7.4.09

Idesp Confirma Índices

O Idesp acaba de emitir nota oficial a respeito das dúvidas levantadas nesta manhã, quando o líder do governo, deputado Airton Faleiro (PT), em sessão na AL, disse que o Idesp havia errado na metodologia dos cálculos da evolução da pobreza no Pará.
A nota contesta o deputado, descreve e avaliza a metodologia, e mostra que os índices pioraram no Brasil, na Região Norte, no estado do Pará e na Região Metropolitana de Nova Déli, em percentuais, respectivamente, de 19,0; 22,6; 18,9 e 6,7 %.

----

Atualizada às 18:00.

Com problemas no mouse ótico da estação, o blog não consegue linkar o pdf da nota do Idesp. Decerto a nota aparecerá em pouco tempo no site da Agência Pará, ou nos jornais de amanhã.
Desculpem.

11 comentários:

JOSÉ DE ALENCAR disse...

Melhor assim, meu caro Juvêncio.

O novo Idesp passou nessa prova de fogo. E seu Diretor e seus pesquisadores também.

Juvencio de Arruda disse...

É o que penso, caríssimo.
Que o líder se desculpa na AL amanhã mesmo, e o governo prepare as explicações que lhe serão cobradas, também amanhã mesmo e no mesmo lugar.
É assim que deve funcionar, o Idesp e o governo.

Anônimo disse...

Vamos ver quais serão as desculpas do governo.

Comunicação Idesp disse...

Prezados (as),

A nota oficial está disponível na home page do Idesp (www.idesp.pa.gov.br).
Os interessados em visualizar o arquivo em pdf, pode entrar em contato conosco pelo e-mail comunicacao.idesp@idesp.pa.gov.br.

abs,

Brenda

Comunicação Idesp disse...

Corrigindo...

*Os interessados em visualizar o arquivo em pdf podem entrar em contato conosco pelo e-mail comunicacao.idesp@idesp.pa.gov.br.

Desculpem o atropelo.

Anônimo disse...

Por outro lado nao pára de crescer o número de novos-ricos na pobre Belém, observa-se a grande quantidade de carroes importados, torres e condomínios de luxo, lojas requintadas. Na mesma proporção aumenta a concentração de renda que marca uma classe burguesa hipócrita, egoísta e, na maioria, corrupta.

Anônimo disse...

Contra fatos não há argumentos.
O Faleiro levou farelo.

Anônimo disse...

Lembrete: a governadora "do povo" escolheu morar em uma residência de grande porte e luxo requintado (leia-se mansão) alugada (com o nosso dindin)em condomínio classe hiperultraplusalta.
Controvérsias de um gobierno del pueblo.

pttarso disse...

Caríssimos(as),
O melhor é que não se deve fazer como antes, querer "exterminar" com o instituto, pois seus pesquisadores nunca sucumbiram.
Os de agora deram um bom passo republicano. Como não poderia deixar de ser pelo nome que tem e história.
Dados ruins ou bons merecem além de reflexão, muita ação!
Congratulo-me com a decisão.

Paulo de Tarso

Val-André Mutran disse...

Ana e Duciomar.

Quem merece?

Eloy Borges disse...

Desnudem o rei! IDESP: autonomia prá valer.