21.4.09

A CPI Que Não Pode Sair

Caiu do céu por descuido um grupo de chôro da melhor qualidade no boteco do Ranulfo no início desta tarde. Violão de sete, de seis, cavaco, bandolim, pandeiro, atabaque e flauta.
Bar quase vazio no feriadão, uma delícia.

-----

Pouco antes do grupo chegar, tocou o celular.
Era o vereador Carlos Augusto (DEM) comentando a matéria da página 7 do caderno Poder, edição de hoje do IVCEzal.
Sob a manchete "Outra doméstica na folha da Câmara", peremptória, como se vê, a matéria traz uma acusação ao vereador de ter empregado Vania Leal como funcionária da Câmara, embora a marajoara de Santa Cruz do Ararai supostamente trabalhasse em sua residência.
Na retranca abaixo, a defesa do vereador e de Vania, que desmentem a manchete.
Custaram algumas ligações telefônicas e um certo esforço ao vereador, segundo me revelou, a oitiva da funcionária de seu gabinete pela reportagem do maior fraudador do IVC em todo o Brasil. Alegações de que a matéria já estava fechada quase impedem a publicação do "outro lado".
Não satisfeito, Carlos Augusto ligou para a autora da matéria, Micheline Ferreira, que, pasmem, negou a autoria da dita e se revoltou com a pegada da mesma, dizendo que às 17:00 de hoje, quando chegasse na pocilga, iria reclamar a quem de direito, afirmando que o IVCezal precisa melhorar seus quadros.
Disse mais: que o prefeito falsário de Nova Déli, de quem Micheline é assessora, teria ficado aborrecido com a matéria contra o vereador.
Carlos Augusto é um homem educado e ponderado.Talvez tenha acreditado no que ouviu.
Micheline, se for pontual, já chegou ao IVCezal.
Mas eu vou voltar pro chorinho, crente que a organização do falsário tudo fará para descredenciar quem estiver pela frente em seu caminho, contanto que a CPI da Saúde não seja instalada. Ajuda muito a falta de quadros na linha editorial do IVCezal, velha conhecida em todo o norte e nordeste do país.

-----

Até amanhã.

17 comentários:

Anônimo disse...

Tem que haver calma e apurar os fatos para ambos os lados.Mas,tem que ser apurado.Será que estas denuncias serão somente feitas aos vereadores que pediram a CPI da SAÚDE ??? VAMOS AGUARDAR...

Marise Morbach disse...

Há algo de estranho acontecendo na cidade de Belém. O que
está mais latente é a ausência de Governo municipal e o silêncio do cidadão belemense sobre saúde, limpeza pública, buracos. Permanence, nosso gestor municipal, nas páginas de "O Liberal", mas apenas na condição de um prestador de serviços, não na condição de representante eleito pelo voto dos eleitores de Belém, sem maioria no primeiro turno, mas com boa maioria no segundo turno.
Até aqui temos inércia social quanto ao problema da saúde pública,- exceto as vitimas ou funcionários públicos envolvidos, por aumento de salários ou melhores coondições de trabalho;no mais a inércia é a situação dominante entre os municípes. Enquanto isso nossos representantes políticos
negociam a quanto sai o contrato de não adesão à CPI da Saúde. E o maior jornal em circulação no Pará, o "O Liberal", divulga as ações do Governo municipal como se fosse um anunciante privado.
Enfim, um cenário lamentável e pachorento como daquelas cidades de
beira de cais dos anos 1700.
Parece que fomos "transportados para um país longinqüo" como escreve Alfred Wallace. já em meados do séc.XVIII, sobre algumas localidades do alto Rio Negro.
Temos um cenário de crise financeira no Ocidente, temos movimentos agrários na Amazônia de visibilidade internacional. Temos representantes de sindicatos rurais mortos por pistoleiros, ou seja, a "mando". Temos gerentes de propriedades privadas(funcionários de feudos?) vindo à público dizer que vão matar que entrar nas propriedades que administram, para defendê-las já que o Estado nada faz. Temos movimentos sociais invadindo propriedades privadas. Temos movimentos sociais invadindo "propriedades privadas" mas sem títulos, "propriedades privadas" terras da União, "propriedades privadas" onde antes haviam familias e comunidades morando a mais de 100 anos e que foram explulsas por bala e fogo, "propriedades privadas" que são terras indigenas.
Enfim, temos um conflito instalado e alguns poderes da República demonstrando quais são seus apaziguados.
Resumindo: temos muitos e graves problemas,no Pará. Pergunto: Onde está a Ética da Responsabilidade dos nossos políticos? Onde está a Esttado para os nossos políticos? Estamos diante de uma crise na esfera territorial dos poderes da República,no Pará?
O fato é que existe um descompasso muito grande entre o Governo da federação e o Governo do estado em relação à terra e seus sentidos: histórico, politico, individual, coletivo e jurídico.
No contexto
do município de Belém, sede do Governo do estado o momento é de inércia e apatia.
Quem sabe encontremos algumas respostas nas coligações políticas em 2006 e 2008 que nos ajude a pensar o atual contexto político do Pará!?
Vamos abrir um debate? Eu me inscrevo desde já.

Anônimo disse...

