15.12.08

Deu no Estadão

No site da Agência Estado, pelo seu correspondente Carlos Mendes.

BELÉM - A Promotoria da Infância e Juventude do Pará pediu a abertura de inquérito policial contra o deputado estadual Luiz Afonso Sefer (DEM) por crime de pedofilia contra uma menina de 13 anos, que aos 9 veio do interior do Estado para trabalhar na casa dele. O juiz da 1ª Vara da Infância e Juventude, José Maria Teixeira do Rosário, recebeu e encaminhou ao Ministério Público (MP) um relatório social do Pró-Paz referente ao depoimento da garota, feito na presença uma parente.
Nesse depoimento, datado de 22 de outubro de 2008, ela conta ter sido abusada sexualmente por Sefer desde os 9 anos de idade. A Divisão de Atendimento à Criança e ao Adolescente (Data) confirmou que já abriu inquérito para apurar o caso. Em nota, o MP informou que vai aguardar a conclusão das investigações e diligências que serão realizadas durante o inquérito policial para "tomar as devidas providências que o caso requer". O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), já tomou conhecimento do caso e deve convocar Sefer para depor em Brasília antes do recesso parlamentar.

Mais aqui.

18 comentários:

Anônimo disse...

Assim com foi importante a pressão local para, pelo menos, termos conhecimento do nme d acusado, será de vital importância a pressão nacional para que a investigação vá até o fim.

abs

Juvencio de Arruda disse...

Com efeito.
Abs

Juvencio de Arruda disse...

Pô, vê se faz a denúncia no MP e traz a cópia que eu publico.

Anônimo disse...

Pela leitura, ainda tem exploração do trabalho infantil, comum nas casas de tradicionais famílias burguesas, que acham que estão fazendo caridades e, assim, evitando que essas pobres crianças caiam na miséria da violência (mesmo que elas continuem ignorantes e mão-de-obra barata), um alivio ao espírito e a consciência.

Anônimo disse...

Vc tem toda razão.

Anônimo disse...

O Deputado Luiz Sefer, entrou na vida publica como Vereador em 1989, ano que vem fará 20 anos de vida publica, dedicada ao nosso estado, sem nunca te sido condenado por nenhum tipo de comportamento que venha feri sua dignidade diante da população. É vergonhoso jornalistas e radialistas querendo macular a imagem de um dos mais brilhantes parlamentares do nosso Estado.
O pronunciamento do Deputado na tribuna da Assembléia foi de total esclarecimento, demonstrou que é um homem de bem e acima de tudo tem caráter de enfrenta os inimigos.

Anônimo disse...

Deputado sefer acreditamos em Vossa Excelência, pois e homem de bem e tem palavra.

Anônimo disse...

O povo de Abaetetuba ta toda do lado do Sefer e de sua família
Abr Pedro

Anônimo disse...

Ninguém pode ser condenado sem julgamento, não termos motivos para julga esse deputado.

Anônimo disse...

Em 2006 foi feita uma pesquisa de uma instituição de ensino superior e o Dep. Luiz Sefer, foi considerado o Melhor do Pará.

Anônimo disse...

Não precisamos que ele vá depor em Brasília, precisamos dele aqui defendendo os interesses do nosso Estado.

Juvencio de Arruda disse...

Das 1:12 e seguintes: vc(s) acabou(aram) de sair de alguma reunião?

Anônimo disse...

Caro amigo, particularmente, sempre achei que alguns parlamentares de nosso Estado não servem pra nada! Esse é mais um na estatística. Opera de graça e depois cobra o voto. Isso que é política!

Anônimo disse...

É óbvio que o das 1:12 até 1:20 são a mesma pessoa. Passou 8 minutos escrevendo comentários áulicos a seu patrão, aumentando assim as suspeitas de que coisa boa, de fato, ele não vem fazendo. Se precisa deste recurso interiorano para promover-se...

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...

Anônimo disse...

Ao das 1:15 AM. As Jovens mulheres de Igarepé Miri e Abaetetuba, que tiveram suas trompas ligadas, talvez nao estejam ao lado do nobre deputado.

Anônimo disse...

É lamentável que em pleno século XXI algumas famílias abastadas da capital ainda exerçam a "bondade" de trazer crianças do interior para fazer trabalhos domésticos em suas pomposas casas. Mão-de-obra barata, já que a maioria vem pra Belém com ilusão da trilogia estudo-roupa-casa pra morar. Isso é vergonhoso, ainda mais partindo de um deputado que foi eleito para proteger a sociedade com leis justas.
No caso do senhor em questão é ainda pior, pois além de oferecer "casa e comida", de acordo com documento do MP, ele ainda tirava suas casquinhas. Isso é muito asqueroso. Quantas "Marielmas" essa terra ainda há de ver?
Também acompanhei sua defesa. Lamentável, sofrível.

Anônimo disse...

Alguém gastou teclas defendendo o indefensável. Sefer pode até ser inocente do crime que lhe é imputado, mas péraí: bom deputado? Bom negociante, que usa seu mandato para se beneficiar - é legal um deputado dirigir uma OS e ser agraciado com um hospital público?