1.4.09

Jordy Inconformado Com Decisão da Juíza

O deputado Arnaldo Jordy (PPS) apresentou requerimento, nesta terça-feira, 31, pedindo a manifestação de inconformidade do Poder Legislativo com a sentença da juiza Maria Edwiges Miranda Lobato, que concedeu alvará de soltura ao presidiário de Americano, o traficante Josicley Braga de Moura, mais conhecido como “Doty”.
Jordy pediu, ainda, que a Corregedoria do TJE realize uma apuração rigorosa do procedimento que provocou manifestações contrárias de vários agentes sociais. A liberação do traficante provocou reações do Sindicato dos Delegados, da Associação dos Policiais Civis e também a imediata correção da sentença, feita pelo juiz Pedro Pinheiro Sotero, da 5ª Vara Penal do TJE.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado Arnaldo Jordy.

5 comentários:

Anônimo disse...

Quem se der ao trabalho de levantar o percentual de meliantes que, quando são presos após mais um delito, já tem passagens pela polícia e justiça, vai se assustar.
A grande, enorme, imensa maioria é criminoso manjado e está sob alguma "benesse".
Alvarás de soltura; condicionais; provisórias, licenças (?) e etc, etc.
Ou seja, estavam ou estão soltinhos, longe e bem longe de onde deveriam estar: presos, para pagar o que devem a justiça e a sociedade.
Mas, as "facilidades" para estar do lado de fora são grandes, enormes.
Infelizmente.
Às vítimas e as famílias dos que se foram pela violência, resta rezar e lamentar.
Essa é a revoltante realidade!
Alguém consegue desvendar os mistérios dessas "facilidades"?

Anônimo disse...

Juvencio,
O Sindicato e a Associação dos Delegdos, tem é que se preocupar com os baixos salários que recebemos Delegados da Policia Civil, e não com bandido que a Justiça manda soltar diariamente.
João Souza

Juvencio de Arruda disse...

Delegado João, estou de acordo que salários, entre outras bandeiras, devem ser preocupações de sindicatos. Mas acho que vc deveria também se preocupar com bandidos que pagam bandidos para colegas seus, omo é o caso.
Esta é uma das "outras bandeiras" do sindicato.

Anônimo disse...

sentença ou despacho? Como uma juiza solta e outro prende de novo? Por que? vejamos os advogados do bandido, quem são? o que que é isso?

Anônimo disse...

Caro Juvêncio, o modelo de organização social, política e aconômico exercitada pela sociedade brasileira ainda é o capitalista na versão mais corrupta. Outra forma de sociedade é possível sim, mas cadê a credibilidade de certas lideranças que até certo tempo atrás apontavam com mudanças éticas nas relações política etc. Hoje são todos farinha do mesmo saco. A questão é saber quanto o crime organizado está investindo em certos setores do judiciário brasileiro? O fato é que ninguém tem mais dúvidas disso.