13.12.08

Jordy Esclarece Ausência

A propósito do post A Corporação Manobra, diz-me o deputado estadual Arnaldo Jordy ( PPS ) que embora não estivesse na sala que discutia a instalação da CPI da Pedofilia, lá se encontrava seu assessor, Luís, acompanhando as questões regimentais que impedem a posse do deputado Carlos Bordalo ( PT ) na presidência da Comissão, posto que a apresentou ao Poder.
Naquele momento, Arnaldo recebia o prefeito eleito de Tucuruí mas acompanhava, por telefone, o andamento da discussão, sabendo que os trabalhos não iriam começar naquele dia.
Com sua ausência cobrada por pelo menos uma entidade de defesa dos Direitos Humanos, Jordy explicou e convenceu seus demandantes que não se furtará em investigar os casos denunciados, além dos crimes conexos que deverão surgir na esteira da questão da violência contra mulheres e menores na ilha do Marajó.

6 comentários:

Anônimo disse...

E o partido do deputado acusado de pedofilia será que vai tomar alguma atitude?

Juvencio de Arruda disse...

Fala por ele seu presidente regional, deputado federal Vic Pires Franco

Anônimo disse...

Caro Juvencio,
O nome, sobrenome e "curriculum" do dito cujo já está estampado na coluna do Cláudio Humberto. O Brasil inteiro já sabe de tudo.

Juvencio de Arruda disse...

Caro anônimo, eu li, no link do Espaço Aberto. Mas é bom lembrar que o "tudo" é só o início de uma história, que se prenuncia longa.Só sabemos disso, até agora.

Anônimo disse...

É época de Papai Noel Dep. Jordy, portanto conta outra porque essa pseudo-justificativa não colou. É uma pena que nos últimos tempos vc vem repetindo os mesmo erros do Roberto Freire. Até parece que desaprendou as técnicas metodológicas das análises políticas de conjuntura. Especialmente no quesito mensuração de prioridades dos problemas em foco.

Anônimo disse...

Esse é o Jordy velho de guerra. Tão incensado ao final do 1o turno; loas de todos os tipos, o ético, isso, aquilo.
Raposa felpuda, isso sim!