13.4.09

Arroz em Falta

Matéria do Diário do Pará da edição de sexta, 10, sobre o cenário eleitoral de Barcarena após a cassação do prefeito João das Cestas (PP), leva à ribalta a desembargadora Rosa Portugal - pelas palavras de um político local não identificado - na condição de suposta lobista dos interesses da família Cunha, do ex prefeito Laurival Cunha (PMDB) e da deputada Ana Cunha (PSDB), nora de Portugal.
O suposto político local pode ser até internacional, segundo um experiente jornalista ouvido pelo blog, que garante que o clássico de Umberto Eco jamais seria publicado na página A-3 sem a aprovação do Sobrancelhudo, ou quiçá por sua inspiração, numa estratégia para diminuir o diâmetro de giro, por assim dizer, dos contra parentes da desembargadora.
Mas, justiça se faça, se a presença de Anita faz estréia no Diário, é película velha, cheia de falhas de ignição, em Barcarena. Toda vez que acontece alguma coisa que perturba os interesses dos Cunha, O Nome da Rosa volta às telas da cidade.
Decerto a desembargadora, que não escolheu a nora, desconhece que seu nome na cidade é arroz de festa, aquele que todo mundo já espera.

5 comentários:

Cássio de Andrade disse...

Juvêncio, estou esperando o post sobre a vitória dos "miseráveis" de ontem.

Juvencio de Arruda disse...

Convido-o a escrevê-lo, dr. Cássio.
Tenho certeza que vc saberá expressar melhor do que eu, com sua tradicional elegância, a satisfação- que tb é minha - pela sobrevida do felino.

Cássio de Andrade disse...

Calma Juvêncio, vamos deixar para depois da "Pantera". Pelo menos o presidente do Papão vai ter mais tempo para terminar de ler o Victor Hugo. Rsrsrs.

Anônimo disse...

Juca,boa noite

Há alguma chance do JOÃO retornar a ser o Prefeito da cidade de Barcarena?

Juvencio de Arruda disse...

Creio que sim.
Tudo é possível na Justiça.