19.12.08

Gente Séria

Em nota distribuída à imprensa - o blog não é mas agradece a lembrança - o Sindicato dos Bancários do PA/AP repudia, com veemência, as supeitas de que membros da categoria estejam envolvidos com o golpe da saidinha, como sugeriu um médico entrevistado na matéria de O IVCezal, publicada na página 6 do caderno de Sangue, digo, Polícia, edição de ontem, 18.

3 comentários:

El Cid disse...

Não podemos pré-julgar, mas, com todo respeito à classe, é um fato que deve ser considerado. A freqüência em que ocorre esse tipo de crime já deveria ter colocado a inteligência das policias a trabalhar com as diversas possibilidades de atuação dos bandidos nesta modalidade de assalto. Nenhuma hipótese deve se descartada.

Anônimo disse...

Todos os domingos vou ao jurunas bater uma bola com os amigos de infância que ainda estão por lá, depois da bola, é claro tem a cerveja e o churraco.
Durante o bate-papo é comum vim a tona o problema da violência da cidade, e por estar no jurunas é comum também ouvir informações detalhadas de eventos criminosos que ocorrem dentro e fora do bairro.
O que eu quero dizer com isso é que tenho, infelizmente, motivos pra acreditar, em virtude do que se ouve das pessoas, algumas bem próximas dos protagonistas das saidinhas, que realmente existem pessoas com vínculo empregatício as agência, participando de alguma forma desse tipo de crime em nossa cidade.

Juvencio de Arruda disse...

É, pode ser.
Mas sem as provas, fico com a posição do Sindicato, até por que existem pessoas nas agências bancárias, com diversos tipos de vínculos empregatícios, inclusive seguranças, que protagonizam, aqui e ali, conluios com outros bandidos.