17.4.09

Filé com Fritas

Morubixabas do PPS, PV, PDT, PRB e PSB almoçaram ontem no restaurante Avenida.
No cardápio, a formação de uma coligação proporcional para as eleições de 2010. Para a legenda federal já existe consenso.
Mais aqui, no blog do Zé Carlos.

4 comentários:

João Salame disse...

Juca,

No cardápio também se iniciou um debate sobre a possibilidade desse bloco articular uma candidatura alternativa ao Governo do Estado. Ou, a partir de uma plataforma comum, negociar com a governadora ou outra alternativa democrática para gerir os destinos do Pará a partir de uma política de aliança ampla, não exclusivista, não sectária, um programa de transformações econômicas e sociais para o Estado. É sentimento geral nesses partidos a insatisfação com um jogo de cartas marcadas no qual apenas os interesses de PT, PMDB e PSDB estão na mesa, com o partido de Jader sendo o fiel da balança. De uma maneira geral PSB, PDT, PV e PRB reclamaram da forma como são tratados na base aliada do Governo. Mesmo com 5 deputados estaduais e 1 federal reclamam que são considerados aliados de segunda ou terceira classe em detrimento dos interesses das diversas correntes do PT e do PMDB no governo. O PPS, que não faz parte da base, mas está aberto ao diálogo por não se constituir oposição intransigente ao governo, entende que está na hora das forças de esquerda e centro-esquerda amiudarem seus contatos em busca de novos rumos na política do Pará.

João Salame

Juvencio de Arruda disse...

É, deu pra perceber.
Pois continuem.
Há vagas para o senado também.
2010 vai ser mais animado que 2006.

Anônimo disse...

Você esqueceu de dizer que no cardápio estava a cabeça da Ana Júlia. Todos querendo cargos no governo estadual para depois fecharem com o candidato que se mostrar viavel para derrota-la. Segundo, o proprio Zé Carlos no seu blog, informou que chegaram a cogitar uma terceira via para desse grupo, para a eleição majoritária.

Anônimo disse...

A turma quer a cargo, benesses, proveito. Esse discurso de "transformações sociais, econômicas" "alternativa democrática" "......" só papo, e papo manjado, não cola mais.