18.12.08

Sempre Ruins e Agora Mais Caros

As passagens de ônibus em Nova Déli vão aumentar duas vezes mais do que a inflação, e os usuários continuarão andando nos coletivos indecentes da capital, conduzidos por motoristas que apresentam notórios e graves problemas emocionais.
Aliás, se os examens psicotécnicos aplicados nessa malta fossem sérios, não passava um.
Os estudantes prometem sair às ruas. Fazem bem.

Um comentário:

Bia disse...

Bom dia, Juca querido

certamente há questões mais graves que o poder público tem obrigação de atacar através de políticas públicas (educação, saúde etc e tal). Mas, manter, conveniente e cinicamente, a "sensação" que a população de Belém tem de que transporte coletivo não é uma política pública, é um crime a ser cobrado deste Prefeitura hipócrita (hoje estou muito educada!).

Convém ao Prefeito e seus iguais manter e fortalecer essa sensação. Os usuários dessa modalidade de locomoção - gostou? - acreditamos, assim, dever às empresas de ônibus o serviço benemérito de transportar-nos em veículos sucateados, com carrocerias montadas em chassis de caminhão, dirigidos por motoristas despreparados e estressados pelas pressões da empresa e cobradores sem orientação, qualificação, todos trabalhando sob tensão.

No imaginário popular, a Prefeitura só entra na hora de definir a tarifa e, quem sabe até, pensam muitos, defende ali o interesse da população!

Só acredito numa sociedade civilizada quando a "noção pulsar", como diz Geir Campos, de que há um poder público responsável até pelo bom ou mau tempo!

Beijão.