9.12.08

CPI

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a violência e a exploração sexual infantil no Marajó vai ser instalada na próxima quinta-feira, 11, segundo informações do deputado estadual Carlos Bordalo (PT), autor do requerimento que deu origem à comissão e presidente da mesma. O ato de instalação será homologado na Sala Vip da Assembléia Legislativa do Pará e vai contar com a presença dos membros da CPI que foram nomeados no início da semana passada. Os membros titulares são os deputados Bordalo, Robgol (PTB), Josefina Carmo (PMDB), Márcio Miranda (DEM), Arnaldo Jordy (PPS), Deley Santos (PV) e Bira Barbosa (PSDB).

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado Carlos Bordalo, que deveria fazer a gentileza de corrigir o nome do poster em seu mailing.

8 comentários:

Anônimo disse...

Juvêncio, saiu em algumas colunas dos jornais notinhas sobre crime de pedofilia praticado por um tar de deputado estadual. Nome nenhum foi dito. Sabes de algo meu caro???

Rodolfo Souza disse...

com certeza, o ajuste será feito...

Juvencio de Arruda disse...

Obrigado, Rodolfo.
Bom trabalho na CPI...vai dar muito.

Anônimo disse...

Será que essa Comissão vai investigar também o Deputado pedofilo? Ou os acordos corportivistas abafarão mais essa vergonha?

Anônimo disse...

Segundo o Diário do Pará, acho que a comissão deveria olhar antes para dentro de sua própria casa.

Anônimo disse...

JUca, veja que notícia supimpa

Navalha na carne
A deputada Bernadete Ten Caten, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Alepa, vai entregar nesta quinta-feira, dia da instalação da CPI de combate à pedofilia, documento do Ministério Público denunciando um deputado estadual do Pará.

Está no blog da jornalista Franssinete Florenzano

Anônimo disse...

Será que é só no Marajó que ocorre a violência e a exploração sexual infantil? e o caso de Marabá? da Portaria da Flona Carajás em Parauapebas? e outros tantos que existem pelo Estado. Mas como dizem, esta CPI já começa bichada. O que esperar dela? O que esperar de parlamentares cujo o comportamento moral é posto em dúvida pela população? Bem que poderiamos ter um grande trabalho nessa área de combate a pedofilia, em todo o Estado, como se diz: "passar a régua". Mas o que esperar de uma instituição que não tem a confiança da sociedade?
Henrique CL

Anônimo disse...

Juca, tens que publicar o nome desse Deputado pedófilo, as pessoas precisam se precaver ao entrar na Alepa, e fica em suspeita todos os deputados estaduais, não é justo.