17.12.08

Na Rua

Nada como uma peia em rede nacional.
O TCE vai demitir a parentada até sexta, 19.

5 comentários:

Anônimo disse...

A pedofilia é um crime gravíssimo, assim como a produção, divulgação e venda - inclusive pela Internet - de imagens envolvendo a exploração sexual de crianças e adolescentes. A informação e tudo que esta sendo divulgado pelos meios de comunicação de que no Marajó exista isso, não é algo novo.
A proposta da CPI de Exploração Sexual deu-se origem por denúncias, todavia, temos que nos unir e fazer com que todas as pessoas que faz esse tipo de coisa sejam presas. Na Câmara dos Deputados, o Senhor Magno Malta, fará em breve um “singelo” convite para prestar esclarecimento de mais um escândalo em que pessoas públicas e de “boa índole”, doravante, são pessoas eleitas pelo povo para representá-los em casos pífios? Que agridem a sociedade em geral, por crimes de porte ou por “compra” de trabalho infantil por bagatela nos interiores do Estado, em que a miserabilidade é algo notório.
Relembro aqui fatos que viraram história em nosso Estado, por “pessoas” (se assim pode-se dizer que são),quem não se lembra do “Caso Izabela” ou das “Meninas mortas e estupradas pelo próprio vizinho da família na Pratinha II”. Basta! Justiça seja feita, vivemos num momento em que temos que dar resposta a todos que queiram tirar o que é mais precioso do ser humano, dignidade e a vida.
Ao se defender, o Deputado Sefer (DEM) altera, ou melhor, cantarola fatos contraditórios do que declarou diante do “grande bate-papo” que teve diante de todos os deputados presentes e visitantes, muito oportuno quando usou a tribuna da ALEPA para se defender e pedir para que “não lhe deixassem só”, pois, ser uma criança por, ia sentir medo e pedir socorro para as “Meninas Super-Poderosas” e assim ser salvo. Vale ressaltar que a corrupção de menores é, quase sempre, o primeiro passo para a prática desse tipo de crime, em que dados estatísticos revelam que para cem crianças e adolescente há um pedófilo.
Segundo o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), quem possui o material pornográfico "quase sempre é o próprio pedófilo". Por isso, é importante a CPI, já que "a legislação ainda não prevê que portar esse tipo de material é crime".
O projeto dos senadores do PSDB Flexa Ribeiro (PA) e Alvaro Dias (PR). Flexa Ribeiro lembrou a atuação da senadora Patrícia Saboya (PDT-CE) à frente da CPI da Exploração Sexual, destacando os casos de exploração sexuais infantis existentes no Pará e, particularmente, na Ilha de Marajó.
Como se pode acabar com a prostituição infantil no Brasil, se ela começa dentro de casa, com um amigo da família oferecendo balas para as crianças mostrarem suas partes intimas, e outras vezes acontecem nos bairros pobres quando os traficantes dão tênis importados e celulares para as meninas entre 12 e 13 anos para que as mesmas futuramente vão para a cama com eles.

Anônimo disse...

Mas não sem antes os parentes receberem o seu presente de natal.

Cláudio

Anônimo disse...

Nada posso falar de concreto em relação ao caso de pedofilia atribuído ao Deputado Sefer. Me limito então a questionar um outro fato que me parece mal explicado: em que condições a criança estava aos cuidados do deputado? não seria o caso de trabalho infantil doméstico? se for o caso, temos aí um fato concreto de crime contra crianças...

Rosinh@ - Sou como você me vê. (C.L.) disse...

ainda dá pra receber o "$decimozinho$" e passar um natalzinho mais-ou-menos, tadinhos, tô com tanta peninha deles...
e de todos nós, pois mais uma vez o estado do Pará é manchete negativa em rede nacional; mas, que a peia foi boa, foi......

Anônimo disse...

O Presidente Coutinho jorge do TCE/Pa, poderia ter saído , se aposentao sem essa, de virar manchete negativa, mas dizem que quem mandava mesmo era a dona Rose, uma das beneficiarias do nepotismo. mas ela não está só, vai ter muitas companhias lá fora. que bom que le só dura até maio quando completa setentinha de idade, já vai tarde e pra sempre. ADEUS SEU JORGE