11.2.09

Padrão

No blog do Alaílson Muniz.

Nas notas frias, digo fiscais, deixadas pelo capacho Joaquim Nunes, ex-prefeito do município de Prainha, figura como concluída uma das mais belas obras do futebol paraense: a construção de um estádio de futebol.
A obra possui traços arquitetônicos modernos, esculpidos em seus mais de 60 mil tijolos e pra lá de centenas de sacas de cimento. Poderia inclusive receber um dos jogos da Copa do Mundo de 2014.
Um orgulho para a população sofrida do castigado município da Calha Norte, se não fosse um detalhe: a obra só existe no papel.

Prainha só possui um campo de futebol sem arquibancadas e muito menos gramado.
Só resta saber agora aonde foi parar esse dinheiro.

Essa é uma das missões do novo prefeito, Sérgio Pingarilho.

7 comentários:

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, você que comunica-se bem com a blogosfera paraense, espalhe aos quatro ventos que se nessa obra de Prainha tiver verba federal, a CGU pode entrar na estória, pra apurar se houve desvio.

Aliás, pode espalhar aos blogueiros do nosso Pará: isso vale pra qualquer obra, em qualquer lugar, que tenha verba federal no meio. Com a entrada da Controladoria-Geral da União na estória, na sequência vêm o MPF e a Polícia Federal...

Anônimo disse...

Essa é na verdade a mais árdua missão para o TCM de Rosa Hage...

Lafayette disse...

"La mano de Dios", Santo Daime, ops, Santo Jaime.

Anônimo disse...

"Pará, Terra sem Lei"

Anônimo disse...

TCM de Rosa Hage, não age nem desage, na verdade a ex deputda despreprarada para o cargo compensatório de políticos não deve saber nem prá que lado a coisa vai, é por aí mesmo Juva.

Dulcivania Freitas disse...

Estive em Prainha a trabalho, há uns 4 anos....o ex-prefeito de lá promovia 'eventos culturais' que na verdade eram umas moças cantoras se rebolando quase nuas no palco, e no chão um monte de meninos e meninas pré-adolescentes ensandecidos, imitando aquelas coreografias pornográficas. muuuuuito sinistro.

Juvencio de Arruda disse...

É, caríssima, quem anda pelo interior, como nos, vê cada coisa...E quando vc retorna pra cá?