece igual a da mídia hegemônica, puxa vida, pior pra vcs.

Anônimo disse...

No inicio do mês...houve 1 dia de greve dos rodoviarios em Belém...comentei o fato de todos aki ja são concientes desse pacto imoral entre patrões e grevista,com o intuito de aumentar a passagem do onibús...e sempre assim..eles fazem greve, recebem suas reividicações e logo em seguida..aparece uma tal planilha de custos que so da prejuiso ao empresario...e impresionante eles nunca tem lucros..estão sempre no prejuiso...aí no final quem vai pagar a conta???? da pra imaginar...

Anônimo disse...

Acho que, pior do que quadrúpedes, são mal-intencionados. Será que eles realmente estão preocupados com a população ou com sua opinião? Duvido! Tudo leva a crer que existem interesses espúrios por trás dessas manobras "grevistas".
E também não creio que, pelas barbaridades que cometem os chamados (que Deus me perdoe) "profissionais" do volante, seja no trânsito, seja no flagrante desrespeito aos usuários, mereçam "cursos de relações humanas". Merecem, sim, castigos, descontos no salário, suspensão e demissão. Talvez assim comecem a aprender alguma coisa. Não creio que seja necessário "cursos de relações humanas" para ver a m&rd@ que estão fazendo ao "queimar" paradas, derrubar pessoas que estão subindo ou descendo dos coletivos, etc.
Se realmente querem apoio da população pra alguma coisa, que tratem bem a população, que não tem vocação pra "mulher de malandro".
O comentarista das 10:32 deve estar de sacanagem... só pode!