O pessoal da oposição não pode reclamar, tiveram a faca e o queijo na mão para ser aprovada a CPI da SAUDE por ocasião da autorização para o falsário passear no exterior, era só negociar, dava-se tal autorização em troca da CPI e o que vimos foi a autorização ser dada quase por unanimidade, até parecendo que o mensalinho entrou em cena. Como um dia a oposição malha o oftalmologista Dulciomar e no outro lhe presenteia? É muito estranho o que ocorreu? Dudu, o malino, usando de toda a sua informação junto a CAMARA e usando o IVCezal para dar a publicidade no caso do laranjal da VANESSA, não satisfeito agora denuncia o Vereador Carlos Augusto pelo mesmo motivo. Quem tem uma oposição deste jeito é o mesmo que não ter. Este pessoal da CPI da saude só queria na verdade era mostrar que estava somente a fazer onda e tambem não queria que saisse nada, pois estão todos comprometidos. Por incrivel que pareça nesta onda toda os grandes vitoriosos para nossa desgraça é o falsário e o Arbage.

Anônimo disse...

Te mandei um email com uns processos do gestor anuar alves.
estarei ai esta semana para tomarmos uma Brahma no ranulfo.
abraços

Anônimo disse...

Com uma oposição deste jeito é muito facil qualquer governante fazer das suas com o nosso dinheiro. São todos farinha do mesmo saco, estava enganado em pensar que agora saberiamos das trapalhadas e barbalhidades do fariseu Dulciomar.

Anônimo disse...

Juvencio, preciso encontrar livros sobre a vida de Magalhães Barata, mas aqui em minha Marabá não tenho encontrado, V. poderia, por gentileza, me ajudar nesta tarefa? Ficarei grato.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, dessa vez dá realmente para desconfiar. Não só pela negativa peremptória do Carlos Augusto e da própria Vânia, e sim porque a Micheline (a matéria no site do IVCezal continua aparecendo como assinada por ela, a esta hora) não apresentou nenhuma prova, só fez afirmações. Não disse em nenhum momento como ela concluiu, ou como apurou, o que ela escreveu ali.

A propósito: o que o Mauro Neto tem a dizer sobre afirmações sem provas no jornalismo? Pode ser de acordo com a escola alemã de comunicação mesmo...

Prof. Alan disse...

A propósito, Marise, concordo com tudo que você escreveu, só tenho um único reparo a fazer: a lei brasileira garante ao proprietário a autodefesa da sua propriedade (Código Civil, art. 1210, § 1º).

O que se pode discutir é se os seguranças da fazenda tem porte de arma, se reagiram ou atiraram primeiro - e obviamente matar não é permitido a ninguém, a não ser em legítima defesa.

Mas que o proprietário tem o direito de defender a sua propriedade, e por conta própria, isso ele tem. Não sei te dizer se felizmente ou infelizmente, não vou avaliar a lei pela atual situação, já que essa disposição do nosso direito vem desde o início do século passado, quando nem se falava em conflito de terra no Brasil, e vale também, por exemplo, para mim e para você em relação às nossas casas, na área urbana.

Anônimo disse...

juvencio, vc poderia fazer posto explicando a origem das expressoes que usa nas suas postagens (nova deli, IVCezal etc.)?
Alem de interessante, tambem as acho muito engracadas...

Itajaí de Albuquerque disse...

É, Marise, esse é o pior dos mundos que alguns vira-latas hidrófobos, com os dentes arreganhados comparecem aqui (noutros posts) para defender a situação de quase desespero em que estamos.
Quem for decente siga defendendo a consciência contra a canícola que faz do ofício o escárnio de uma cidade.

Anônimo disse...

O chôro devia ser afinado.

Diferente do choro que não chora nem molha que está nas mãos do Dr. Castelo Branco.

do Lumpemproletariado (sem sono e sem choro)

Anônimo disse...

Só não quero que cada vereador se esqueça que foram eles mesmos que elegeram esse presidente por unanimidade.Isso ninguem fala.E tem mais,logo eleito seu primeiro ato foi aumentar a verba de gabinete e ticket alimentação para os vereadores.Queria ter a oportunidade de perguntar pra esses que vão pra TV assim como o Sr.Carlos Augusto que agora o Arbage nao presta,mas na hora de compor a mesa ele ficou como vice-presidente.Não da pra entender né...

Anônimo disse...

O vereador Carlos Augusto adiantou na semana passada para alguns colegas que estava sendo ameaçado por uma ex funcionária.
Agora, mudou a história.

Anônimo disse...

Essa conversa do vereador Carlos Augusto aconteceu numa reunião entre vários vereadores para tratar do assunto Vanessa.
Estava presente, também, o marido da veradora.
O vereador Carlos Augusto quis preparar os vereadores para essa denúncia de sua ex funcionária que estava o ameaçando.
Realmente a história do vereador mudou.

Anônimo disse...

Ei, pera lá

Desde quando CPI resolveu alguma coisa. Quantas já foram instaladas sem resultado. Se alguém sabe de alguma que deu em alguma coisa me avisa, por favor.

Isso é só para os nobres vereadores passarem um tempão discutindo e continuarem fazendo nada.

Juvencio de Arruda disse...

rsrs...vcs deveriam trabalhar no IVCezal, tadinho, carente de quadros , segundo a jornalista Micheline Ferreira.

Anônimo disse...

Continua firme Vereador Carlos Augsto, eles querem te intimidar em relação as denuncia que fizeste no passado e agora estás a frente desse movimento pela CPI da Saúde, não perde tempo com as novas discussões na CMB, eles estão patrocinando o LIBERAL para mudar o foco.