25.2.09

Prefeitura Vergonha

Mais uma vez faltou tudo no Pronto Socorro do Umarizal neste Carnaval. Principalmente médicos, vagas e vergonha na cara.
A escória da política paroara estacionou na prefeitura de Nova Déli.

15 comentários:

Anônimo disse...

Com que cara vai chegar em 2010 o ex governador Simão Robson Jatene, o patrocinador desse quadro em que se encontra a saúde de Belém, desde quando indicou sua irmã Rejane Jatene para Secretária de Saúde, do (des)governo do seu parceiro, Duciomar Costa ?
Com a de sempre, de pau.

Anônimo disse...

Bom dia Juvêncio,

Aproveitando seu poste sobre a falta de vergonha da prefeitura em relação à saúde municipal gostaria de falar sobre a saúde estadual e a tal Terra de Direitos alardeada todos os dias em incansáveis, e obviamente caras, mídias de televisão.
Recentemente minha secretária (não gosto do título “empregada”), uma senhora de 60 anos, precisou usar o serviço público de saúde para realizar o exame preventivo. Foi encaminhada para uma das unidades de saúde do estado lá na Alcindo Cacela com José Malcher para realização do mesmo e voltou absolutamente arrasada. Ela contou que só fez permitiu que fizessem o exame nela porque teve vergonha (veja quanta inocência ou ignorância, como queira) de dizer que não queria.
Lá na unidade de saúde ele não tem nenhuma higiene, a mínima que seja para fazer esse tipo de exame que é considerado de grande importância para todas as mulheres (mulheres como a governadora). Minha secretária disse que na oportunidade viu todo tipo de mulher esperando para se submeter ao mesmo exame, todas humildes, mas umas limpinhas e outras não. Acha até que uma das mulheres era menina de rua.
Pois bem, eles usam um pedaço de pano forrando o local onde as mulheres deitam para fazer o exame, no lugar dos papéis descartáveis indicados e pior, esse pano não é trocado entre o atendimento de uma paciente e outra. Os equipamentos usados também não são descartáveis, sabe-se lá se são esterilizados.
Juvêncio, não estamos tratando do assunto com preconceito, à questão aqui é que as doenças são contagiosas e os profissionais de saúde tem o dever de evitar, ou tentar evitar, o contágio. Muitas mulheres vão apenas cumprir uma rotina, outras vão procurar ajuda para cura das, mas diversas doenças e não é admissível que se saia de casa para fazer um exame sério, de prevenção e correr o risco de contrair uma doença no posto de saúde.
Enfim, as mulheres (como a governadora) procuram pelo serviço para fazer um exame de prevenção de câncer no colo do útero (PCCU) e voltam pra casa como voltou minha secretária, cheia de coceiras e inflamações precisando ser medicada.
Sabe-se lá quantos milhões gastos com propaganda pra dizer pra gente que tudo mudou, pra isso?
Todos esses milhões gastos com publicidade estão sendo usados enganar, ludibriar a população, isso sim é verdade.
Estou revoltado com o estado de saúde em que minha secretária, uma senhora de 60 anos ressalto, se encontra depois de ter visitado uma unidade de saúde do estado.
Isso é que é Terra de Direitos?
Lamentável seu conceito de direitos governadora!

Anônimo disse...

Observe que o PSM citado é em Ananindeua na Cidade Nova e não em Belém inclusive veja que a paciente foi encamiunhada do PSM de Ananindeua na Cidade Nova pra o PSM Guamá em Belem

Anônimo disse...

Tem sobrenome a responsabilidade pelo caos em que se encontra a saúde de Belém: JATENE.
A senhora Rejane Jatene, secretária municipal de saúde foi colocada lá pelo seu irmão, o ex governador Simão Jatene.

Anônimo disse...

