20.4.09

Air Congresso

Rankeado em 8º lugar entre os deputados campeões de vôos internacionais, o deputado federal Vic Pires Franco (DEM) dá ao site Congresso em Foco as explicações que os comentaristas pedem na caixinha do post Sogrão, de ontem.

33 comentários:

Anônimo disse...

"Eu tinha três caminhos: devolver a cota, usá-la para viajar ou vendê-la. Devolver, ninguém nunca devolveu. Vender é crime. Só me restou viajar”.

São com essas palavras que o nosso nobre deputado termina sua explicação.Uma vergonha!

O professor

Anônimo disse...

Pronto.
Claro, límpido e transparente, como uma chapa de aço com película preto escuro.
É querer nos transformar em bôbos.
Que coisa lamentável.

Anônimo disse...

O nobre parlamentar está dispensado de postar explicações.
Desperdício de tempo.
Dele e nosso.
Ao menos isso ele poderá economizar.

Prof. Alan disse...

Juvencio, Mano Velho, então o deputado Vic Pires Franco quer nos convencer que ele preferiu acreditar numa orientação da 3ª Secretaria, do que no caput do art. 37 da Constituição? E que o ilustre deputado desconhece o art. 10 da Lei de Improbidade Administrativa?

Estamos mesmo perdidos.

Quando os agentes públicos decidem, casuisticamente, o que é legal ou não fazer com o dinheiro público, estamos sem saída.

Quando um parlamentar acha que é legal pagar viagens de amigos e parentes com dinheiro do orçamento público (seja qual for a base de seu entendimento, já que não existe base que permita entender assim, diante da Constituição e das leis vigentes), estamos realmente PERDIDOS!

Entre restaurar a moralidade ou locupletarem-se todos, o Parlamento fez uma clara e consciente opção pela segunda alternativa.

Voltamos aos tempos dos amigos do rei, Juvencio. Aos amigos tudo, aos inimigos a Lei...

Anônimo disse...

Fala Vic, Fala Valéria, Fala Namoradinhos, Fala Comprades, falem e nos contem tudo sobre Paris, Maime, Roma,Turquia.. Nós mortais queremos saber como é que é viajar de primeira classe .

Anônimo disse...

E a Valéria,a moralidade em pessoa,o que nos diz sobre o uso dessas passagens com dinheiro público?

Anônimo disse...

Juca,
Lendo as "explicações" do deputado Vic Pires Franco, quase cheguei a sentir pena dele. Tão iludido, enganado mesmo pela terceira secretaria da Câmara. Coitadinho!
Acho inclusive que ele deveria pedir indenização por ter sido enganado e por tanto tempo.Ora, deputado, o senhor deve acreditar que seus eleitores e de resto toda a população paraense e quiçá do Brasil, são bobos o suficiente pra cair nessa sua falácia. É melhor arranjar outra. Ou ficar caladinho.

Anônimo disse...

A "elite" não quer direitos, ela quer privilégios!!!!

Anônimo disse...

O quê caberia para esses rankiados, hein seu Quinta?
Pracaúba; acapú; maçaranduba; ou tudo junto?!

Juvencio de Arruda disse...

São essas espécimes que vcs estão "sentando". Não sem razão.

Anônimo disse...

O bom seria vermos de TODOS os deputados federais e senadores do Pará.
TODOS, sem exceção.
Como usam as passagens ? Uso próprio ? De familiares e parentes ? De terceiros ?
Juvêncio, existe algum site onde isso pode ser verificado ?

Anônimo disse...

Porque o Campeão de Verbas para o Estado, não entra com uma ação contra quem lhe informou que poderia usar passagem paga pela CAMARA para o noivo de sua filhota?

Juvencio de Arruda disse...

Aos intrépidos comentaristas deste blog informo que o deputado Vic ligou há pouco para este poster, garatindo que amanhã responderá aos comentaristas.

Anônimo disse...

Olha por que ligar só amanhã?Faça a defesa hoje nobre Deputado.
Tolice!!!
Ass,
Intrépida comentarista.

Juvencio de Arruda disse...

