20.4.09

Acabou a Farra


Na Folha de SP, com charge do blog do Noblat.
O procurador Marinus Eduardo Marsico, representante do Ministério Público no TCU (Tribunal de Contas da União), se reuniu nesta segunda-feira com os diretores-gerais da Câmara e do Senado para cobrar mudanças em práticas irregulares cometidas pelos parlamentares e servidores do Congresso Nacional. Entre as mudanças sugeridas pelo procurador está a utilização de passagens aéreas exclusivamente pelos deputados e senadores em atos relacionados ao exercício dos mandatos.Marsico está disposto a pedir ressarcimento de valores gastos de forma inadequada pelo Legislativo com as passagens e mover ações por improbidade administrativa caso o Congresso não atenda às recomendações do Ministério Público. O procurador entende que os parlamentares estão proibidos de utilizar os bilhetes para viagens particulares ou repassá-las aos seus familiares.
Na íntegra aqui.

9 comentários:

Anônimo disse...

Me responde sinceramente: QUE SETOR DA VIDA BRASILEIRA RESISTIRIA DE PÉ A ESSE TIPO DE DEVASSA QUE FAZEM CONTRA O PARLAMENTO? UM FUROR INVESTIGATÓRIO POPULISTA, SUPERFICIAL, DISTOCIDO, SISTEMÁTICO, MINUCIOSO, DEMAGÓGICO. QUAL??? QUAL RESISTIRIA? SEJA DO SETOR PÚBLICO, PRIVADO, RELIGIOSO, ESPORTIVO, ONG, CULTURAL?? QUAL???

Juvencio de Arruda disse...

Vc pergunta para a Folha de SP, pro chargista ou pra mim?
O "furor investigatório", afinal, é "superficial" ou "minucioso"?
Decida-se e volte aqui, em caixa baixa, e a gente conversa.

Prof. Alan disse...

O anônimo das 5:15 tá com uma cara de parlamentar, que eu vou te dizer, viu?

Ou, então, é amigo do rei e estava com alguma viagem prometida para esses dias. Com a "devassa do parlamento" perdeu a boquinha.

Aliás, nem sei que "devassa" é essa, num Parlamento que tratou de se mostrar o mais indecoroso possível...

Prof. Alan disse...

Agora sim, comentando o post: até que enfim apareceu alguém com a simples disposição de cumprir a lei nesse País! Que tenha sucesso, pois desde já conta com o nosso apoio para devassar a devassidão!

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...mas se vc estiver correto, prof. Alan, que parlamentar ou amigo do rei mais pesaroso esse hein?

Prof. Alan disse...

Ah, Mano Velho, vamos dar um desconto, né? Veja só: imagine como é chato estar com uma passagem para Paris ou Miami nas mãos, inteiramente de grátis, e perdê-la de repente, por causa de uma devassazinha à toa?

Anônimo disse...

Por isso considero que os blogs têm um papel fundamental na informação. Em que outra midia viria um político ou apaniguado de político, sob o manto protetor do anonimato, reclamar das investigações que cobram o preceito da moralidade?

Anônimo disse...

Furor investigatório? Acho que o anônimo está e com furor uterino. Ele quer que o povo brasileiro fique sem saber como funciona o parlamento que paga às duras penas? Ou é simplesmente falta de vergonha na cara de deputado desonesto?

Anônimo disse...

Juva: As passagens fazem parte das mordomias dos deputados, nos não somos politicos por isto não temos este direito! Nas eleições que se avisinham seria uma boa que fossemos candidatos e eleitos, ai sim era correr para o abraço.