No PSM do Guamá, a cozinha fica muito próxima da lavanderia. Semana passada vi uma servidora varrendo um colchão (no chão)e em seguida varrendo o próprio chão. Estava lá para apoiar uma pessoa conhecida ( que estava doente), e fiquei horrorizada com a imundice.

Anônimo disse...

A Rejane Jatene não saiu da secretaria quando o PSDB apoiou a Valéria para prefeita ?

luluquefala disse...

Não Pedro Bó das 12:23, a Rejane e o irmão dela foram os que mais trabalharam na campanha pra prefeita da Valéria.
Entraram até em estafa, você não sabia ?
Até hoje estão mortos de cansados...

Diógenes Brandão disse...

Guamá, Ananindeua, 14 de Março e tantos outros espaços que deveríam abrigar a chamada municipalização do serviço público, de longe, um dia conseguiram ser de qualidade, público no máximo. Não é legítimo defender uma gestão em detrimento da incompetência da outra, novamente, independente da cor partidária, devemos acabar com isso...

Nosso povo mais pobre (sejam as "nossas secretarias" ou não) PRECISAM CONHECER A PALAVRA DIGNIDADE quando necessitarem do atendimento público, e este DEVE ser de QUALIDADE, para que os CLIENTES (chamados de pacientes, eleitores, alunos...) recebam de volta o que os tributos financiam...

No mais, sem essa de aqui tá pior do que alí...tava pior mesmo antes e precisa melhorar em todas as esferas...

Anônimo disse...

Juvêncio, sei que vc defende os meninos do MPE, mas KD esse povo quando as cenas de caos urbano no campo da saúde voltam a baila em Belém??? Na vera mesmo não há controle do executivo quando se defende para governar a cidade uma figura com uma ficha polícial de dar inveja a Beira-Mar...
Os nobres promotores estão em suas casas em salinas tomando socialmente é claro seus drinks, enquanto nosso povo morre esperando atendimento nos PSM's de Belém... Seria bom se o MP fosse tão rápido agora nesta gestão quanto foi na gestão do Ed...

Alcyr Lima disse...

O assunto é manchete nacional nos telejornais desde ontem 24/02. No JH de hoje apareceu de novo. E os MPs, estão bailando ainda?

Anônimo disse...

O MP do Pará é um fracasso, não se sabe o motivo da omissão, economia com a inteligência ou prevaricação? Em pouco tempo teremos que ingressar com uma Ação contra a Instituição, que paga bem para seus membros que nada fazem, apenas legitimam a falta de moralidade no Executivo. Além deste caso, veja a situação com relação ao Galo, e o que foi feito, brincadeira. o MP necessita ser investigado, vai aparecer muita coisa feia.

Anônimo disse...

A Valéria até já perdoou o Jatene, mas o Lulu...
Fica se mordendo sozinho em casa, enquanto a sua simpática esposa ía visitar o ex governador em sua casa quando estava se recuperando de uma pequena cirurgia mês passado.
Vai morrer de raiva esse Lulu.

Anônimo disse...

É seu Juca parece que o nosso MPE não é muito chegado a socorro e agonia de pobre afinal este tipo de assunto costuma a não dar um bom IBOPE..........fazer o que...Dane-se o povo.

luluquefala disse...

A Valéria é a Valéria. O Lulu é o Lulu.
Os dois são como unha e carne.
Só que unha é unha, e carne é carne.
Entendeu, anônimo das cinco e pouco ?

Anônimo disse...

Ondes está os Direitos Humanos, onde está o MP, onde está o Conselho de Medicina, onde está o sindicato dos medicos.Quer dizer que sem umas horas extras não pagas é o valor da vida de seres humanos que não possuem polpudas contas bancárias??Será que isso também não é violcencia???
Perguntar não ofende: Eles não fizeram o juramento de hipócrates? ou de hipocrisia. São médicos ou mercenários.Quando morre um médico por causa da violência ,tem passeata, será que vai ter passeata da OAB????Pimenta no olhos dos pobres é refresco para médico???