9.2.09

Contra os Conselhos

O prefeito falsário de Nova Déli continua sujeitando os Conselhos Tutelares da capital a restrições de toda ordem. A Casa de Passagem, que acolhe crianças de risco imediato, não tem alimentação, telefone e nem gasolina para fazer os atendimentos.
Já ficou até sem energia elétrica, tal a sordidez da gestão deste impune nacional.

17 comentários:

Pau que nasce torto disse...

calma gente o mandato dele esta começando agora so tem 1 mes, esperem ele vai resolver tudo, isso esta assim por causa do seu antecessor, ele vai resolver tudo pra isso teve a confiança de voces e de 60% da população, que acreditou que ele vai fazer um bom governo municipalm precisa apenas de tempo para arrumar a ca$a

Oswlado Chaves disse...

Juvêncio, a velha máxima do falsário: espere que a mudança vai chegar na sua porta. Chegou no conselho!!!

Anônimo disse...

O das 3.53 está fazendo blague no blog, pois o antecessor foi o falsário mesmo.

Antônio Júnior disse...

"Arrumar a Casa" é muito boa.

Anônimo disse...

É blague mesmo, Pedro Bó!

Bia disse...

Boa tarde, Juca querido:


Uma das primeiras medidas do ilustre alcáide, no primeiro mandato, foi inviabilizar o funcionamento do Conselho Municipa do Negro. Um pouco depois - 2007, acho - desconstruiu o Conselho Municipal de Saúde.

Acho que nós é que não estamos compreendendo a estratégia dele: tudo pelo social. Toda a ignomínia, todo o desrespeito, toda a desfaçatez. E porque então crianças e adolescentes ficariam de fora dessa ação politica transparente?

Para dar agora um tom melhor a esta minha intervenção, você sabia que o percentual de menores adolescentes entre 12 e 18 anos envolvidos em infrações e sujeitos a "reeducação social", em relação à população total dessa faixa etária é de 0,14% (2006, o último dado)? E que a avaliação dos centros de recuperação em todos os estados brasileiros é chocante? Não há reeducação alguma. Nem mesmo a educação formal, que pode facilmente ser oferecida através das secretarias estaduais de educação, funciona. Em todos há superlotação, denúncias de maus tratos físicos, alimentação insuficiente, ausência de apoio judiciário.

Pois é. Vendo isso fico pensando que se o Estado brasileiro não dá conta de atender com dignidade e no estrito rigor da lei o,14% dos jovens de 12 a 18 anos sob sua direta responsabilidade, vai cuidar do quê mesmo?

Beijão.

Anônimo disse...

Primo
As árvores estão sendo derrubadas na 25 de Setembro pelos homens do Dudu, mas o promotor Benedito Wilson Sá até agora não deu as caras no pedaço para ver o estrago. Que, aliás, está apenas no começo. O promotor deve ainda estar festejando os 2 x 2. Enquanto isso, os predadores do Dudu mandam ver na 25. Tá tudo dominado.
Carlos Mendes

Juvencio de Arruda disse...

Mas Primo, a derrubada não foi autorizada pelo juiz Torquato Alencar? Pouco poderia fazer o Benedito.

Anônimo disse...

isso mesmo arrumar a ca$a com $$$$ ao inves do S e é claro que foi ele o proprio antecessor dele mesmo mas o maior falsario consegue isso mesmo confundir a todos e a si proprio. nefasto,falsario, mentiroso, tudo de ruim temos como prefeito de belem, e eu choro..????? com raiva deve ficar quem votou nele e acreditou que algo ia melhorar.

Anônimo disse...

Primo,
O fiscal da lei (ou, presumidamente, da sociedade)é o Ministério Público. Se o juiz mandou abrir a 25, mas não saiu do gabinete, quem tinha que ir lá, ver se a sentença (e seus considerandos, entre estes a não derrubada das árvores do canteiro central) estava sendo cumprida, era o promotor. É porisso que Belém virou casa da mãe joana. Ninguém fiscaliza nada. Nem os que têm poder constitucional para isso. Vou abordar esse assunto no sábado que vem na Rádio Tabajara. Vale a pena.
Carlos Mendes

Prof.alan disse...

Juvencio, Mano Velho, Se fosse nos tempos do Edmilson, o MP já teria pedido a prisão do prefeito por crime de responsabilidade. Com o Dudu do Diploma Falso não vejo ninguém nem relar o dedo...

Juvencio de Arruda disse...

Parente, eu nçao descarto a hipótese do MP ter alguma atuação na questão, posto que já o fez em vários municípios.
O problema é que o MP atua na base do TAC, quando deveria, no caso do ultrareincidente Duciomar Costa, entrar na base do POW!

Anônimo disse...

Esperar o quê de uma gente dessa estirpe? E quem se mete com ele também vai se manchar. Quero ver a cara de muito neguinho demagogo que se diz preocupado com o social quando esta anta municipal despencar do poder.

Anônimo disse...

Opa,
Vamos respeitar as antas, coitadinhas. Elas não merecem semelhante comparação com o nacional.

Juvencio de Arruda disse...

Eliene, faça-me um favor: modere seus comentários contra o MPF.
Poupe-me de fazê-lo.
Se vc anda insatisfeita contra a atuação do orgão, deixe de onda: represente contra os procuradores.

Eliene disse...

Deculpem-me pelos comentários não queria me exceder, acho que ficamos muito nessa onda de só falar e não agir,não colocar em pratos limpos aquilos que não concordamos. Vou seguir seu conselho.

Anônimo disse...

O MP estadual ingressou com Ação Civil Pública para reestruturar os Conselhos Tutelates, entretanto, falta o Judiciário sentenciar. Lamentavelmente vemos um Judiciário fraco, que tem medo ou falta de competência. E pior mesmo depois de prolatada sentença, o Judiciário, não tem forças para fazer valer a determinação, em face do seu comprometimento ou economia com a inteligência. Enfim é lamentável viver com um Judiciário anêmico. E lhe digo mais, não acontecerá nada com o Seffer, "acordos" estão sendo feitos, fique de olho.