Intrépida demais...rs.
Ele não dse que irá "ligar" amanhã e sim enviar ao blog, provavelmente para esta caixinha, o que vc estamos curiosos pra ler.

Anônimo disse...

Falando em deputados como será que estão se saindo os digníssimos de nosso Assembléia, será que estão se delicinado com o dinheiro público,seguindo o exemplo de seus pares federais?

Prof. Alan disse...

Acho que nem precisa o deputado se explicar aqui no blog, Juvencio. O procurador do MP junto ao TCU já deu todas as explicações necessárias: é ilegal e o dinheiro deve ser devolvido. Simples assim!

Newton Pereira disse...

Juvêncio,

Sei que classe política passa por momentos que dá raiva em todos nós, e alguns "malucos", como Cristovão Buarque pede plebicito para fechar o Congresso, mas como diz o ditado. "Pior com ele, será muito pior sem ele."
A minha proposta para as cotas de passagem é simples.
Só pode utilizar cotas de passagem para fazer o trajeto Estado-Brasilia-Estado, para o servidores lotados no gabinete e no escritório na cidade onde mora. Para o parlamentar é franqueado qualquer lugar no Brasil. E para viagens internacional, teoricamente estão sempre a serviços do congresso, a própria direção da mesa é responsável.
Newton Pereira.

Anônimo disse...

É impressionante como essas musiquinhas e outros artificios mais de campanha camuflam o que realmente são alguns candidatos. Fico pasmo, quando ativando minha memória recente, lembro da candidata que dizia querer governar a cidade com o coração. Ê coração grande para com os seus hein?! Se fossem ao menos passagens para o "nobre" deputado e sua querida esposa td bem, dava até pra tirar a bronca... MAS filha com o namoradinho e Casal de amigos é demais pra esse eleitor que vos fala!!!

Anônimo disse...

Quer dizer então que o Luluquefala virou Luluquesogrão...

Anônimo disse...

A justiça tarda, mas chega. Essa prática do deputado é antiga mas ele sempre só encontrava defeito e apontava o dedo dele para os outros, como se ele fosse um santinho, só se for do pau ôco; se vasculhar vão encontrar muito mais coisas.

Anônimo disse...

Me decepcionei redondamente com o sr. Vic Pires FRanco, principalmente pelo fato de ter sido seu eleitor. Por isso, peço ao deputado que devolva o dinheiro correspondente a essas passagens todas, pois trata-se de recurso público, dinheiro do povo e que de forma alguma poderia ter sido utilizado da forma que foi, pra compra de passagens para amigos e namorados das filhas. Me admiro muito também da sua esposa Valéria, que parecia ser uma pessoa bem conciente e responsável,a verdade é que a gente como se engana , ou melhor é enganado.

Anônimo disse...

o vic finalmente deixou cair de vez a máscara. não há explicação para o inexplicável. ou será que tem??? será que alguém acredita em Papai Noel? luluquefala amanhã falará e não dirá nada que preste, como sempre. ambição, falta de ética e de vergonha na cara não tem explicação, não tem justificativa. chega de lero lero!!!

Anônimo disse...

JUCA: Devemos fazer uma rifa para auxiliar o nosso Deputado a devolver o nosso dinheirinho que foi gasto com as passagens para a familia do nosso Vic. Segundo fontes vinda das bandas da 25 ele já contratou advogado para processar a Secretaria da Camara. Elé ainda vai postar ação tambem por perdas e danos. Vai ver que o mesmo alem de passear por conta do nosso dinheiro, ainda vai lucrar com isto. O Pará deve se orgulhar de ter um Deputado que é o campeao de verbas para o Estado e ser cério e onesto, os outros estados não tem nenhum deputado com estas virtudes. Eu sempre rezei, inclusive ontem para São Expedito para que eu tivesse um sogrão com todas estas virtudes. Viva o Vic e Viva a Valéria, o casal mais cério do Pará.

Anônimo disse...

