3.4.09

Tatuzão

A Prefeitura de Belém, informou, através de nota, que vai recorrer da decisão do juiz federal Antônio Carlos Campelo, que determinou o bloqueio de 17 milhões de reais destinados ao setor de saúde na capital.
A decisão foi tomada após uma reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira (3), na Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos (Semaj). A Semad vai ingressar com agravo de instrumento, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, com objetivo de reverter a decisão.


A nota, despachada no Portal ORM às 12:18, mostra que a organização quer continuar fuçando o esgoto.

11 comentários:

Francisco Rocha Junior disse...

Juca, os interesses da organização vão ao encontro da necessidade de atuação funcional da Procuradoria do Município.
Por dever de ofício (e infelizmente, neste caso), cabe aos procuradores municipais recorrer da decisão. Não creio que o atrelamento de interesses seja deliberado; a concatenação entre defesa da municipalidade, pela Procuradoria, e a defesa dos interesses particulares do grupo do prefeito decorre de uma triste coincidência, no caso em questão.
No entanto, e isto defendo ser plenamente possível, cabe também à SEMAJ fazer o controle jurídico dos atos dos administradores do Município, ainda que limitados à emissão de pareceres. Neste particular, a crítica é pertinente.

Anônimo disse...

SEMAD seria:
1)- secretaria municipal de auxílio ao desobediente.

2)- secretaria municipal de amparo ao dudu.

3)- tudo junto.

Seria?

Juvencio de Arruda disse...

Bem, o post não diz que há atrelamento de interesses, embora seja óbvio que neste caso, infelizmente como vc diz, a fome se junta com a vontade de comer.
Mas via de regra a SEMAJ atua contra a municipalidade e a favor do criminoso o que, de resto, é outra deformidade docemente consentida em ( quase) todos os lugares.
Isto torna sua crítica muito pertinente, Nobre.

Cabelo Seco disse...

a galera não queria um Re x PA em Belém? Tá ai... he he he

Anônimo disse...

Parece mais um segredo de liquidificador, a conversa ao pé do ouvido entre o prefeito charlatão e o advogado do diabo no aeroporto de Brasília, nesse exato momento.

Juvencio de Arruda disse...

Boa viagem pra vc.

Anônimo disse...

Não joguem praga pros dois, porque eu estou no mesmo avião, hein !

Anônimo disse...

Sugiro de pronto, a cassação do prefeito. Afinal, que mal ele faria aos seus representados se todos fossem entulhados no pronto socorro da 14?

Anônimo disse...

falando-se em Tatuzão e Esgotos Entupidos, temos efetivamente o espelho do Prefeito:O subterrâneo, o por baixo, o lamaçal.
Tem-se ainda a obstrução.
A obstrução das galerias e bueiros de drenagem da Cidade de Belém.
Há três anos o DUDÚ não limpa mais o sistema de drenagem.Porcaria essa que não aparece para a população, a menos nos dias de chuva: ALAGA TUDO.Até ruas que não estão nas baixadas, e as que estão nas baixadas, o alagamento não acaba com o fim da chuva, fica bloqueado por dias a fio. E haja leptospirose.
Poderemos dizer, caro JUVA, é uma verdadeira organização, essa prefeitura do DUDÚ, criminosa!

Anônimo disse...

Este falsário deveria ter vergonha de recorrer, o que ele deveria fazer era pedir para ir ao banheiro e cair fora. Com esta justiça que não vê nada é quase certo que derrubarão o que o Juiz Campelo impos ao nosso charlatão. Devemos pedir a Deus que ele precise de atendimento médico e recorra ao PSMB e ai e correr para o abraço, visto que não sairá vivo. Fuiiiiiiiii.

Anônimo disse...

Vai recorrer, mas vai levar pau.