30.4.09

A Ração do Dudu

O comercial da Pedigree Champion que está sendo veiculado na emissoras de Nova Déli é sensacional.

9 comentários:

Anônimo disse...

JUVENCIO, VEJA ESSA DO DEMIR!!


QUARTA-FEIRA, 29 DE ABRIL DE 2009

Mal sem cura
Com todo o escândalo atual sobre gripe aviária e influenza porcina – a febre que dá em porcos sem distinção de latitude, raça ou cor da pele -, tive a atenção despertada para uma outra endemia, localizada aqui mesmo no Pará, e que vem desde 26 de abril silenciosamente devastando boa parte da população de Belém e seu entorno.
Na verdade, essa doença começou bem antes do domingo quando inúmeras pessoas manifestaram uma espécie de síndrome coletiva de pânico em relação a certos animais selvagens e predadores (Águia e Pantera, por exemplo), delírio que por muitos dias lhes tirou o sono.
Mas foi mesmo depois desse último domingo fatídico de abril que a crise alastrou-se em sintomas de febre, desânimo, dor de cabeça, mal-estar, melancolia, súbitas crises de choro, depressão moral e física, numa indisposição generalizada e tão grave que, aí sim!, virou endemia.
Trata-se, sabe-se agora, da gripe azulina – doença comum ao leão, e que joga o paciente contaminado pelo vírus por pelo menos oito meses na cama.
Para os especialistas, esta endemia ainda não tem cura. Nem com o consumo de remédio tarja preta. Especula-se, entretanto, que o tratamento emergencial, embora paliativo, seria com uma droga chamada Série D, ainda em fase experimental no país e sem qualquer garantia de bons resultados. Outro agravante, dizem, é que a gripe azulina deixa o paciente tão combalido que provavelmente não sobreviveria à primeira rodada dessa estranha e amarga terapia.
POSTADO POR QUARADOURO ÀS QUARTA-FEIRA, ABRIL 29, 2009 1 COMENTÁRIOS LINKS PARA ESTA POSTAGEM

Francisco Rocha Junior disse...

Juca, a comida de cachorro aqui é paraguaia. O nome do produto local é "Pedigree Chempion".
Abração e bom feriado pra ti.

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...pra vc também, nobre.
Abs

Anônimo disse...

NO ESPACO ABERT MAIS UMA VERGONHA PRA GOVERNADORA
Militar acusado em sindicância foi promovido “por mérito”

Sindicância mandada instaurar pelo comandante-geral da Polícia Militar, Luiz Dário da Silva Teixeira, concluiu que o tenente-coronel Luiz Fernando Gomes Furtado cometeu irregularidades à frente do Centro Social da Policia Militar do Pará (Ceso-PMPA). Mesmo assim o acusado foi promovido a tenente-coronel “por merecimento”.
O militar foi afastado do cargo e agora deverá ser alvo de um processo administrativo disciplinar (PAD), a ser instaurado pela Corregedoria Geral da PM. Procedimento mais rigoroso que a sindicância, o PAD poderá resultar em dura punição ao oficial da PM. Os autos também foram remetido à Justiça Militar Estadual, “para conhecimento e
Providências”.
A sindicância, homologada através da portaria nº 178/2008, de 24 de março passado, foi presidida pelo coronel Vladisney Reis da Graça e concluiu que Furtado adquiriu em Santarém um terreno com valor superfaturado com base em laudo de avaliação irregular, “causando prejuízos aos associados do Ceso-PMPA”.
A apuração também considerou procedentes as denúncias de que Furtado pagou serviços de engenharia sem comprovação de execução da obra, contratou serviços de conservação e limpeza com sobrepreço, procedeu à contratação direta de prestadores de serviços e autorizou a concessão de empréstimos em desacordo com o Estatuto do Centro Social da Policia Militar do Pará.
Mesmo diante dessa tormenta de acusações – todas confirmadas, segundo a sindicância -, Luiz Fernando Gomes Furtado foi promovido de major a tenente-coronel, “por merecimento”, conforme ato da governadora Ana Júlia Carepa de 21 de abril passado.
O que é que se pode alegar num caso desses? É que prepondera o princípio da presunção de inocência, porque Furtado ainda nem está sendo julgado pela Justiça Militar. Responde apenas a investigações no âmbito administrativo.
É fato.
Mas é fato também que o ato de promoção – e ainda mais “por merecimento” - poderia aguardar, não poderia?
Para o governo do Estado, não.
E tanto é assim que um mês depois de concluída a sindicância, o militar foi promovido.
Por quê?
Somente o governo do Estado poderia explicar.
Mas não explicará, obviamente.

COM A PALAVRA O DR.ARMANDO BRASIL.

Anônimo disse...

É, êsse negócio do pedigrí ir para as patas é que são elas.
Faltou dizer o que êle faz para a vista:
-seria vistas grossas, com patas largas e, por que não, dentes aguçados, além de tirar o nosso pêlo!

Anônimo disse...

Já provou a ração amado mestre ? Prova que é pra cachorrão.

Yúdice Andrade disse...

Só que no caso do nosso cachorro, a coisa funcionaria mais ou menos assim: sabe para onde vai a ração (dinheiro, verbas, repasses, etc.) que o Dudu come? Vai exatamente para o lugar que você pensou.

Malthus disse...

uehaahuauhaehuaeuaheuaehuaehaeuhauhe
ueahaeuhaeuheauheauhaeuhaeuheauae(..)
uhaueheuhaeuheauheauhueahuaehuaehuae.

Pelo menos esse Dudu olha pras câmeras e as merdas que ele faz são de fácil solução.(Sacumé, "o cocô sai durinho...")

Anônimo disse...

Égua, Juvêncio, muito boa a sacada!!

hahah

Mas sinceramente, a única coisa que o prefeito de Belém faz é aquilo que sai durinho! risos.