Será que o Deputado Vic Pires Franco, vai amanha dizer em sua defesa que não sabia que usar passagem para o noivo de sua filhota era crime? Eu acho que ele não sabia e foi informado erroneamente sobre o quesito passagens. Segundo a Jornalista Valéria o mesmo é muito sério. Falar nisto o nosso Deputado deveria saber tudo de passagens porque foi dono junto com sua esposa de uma das maiores agencias de viagens do Estado.

Anônimo disse...

Tem que processar o responsável por essa 3° Secretaria que abusou da ingenuidade do deputado, coitado.Viagens de férias; Paris; passagens internacionais para compadres, amigos, namorado da filha. Meu Deus! ele fez tudo isso porque a 3° Secretaria disse que podia. E eu que votei nele.

Anônimo disse...

Anônimo das 10;05 gostaria muitíssimo de concordar com sua frase inicial e lapidar "A justiça tarda, mas chega" no entanto infelizmente ainda não estou certo disso, aliás, cada vez mais me convenço de que atualmente a justiça tarda, falha e não chega.
Só vou começar a mudar de idéia, no dia em que souber que, por exemplo, além desses patifes que pensam que todos somos um bando de lesos devolverem essa grana das passagens, quando aquelas desembargadorazinhas murrieta e nazaré que assaltaram o contribuinte também devolverem com juros e forem prá cadeia, quando a vereadora vanessa devolver... enfim, se for listar aqui toda a roubalheira, é melhor criar um blog só com essa finalidade. Mas já me contentaria com isso prá começar.

Anônimo disse...

Imagina só o que estaria comentando por aqui o falastrão Vic Passagem Franco, o conhecido Luluquesogrão se esse fato tivesse ocorrido com um dos seus muitos desafetos da política? O deputado usou dinheiro do povo para uso próprio, da sua sua família , dos namoradinhos das filhas, e dos amigos prediletos e não adianta dizer que não sabia,q ue a culpa é do mordomo.

Val-André Mutran disse...

Quantos serão denunciados ao Conselho de Ética?
Pago um tacacá para quem adivinhar!?
Vou responder logo porque estou muito apertado e o preço da cúia do tacacá tá muito caro:
-- Nenhum será denunciado, meus caros.
A denúncia do Conselho de Ética tem que partir dos partidos políticos.
Nenhum partido político. Vejam, nenhum, está a salvo.
O PSOL se lambuzou no mel também.
O Procurador da República junto ao TCU já bateu o martelo: tem que devolver os valores da cotas de passagem utilizados indevidamente.
A proposta mais sensata que li foi a do leitor Newton Pereira.
Isso vai desdobrar em outra discurssão:
--Incorporar ou não os R$ 15 mil da verba indenizatória aos salários dos parlamentares?
Acho que não passa pois, acarretaria o imediato aumento dos vencimentos dos Estaduais e Vereadores.
O que fazer então?
Será a pauta principal amanhã na reunião do Colégio de Líderes e da Mesa Diretora. Atrasando ainda mais o destrancamento da pauta.
O Congresso não está conseguindo trabalhar em razão desses desvios éticos.
É um escândalo atrás do outro e isso é só o começo.
Um bom feriado mestre Juvêncio.

John Charles disse...

Coitado do deputado...

Anônimo disse...

Valéria, aproveita a oportuniade e explica a compra dos treiles superfaturados para a Policia Militar ordenado por vc quando Vice Governadora.VC não acha que comprar aqueles caixotes com rodas por R$100.000,00 é muita grana. Diga ao menos para nos ,quem ganhou com esta compra, basta a primeira letra de seu nome que o resto descobriremos. Teve alguma coisa de fundo de campanha na parada? Ou foi porque a senhora foi enganada pelo Cel. João Paulo?

Anônimo disse...

O deputado Vic Pires Franco deve desculpas à sociedade e, mais do que isso, deveria devolver o dinehiro aos cofres público, porque sinceramente não tem o menor cabimento viajar para o exterior com o nosso dinheiro e ainda por cima levar toda a família, amigos e namorados das filhas.

Anônimo disse...

Vejam só quando todo mundo pensava que as broncas das passagens era com o Dr. Jader, tivemos a surpresa com o ¨cério¨Prof. Vic na parada.